A circulação dos oceanos diminuiu drasticamente (e a culpa não é do aquecimento global)

O aquecimento global não é a causa da desaceleração do Oceano Atlântico. Este declínio é, na verdade, parte de um ciclo regular que irá afetar as temperaturas nas próximas décadas.

Os oceanógrafos estão preocupados com a estabilidade a longo prazo da circulação do Oceano Atlântico, dado que diminuiu drasticamente na última década. “O declínio medido desde abril de 2004 é 10 vezes maior do que o esperado”, diz Kit Tung, professor de matemática aplicada na Universidade de Washington.

“Muitos concentram-se no declínio drástico e na possibilidade de uma era do gelo se esta tendência continuar”, mas nada disso acontecerá no próximo ano. O cientista refere que, em vez disso, este comportamento pode ser parte de um ciclo natural, havendo inclusivamente sinais de que este declínio está já a terminar.

A velocidade da corrente marítima determina a quantidade de calor superficial que é transferido para o oceano mais profundo, sendo que uma circulação mais rápida enviaria mais calor. Se a corrente desacelera, será menos o calor armazenado e a Terra verá a temperatura do ar subir mais rapidamente.

“Os modelos climáticos globais podem projetar o que irá acontecer a longo prazo se o dióxido de carbono aumentar, mas atualmente não têm capacidade de prever o aquecimento da superfície nas próximas décadas”, diz Tung.

A Atlantic Meridional Overturning Circulation, ou circulação termoalina meridional do Atlântico (AMOC), transporta a água da superfície para o norte do Atlântico. Lá, a água salgada mais pesada afunda e retorna em profundidade dos mares de Labrador e Nordic, perto do Pólo Norte, para o sul do oceano Antártico.

A maioria das pessoas está interessada no que acontece na superfície – a Corrente do Golfo e as correntes atlânticas associadas levam a água mais quente para o norte, trazendo temperaturas amenas para a Europa Ocidental. No entanto,o novo artigo, publicado recentemente na Nature, argumenta que o passo mais importante surge a seguir.

No Atlântico Norte, a água mais salgada dos trópicos afunda quase um quilómetro e, ao fazê-lo, afasta o calor para longe da superfície.

Tung explica que mudanças na força da AMOC afetam a quantidade de calor que sai da nossa atmosfera. O novo estudo usa uma combinação de dados (medições de temperatura baseadas em navios e imagens de satélite) que podem sugerir que a força flutua como parte de um ciclo de 60 a 70 anos.

Quando a corrente é mais rápida, mais água tropical, quente e salgada, viaja para o Atlântico Norte. Com o passar dos anos, os glaciares derretem e a água doce torna a água da superfície mais leve e menos propensa a afundar, diminuindo a corrente.

Quando a AMOC está numa fase particularmente lenta, o Atlântico Norte torna-se mais frio, o derretimento do gelo desacelera e, eventualmente, acelera a circulação.

Assim, esta “nova corrente” não está em colapso, mas sim a transitar da sua fase mais rápida para a fase mais lenta – e isso tem impactos no aquecimento da superfície.

Olhar o passado para prever o futuro

De 1975 a 1998, a AMOC estava numa fase lenta. À medida que os gases com efeito de estufa se acumulavam na atmosfera, a superfície da Terra aquecia. De 2000 até agora, a AMOC está na sua fase mais rápida, na qual o aumento do calor no Atlântico Norte removeu o excesso de calor na superfície da Terra, assim como o que estava armazenado no oceano.

“Como só temos cerca de um ciclo de observações em profundidade, não sabemos se se trata de um ciclo periódico, mas desconfiamos disso”, refere Tung.

Aliás, medições recentes no Mar de Labrador apoiam esta teoria, sugerindo que o ciclo está a começar a mudar. Isto significa que, nos próximos anos, “a temperatura da superfície deverá começar a aumentar“.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho que já era tempo de pararem com títulos de notícias com culpa deste ou culpa daquele. Com tanta notícia com títulos do género, já perdeu a piada!

Responder a MR Cancelar resposta

Megaoperação de combate à pedofilia detém mais de 30 pessoas

Mais de 30 pessoas foram detidas em onze países no âmbito de uma megaoperação de combate à pornografia infantil realizada pela Europol e pela polícia nacional de Espanha, país onde foram presos mais de metade …

Grandes hotéis acusados de ignorar tráfico sexual. Queixa em grupo relata casos de 13 mulheres

Uma ação judicial deu entrada segunda-feira em Columbus, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), com vários grandes grupos hoteleiros a serem acusados de lucrar com o tráfico sexual, ignorando os crimes e os danos nas vítimas. Segundo …

Líder da Birmânia, Suu Kyi, vai a Haia defender o país de acusação de genocídio

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi decidiu comparecer perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) para defender o seu país da acusação de genocídio contra a minoria muçulmana rohingya, durante uma audiência de três …

Impeachment. Democratas preparam-se para avançar com duas acusações formais contra Trump

Os democratas estarão a planear apresentar esta terça-feira dois artigos de impeachment que acusam Donald Trump de abuso de poder e obstrução do Congresso. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, o Comité …

Esquema de venda de droga na darkweb. Fortuna em bitcoins fica nas mãos do Estado

Pedro e Rita vendiam droga para todo o mundo na darkweb. Agora, a fortuna em bitcoins acabou por ficar nas mãos do Estado. Pedro, um engenheiro informático, e Rita, uma web designer, montaram um esquema para …

CDS e PAN querem regime protetor do denunciante no combate à corrupção

CDS e PAN vão apresentar propostas no combate à corrupção que tem sido discutido desde segunda-feira. Os partidos querem um regime protetor do denunciante. Numa iniciativa de combate à corrupção, o CDS e o PAN vão …

Morreu Marie Fredriksson, vocalista dos Roxette

A cantora sueca Marie Fredriksson, dos Roxette, morreu segunda-feira aos 61 anos, anunciou esta terça-feira a sua manager em comunicado. Marie Fredriksson, vocalista e co-fundadora da banda Roxette, faleceu esta segunda-feira, aos 61 anos. A morte …

Taxa de sucesso no ensino profissional atinge os 63%. É o valor mais alto de sempre

No ano letivo de 2017/2018, 63% dos alunos inscritos no ensino profissional concluíram os seus cursos no tempo previsto, mais dez pontos percentuais do que quatro anos antes, avança o jornal Público. De acordo com um …

Regra para filhos de pais separados em casas alternadas divide partidos

A lei já prevê que os filhos de pais separados possam ficar em residência alternada se o tribunal assim o decidir. Porém, as regras não são claras e vai ser discutida a melhor forma de …

Helicóptero do INEM avariou durante missão. Vítima que ia socorrer acabou por morrer

Um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), localizado em Loulé, teve uma avaria a meio de uma missão de socorro, sendo obrigado a abortar a viagem que visava ajudar uma mulher de 22 …