Cigarro electrónico é mais eficaz do que adesivo para parar de fumar

Michael Dorausch / Wikimedia

-

Fumadores que usam os cigarros electrónicos com o objectivo de deixar de fumar têm mais possibilidades de se livrar do vício do que aqueles que usam apenas a força de vontade ou terapias de reposição de nicotina – como adesivos ou pastilhas elásticas, de acordo com um novo estudo.

A pesquisa, realizada no Reino Unido, analisou dados de seis mil fumadores e constatou que um quinto conseguiu parar com a ajuda de cigarros electrónicos. O índice foi 60% maior do que o atingido por aqueles que não usaram os aparelhos, revelou o estudo.

A equipa da Universidade College London, responsável pelo estudo, afirmou que os cigarros electrónicos podem ter um papel “cautelosamente positivo”.

O uso de cigarros electrónicos cresceu nos últimos tempos. A organização Action on Smoking and Health estima que mais de dois milhões de pessoas usem o produto – o triplo de há dois anos.

Metade dos fumadores activos também já experimentou o produto, comparado com 8% em 2010.

O cigarro electrónico é um equipamento que substitui a combustão do tabaco e de outras substâncias pela queima de nicotina líquida, transformando-a em vapor. O fumador pode escolher o nível de concentração da substância e os ingredientes que quer misturar ao produto.

Contudo, a utilização dos cigarros electrónicos permanece controversa. O governo do País de Gales, por exemplo, quer restringir a sua utilização em locais públicos.

Apelo generalizado

O especialista Robert West – uma das maiores autoridades britânicas na área – diz que os “cigarros electrónicos podem melhorar substancialmente a saúde pública devido ao seu apelo generalizado e às grandes vantagens na saúde associados a deixar de fumar”.

Mas West apontou também que, apesar das descobertas, de longe, a forma mais eficaz é utilizar os serviços do NHS (órgão britânico equivalente ao SNS português) para parar de fumar. Triplicariam as possibilidades de parar de fumar se comparadas a serviços de reposição de nicotina sem ajuda de especialistas.

“Alguns especialistas em saúde pública expressaram a preocupação de que o uso generalizado dos cigarros electrónicos poderia tornar o hábito de fumar novamente normal. Mas nós estamos a seguir o assunto de perto e não encontramos evidências disso.”

“As taxas de uso do cigarro em Inglaterra estão a cair, as taxas de pessoas que param de fumar estão a subir e o uso regular de cigarros electrónicos entre pessoas que nunca fumaram é desprezível”.

Os cigarros electrónicos não são fornecidos pelo serviço de saúde britânico, mas a agência de saúde pondera regularizá-los como remédios a partir de 2016.

West afirmou que é muito cedo para dizer se, e quais cigarros electrónicos poderiam ser disponibilizados, uma vez que é necessário fazer mais pesquisas sobre a segurança do seu uso a longo prazo.

Contudo, West afirma que, pelo que se descobriu até hoje, os vapores do cigarro electrónico são menos nocivos que os do cigarro normal.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …

Sue, o T-rex, terá tido uma forte dor de dentes devido a uma infeção

Sue, o T-rex cujo esqueleto é um dos mais completos já descobertos até aos dias de hoje, terá sofrido uma forte dor de dentes durante a sua existência. "Dois dentes estão realmente fundidos e um terceiro …

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado. De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas …

"Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS"

O PS acredita que foi a postura de "bullying" de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma "ruptura com o PS", conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada …

Remdesivir: de droga milagrosa a negócio milionário com "muito, muito mau aspeto"

Apresentado como único medicamento anti-viral eficaz no combate à covid-19, foi o primeiro medicamento aprovado pela FDA, regulador farmacêutico americano, no tratamento da doença. Agora, a sua eficácia é contestada — e os negócios milionários …

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …

Morreu Sean Connery, Sir James Bond

O actor escocês Sean Connery morreu, neste sábado, aos 90 anos de idade, conforme avança a BBC. As causas da morte não são ainda conhecidas. Sean Connery tornou-se conhecido como "James Bond", tendo sido o primeiro …