Cientistas russos vão testar armas nucleares para salvar a Terra de asteróides

Cientistas russos acreditam que armas nucleares são actualmente a melhor opção para lidar com os asteróides gigantes que ameaçam a Terra.

Uma equipa de cientistas russos foi contratada pelo NEOShield, um programa financiado pela União Europeia, para desenvolver uma maneira de usar armas nucleares para proteger o planeta de asteroides, segundo infirma reportagem do Telegraph.

O NEOShield atribuiu a equipas de cientistas de vários países, entre Janeiro de 2012 e Maio de 2015, a tarefa de desenvolver medidas anti-asteróides eficientes.

Segundo o Telegraph, a missão de desviar objectos espaciais perigosos com explosões nucleares foi conduzida por um Instituto de Investigação Científica da agência especial russa Roscosmos, especializado no desenvolvimento de mísseis balísticos intercontinentais, mísseis de defesa aérea e unidades de propulsão.

Apesar de os tratados espaciais em vigor proibirem o uso de componentes nucleares no espaço, cientistas acreditam que se algum corpo celestial sem rumo vier a representar uma ameaça clara para a Terra, tais restrições serão revogadas.

Segundo os investigadores, a forma mais eficiente e segura de lidar com Near Earth Objects – objectos potencialmente perigosos próximo da Terra – seria interceptá-los no espaço e alterar o seu curso com uma explosão nuclear, em vez de tentar destruir completamente o objecto.

Como parte do seu programa espacial federal, a Rússia pretende também estabelecer um centro astronómico dedicado a rastrear objectos potencialmente perigosos em curso de colisão com a Terra, com quatro satélites de observação a varrer em permanência o espaço em busca de ameaças.

A Terra sofreu múltiplos impactos de corpos celestes ao longo da sua história e pré-história – com destaque para o gigantesco asteróide que terá provocado a extinção dos dinossauros, ao cair no que hoje conhecemos como o México.

Mais recentemente, em 2013, cerca de 1500 pessoas ficaram feridas e 7000 edifícios danificados quando um asteróide com apenas 20 metros explodiu sobre a cidade russa de Chelyabinsk.

Em 1908, um asteróide muito maior, com cerca de 60 por 190 metros, arrasou 800 m2 de floresta não habitada em Tunguska, na Sibéria.

O impacto deste asteróide foi equivalente ao de 1000 bombas atómicas como a que atingiu Hiroshima.

Segundo a opinião generalizada da comunidade científica, a questão não é saber se a Terra será algum dia atingida por um asteróide, mas sim quando será atingida – e se estaremos preparados.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …

Emissão do programa de Ricardo Araújo Pereira cancelada. Humorista em isolamento

O programa de Ricardo Araújo Pereira na SIC não será emitido este domingo, uma vez que o humorista se encontra em isolamento profilático depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com covid-19. …