Cientistas portugueses ajudam a descobrir novo material magneto-elétrico

Jeedrek / Wikimedia

Universidade de Aveiro

Pela primeira vez foi observada uma ação combinada das propriedades elétrica e magnética, num mesmo material, à temperatura ambiente, anunciou esta quinta-feira a Universidade de Aveiro (UA).

A descoberta, em que participam dois investigadores do Departamento de Física da UA e do CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro, é relatada num artigo publicado na revista Science e abre caminho a novos desenvolvimentos para a eletrónica molecular.

Segundo os investigadores da Universidade de Aveiro, “os materiais magneto-elétricos combinam propriedades magnéticas e propriedades elétricas e a possibilidade de induzir sinergias entre estas propriedades, permitindo, por exemplo, controlar uma delas através da outra, confere-lhes potenciais aplicações, nomeadamente no armazenamento de informação de alta densidade, e em dispositivos eletrónicos de baixo consumo.

No entanto, explicam, “tais aplicações requerem uma forte interação entre as duas propriedades, o que raramente ocorre à temperatura ambiente nos materiais à base de óxidos inorgânicos conhecidos”.

“O desenvolvimento de materiais com um forte acoplamento magneto-elétrico, observado, pela primeira vez, num material molecular (cuja estrutura é constituída pela associação de moléculas individuais) à temperatura ambiente, permite alterar a polarização elétrica através da aplicação de um campo magnético, abrindo a possibilidade de materiais moleculares virem a substituir os magneto-elétricos inorgânicos tradicionais (óxidos ou fluoretos)”, salienta o artigo da revista científica.

A equipa de investigação perspetiva “um importante avanço na eletrónica molecular, através do desenvolvimento de novos sistemas multi-funcionais, transparentes, mais baratos e sustentáveis do que os usados na eletrónica inorgânica tradicional”.

Sendo o estudo do acoplamento magnetismo/eletricidade em materiais moleculares um campo “inteiramente por explorar”, a descoberta “reforça a promessa do fabrico de dispositivos flexíveis para eletrónica molecular”, acrescenta.

Os investigadores e professores da Universidade de Aveiro Luís Carlos e Rute Ferreira, em colaboração com investigadores do Instituto Charles Gerhardt de Montpellier (Universidade de Montpellier/CNRS) e da Universidade de Coimbra, colaboraram no desenvolvimento de um material molecular emissor de luz.

De acordo com o artigo da edição de fevereiro da revista Science, esse material apresenta “uma forte ação combinada entre as propriedades magnéticas e elétricas à temperatura ambiente, resultante da associação entre ferroeletricidade e magnetostrição (a deformação da estrutura cristalina do material sob o efeito de um campo magnético)”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …