A quinta força da natureza pode ter sido encontrada (e já há quem fale em Nobel)

Hubble Heritage (STScI/AURA) / ESA / NASA

Imagem de Messier 74 pelo Telescópio Hubble.

E se o Universo for regido por cinco e não quatro forças fundamentais? Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas húngaros, volta a sugerir a existência da “partícula X17”, o misterioso bosão associado à quinta força da natureza.

De acordo com o Modelo Padrão da Física, todas as interações do Universo se reduzem à manifestação de quatro forças fundamentais: gravidade, eletromagnetismo, interações nucleares fracas e interações nucleares forte.

Agora, uma nova investigação do Instituto de Pesquisa Nuclear Atomki, sediado em Budapeste, volta a frisar que pode existir uma outra força fundamental, ainda desconhecida, que pode ser a chave para alguns dos problemas por resolver da Física.

Foi em meados de 2016 que esta mesma equipa falou sobre a suposta quinta força fundamental, quando registaram anomalias na decomposição do isótopo instável de berílio-8. Cerca de um ano depois, a mesma análise foi repetida e confirmada por um grupo de físicos norte-americanos. Esta investigação foi à época publicada na revista científica especializada Physical Review Letters.

De acordo com uma nova investigação, liderada pelo físico Attila Krasznahorkay e cujos resultados foram disponibilizados no arXiv, surgiram agora novas evidências que dão força à existência desta quinta força, sustentada na existência do bosão X17.

(dr) futurism.com

A quinta força fundamental da Natureza

Os primeiros procedimentos

Os isótopos de berílio-8 são extremamente instáveis e, durante o procedimento, os cientistas conseguiram chegar a este elemento ao bombardear lítio-7 com protões, tal como explica o portal Russia Today. Os núcleos de berílio de vida curta decompuseram-se imediatamente com a emissão de um fotão que, por sua vez, se decompôs imediatamente num eletrão e num positrão.

Devido à lei da conservação, o ângulo de dispersão deste par de partículas – o eletrão e o positrão – é menor, quanto maior seja a energia do fotão inicial. Tal como esperava, quanto maior é o ângulo, menos são as partículas observadas pelos cientistas.

Contudo, num ângulo de cerca 140º, foi detetado um salto repentino na formação de pares eletrão positrão. No estudo de 2016, os físicos não encontram nenhuma explicação para este fenómeno, a não ser a existência de uma partícula ainda desconhecida, cuja decomposição cria essa mesma anomalia.

Esta partícula é aproximadamente 33 vezes mais pesada do que o eletrão: a sua massa é de cerca de 16,7 megaeletronvolts (MeV) – daí a partícula ter sido batizada de X17. A sua vida útil rondará décimos de bilionésimos de segundo.

De acordo com os cientistas húngaros, o X17 pode ser um bosão de calibre, isto é, uma partícula portadora da quinta força fundamental ainda não descrita. O Modelo Padrão da Física associada cada uma das forças fundamentais a bosões de calibres correspondentes.

O novo estudo

O tipo de interação pela qual o Boson X17 pode ser responsável ainda é desconhecido, mas os cientistas confirmaram uma vez mais a sua existência no estudo recém-divulgado.

Desta vez, os cientistas recorreram à emissão de pares eletrão-positrão por núcleos de hélio excitados, que ocorre quando voltam a um estado de energia mais baixo.

Um número anormal de partículas foi encontrado em ângulos de aproximadamente 115 ° e os cálculos realizados pelos húngaros também permitiram associar este pico a partículas de massa de aproximadamente 16,84 MeV, confirmando, segundo escreveram os autores, a existência do novo bosão X17 e, consequentemente, a quinta força fundamental.

“O X17 pode ser uma partícula, que conecta o nosso mundo visível à matéria escura“, explicou o autor principal do estudo, Attila Krasznahorkay, em declarações à CNN.

Apesar de os resultados do novo estudo não terem ainda sido validado pelos pares, o novo estudo despertou já muito interesse na comunidade científica. Por esse mesmo motivo, novas equipas devem participar em testes futuros para encontrar novas provas do misterioso bosão X17.

Jonathan Feng, professor de Física e Astronomia da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, vai ainda mais longe, dizendo que estes resultados podem mudar tudo o que sabemos sobre o Universo. Se os resultados puderem ser replicados, “esta [descoberta] seria um Prémio Nobel“, disse, à mesma emissora norte-americana.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Outra opinião que poderá motivar a nossa atenção e reflexão:
    Vida: A Quinta Força do Universo – Parte 1
    https://www.youtube.com/watch?v=oouaXG0jZt8&t=8s
    Vida: A Quinta Força do Universo – Parte 2
    https://www.youtube.com/watch?v=oR0wVxYmioM&t=968s
    Desta Física Quântica assim observada, analisada e entendida como realmente acontece na nossa vida real, eu GOSTO!!! Sem dúvida que me ajuda a entender quem eu sou, de onde vim e para onde vou…
    Como o professor Onsy costuma dizer: “Todos nós somos – naturalmente – seres quânticos!!”…
    assinado: Maria da Maia

  2. …”Devido à lei da conversação, o ângulo de dispersão deste par de partículas – o eletrão e o positrão…”
    Lei da conversação ou da conservação? 😉

RESPONDER

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …

Biden tem 71% de probabilidade de vencer as eleições contra Trump

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, tem 71% de probabilidade de vencer as eleições presidenciais norte-americanas frente a Donald Trump, o atual Presidente dos Estados Unidos, aponta uma nova sondagem. A pesquisa de opinião, levada …

Barcelona 2-8 Bayern | Atropelamento histórico na Champions

Noite histórica no Estádio da Luz. Em jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern goleou o Barcelona por impensáveis 8-2 – com 4-1 em cada uma das metades. Um resultado que se tornou …

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …