Cientistas medem temperatura a 4 mil borboletas (e revelam a influência do clima no seu habitat)

Michael Wallace / Flickr

Um grupo de cientistas do Reino Unido recolheu 4 mil borboletas selvagens para medir a sua temperaturas, alertando que algumas das espécies mais reconhecidas do país estão em ameaça de colapso, e em risco de perder o seu habitat.

Os cientistas da Universidade de Cambridge registaram a temperatura de 29 espécies diferentes de borboletas, antes de as libertarem novamente. A equipa garante que desta forma são “capazes de analisar melhor os habitats, e as paisagens para protegê-las”.

Todas as borboletas são ectotérmicas – o que significa que não podem produzir o seu próprio calor corporal, e dependem das condições ambientais externas ideais para sobreviver. Contudo, o estudo – publicado no dia 23 de setembro no Journal of Animal Ecology –  revelou que as mudanças no clima e outros fatores ambientais afetam algumas espécies de borboletas mais do que outras.

Os cientistas descobriram que borboletas maiores e mais pálidas, como as espécies Large White e Brimstone, estão entre as espécies de insetos que se adaptam melhor ao aumento da temperatura ambiental. Isso ocorre porque os animais usam as suas grandes asas para direcionar o calor do sol para longe ou, caso necessitem, para os seus corpos.

Porém, algumas espécies mais coloridas têm maior dificuldade em controlar a sua temperatura corporal, tal como as espécies menores – como é o caso da borboleta Small Heath, diz o The Independent.

No geral, as populações de muitas espécies de borboletas do Reino Unido estão em declínio. Isto deve-se à perda do seu habitat natural, pois o aquecimento global tem causada eventos climáticos que prejudicam os microclimas vitais que as borboletas necessitam para sobreviver.

Andrew Bladon, autor principal do estudo, refere que “as espécies de borboletas que não são boas a controlar a sua temperatura, mas que dependem da escolha de um micro-habitat que tenha a temperatura certa, são as que mais sofrem com as mudanças climáticas”.

O investigador assume que é urgente “tornar os habitats mais diversificados para ajudar a conservar muitas de nossas espécies de borboletas”. Os cientistas garantem que as borboletas são uma parte vital do mundo natural, que sustenta a nossa própria espécie, por isso explicam que é importante “proteger uma gama diversificada de espécies. Os insetos também são uma importante fonte de alimento para muitas outras espécies”.

Ed Turner, do University Museum of Zoology, disse que “será importante compreender não só os requisitos do habitat de diferentes espécies de borboletas, mas também os seus requisitos de temperatura”.

Muitas espécies de borboletas expandiram-se para o norte do Reino Unido nos últimos 30 anos, à medida que esta região se tornou mais quente devido às alterações climáticas. A variedade de espécies adaptadas a ambientes mais frios está a diminuir.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …