Cientistas encontram ADN de espécies desconhecidas nas cavernas da Antártida

(cv) Joel Bensing / Polar Biology

De acordo com um estudo recente, pode haver plantas e animais de espécies desconhecidas a viver nas cavernas debaixo do gelo da Antártida.

Um grupo de investigadores australianos descobriu que o Monte Erebus, um vulcão ativo na Ilha Ross, da Antártida, está cercado por cavernas cavadas no gelo pelo vapor. As amostras de solo recuperadas das cavernas revelaram traços intrigantes de ADN de musgos, algas e pequenos animais.

A pesquisa foi publicada na revista Polar Biology.

“As cavernas podem ser muito quentes. Algumas delas podem até chegar aos 25 graus”, diz Ceridwen Fraser,  da Universidade Nacional Australiana e co-autor do estudo. “Há luz perto da boca das cavernas e filtros de luz mais profundos em algumas cavernas onde o gelo subjacente é fino”.

O investigador explica que a maioria do ADN encontrado se assemelha ao que já fora identificado em plantas e animais na Antártida, mas algumas das sequências do ADN recolhido não puderam ser totalmente identificadas.

Craig Cary, da Universidade de Waikato, na Nova Zelândia, que também participou no estudo, relembrou que várias pesquisas anteriores apontam para uma série de bactérias e fungos que viviam nas cavernas vulcânicas da Antártida. “O novo estudo sugere que pode haver outros plantas e animais, além dos até agora descobertos“, explicou Cary.

Mas Laurie Connel, investigadora da Universidade do Maine, nos Estados Unidos, que também participou no estudo, diz que os resultados das amostras recolhidas até agora não confirmam que as plantas e os animais ainda estejam a viver nas cavernas.

“Os próximos passos serão analisar mais de perto as cavernas e tentar encontrar organismos vivos. Se existirem de facto, abre a porta a um mundo novo e excitante”, explicou.

Na Antártida, explicaram os investigadores, há outros vulcões, pelo que é possível que a mesma coisa aconteça em outros desses vulcões – e que os sistemas sub-glaciais sejam comuns em todo o continente.

ZAP // BBC

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. “um vulcão ativo na Ilha Ross, da Antártida, está cercado por cavernas ocas por dentro”!!! Quando encontrarem cavernas ocas por fora, avisem. Devem ser uma raridade!

      • Na minha opinião, a correcção ainda peca por defeito. Não é necessário dizer que as cavernas são ocas. O termo “caverna” já pressupõe que é oca. Segundo a Wikipédia, uma caverna “é toda a cavidade natural rochosa com dimensões que permitam acesso a seres humanos”. Por sua vez, cavidade é “parte cavada ou vazia de um corpo sólido” -www.dicio.com.br/cavidade/

        • Caro António,
          Tem toda a razão.
          Na realidade, a incorrecção vai para além do pleonasmo, porque a fonte original usa a expressão “caves hollowed out in the ice by steam”.
          Optámos assim por alterar o texto para “cavernas cavadas no gelo pelo vapor”.
          Obrigado pelo seu reparo.

RESPONDER

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …

Brexit: Hoje era o Dia D (mas afinal, fica tudo na mesma)

Devia ter sido o dia decisivo para o Brexit no Parlamento do Reino Unido, mas o processo foi mais uma vez adiado.  Foi aprovada uma emenda que obriga o primeiro-ministro Boris Johnson a pedir um novo …

"Mais Siza e menos Centeno". Emprego e salários são as chaves do novo Governo de Costa

O novo Executivo para a próxima legislatura, que António Costa apresentou esta terça-feira ao Presidente da República, tem como chaves de governação o emprego e os salários, escreve este sábado o Expresso. De acordo com …

FBI já apurou a causa da morte de três turistas na República Dominicana

Testes toxicológicos apresentados esta semana pelo FBI determinaram que a morte de três turistas norte-americanos na República Dominicana se deveu a causas naturais, avança o jornal New York Times. De acordo com o diário, no caso …

"Discos encriptados de Rui Pinto são pisa papéis para a Judiciária"

A Polícia Judiciária "precisaria de milhares de anos" para conseguir" descodificar os discos encriptados pelo hacker Rui Pinto, onde se acredita que estejam provas relevantes sobre os alegados roubos de emails e os acessos ilegais …