Cientistas descobrem a revolução que permitiu o aparecimento dos animais

Stuart Hay / ANU

Os investigadores Amber Jarrett e Jochen Brocks com uma amostra de óleo extraído de rochas sedimentares

Um estudo realizado por cientistas da ANU – Universidade Nacional Australiana, resolveu um dos maiores mistérios da vida: como os primeiros animais apareceram na Terra – um momento crucial para o planeta, sem o qual os seres humanos não existiriam.

Uma equipa de investigadores liderada pelo professor Jochen Brocks, da Universidade Nacional Australiana, encontrou em rochas sedimentares no centro da Austrália a resposta para um dos maiores mistérios da vida: que episódio despoletou o aparecimento dos animais?

“Transformamos essas rochas em pó e extraímos delas moléculas de organismos antigos”, explica Brocks. A pesquisa foi publicada na revista Nature, e os resultados vão ser apresentados esta semana na Conferência Goldschmidt em Paris, França.

“Essas moléculas dizem-nos que tudo se tornou realmente interessante há 650 milhões de anos atrás. Foi uma revolução dos ecossistemas, foi o aumento das algas que desencadeou uma das mais profundas revoluções ecológicas da história da Terra”, diz Brocks, “sem a qual os seres humanos e outros animais não existiriam”.

Antes de tudo isso acontecer, houve um evento dramático, 50 milhões de anos antes, chamado Terra Bola de Neve”, explica Brocks.

A Hipótese da Terra Bola de Neve é uma hipótese, que sugere que a Terra esteve completamente coberta de gelo pelo menos uma vez, durante o período Criogeniano, há 650 milhões de anos, que explica os depósitos sedimentares normalmente de origem glaciar a latitudes aparentemente tropicais na época.

Segundo a teoria Bola de Neve, “a Terra ficou congelada durante 50 milhões de anos. Grandes glaciares transformaram cordilheiras inteiras de montanhas em pó, libertando nutrientes, e quando a neve derreteu, durante um evento de aquecimento global extremo, torrentes de nutrientes foram para o oceano”, explica o cientista.

Neethis / Wikimedia

O degelo da Terra Bola de Neve libertou os nutrientes que provocaram a explosão das algas – e o aparecimento dos animais

Segundo Jochen Brocks, os níveis extremamente elevados de nutrientes no oceano e o arrefecimento das temperaturas globais a níveis mais hospitaleiros criaram condições perfeitas para a rápida disseminação de algas. “Foi a transição dos oceanos dominados por bactérias para um mundo habitado por uma vida mais complexa”.

“Esses organismos grandes e nutritivos na base da cadeia alimentar forneceram a explosão de energia necessária para a evolução de ecossistemas complexos, onde animais cada vez maiores e mais complexos, inclusive o Homem, poderiam prosperar na Terra”, afirma o cientista.

A investigadora em Ciências da Terra Amber Jarrett, co-autora do estudo, descobriu antigas rochas sedimentares da Austrália central que se relacionavam directamente com o período que se seguiu imediatamente após o degelo da Terra Bola de Neve.

“Nessas rochas, descobrimos sinais impressionantes de fósseis moleculares”, diz Jarrett, “Então soubemos imediatamente que tínhamos feito uma descoberta revolucionária, de que a Terra Bola de Neve esteve directamente envolvida na evolução da vida complexa”.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …