Cientistas descobrem a revolução que permitiu o aparecimento dos animais

Stuart Hay / ANU

Os investigadores Amber Jarrett e Jochen Brocks com uma amostra de óleo extraído de rochas sedimentares

Um estudo realizado por cientistas da ANU – Universidade Nacional Australiana, resolveu um dos maiores mistérios da vida: como os primeiros animais apareceram na Terra – um momento crucial para o planeta, sem o qual os seres humanos não existiriam.

Uma equipa de investigadores liderada pelo professor Jochen Brocks, da Universidade Nacional Australiana, encontrou em rochas sedimentares no centro da Austrália a resposta para um dos maiores mistérios da vida: que episódio despoletou o aparecimento dos animais?

“Transformamos essas rochas em pó e extraímos delas moléculas de organismos antigos”, explica Brocks. A pesquisa foi publicada na revista Nature, e os resultados vão ser apresentados esta semana na Conferência Goldschmidt em Paris, França.

“Essas moléculas dizem-nos que tudo se tornou realmente interessante há 650 milhões de anos atrás. Foi uma revolução dos ecossistemas, foi o aumento das algas que desencadeou uma das mais profundas revoluções ecológicas da história da Terra”, diz Brocks, “sem a qual os seres humanos e outros animais não existiriam”.

Antes de tudo isso acontecer, houve um evento dramático, 50 milhões de anos antes, chamado Terra Bola de Neve”, explica Brocks.

A Hipótese da Terra Bola de Neve é uma hipótese, que sugere que a Terra esteve completamente coberta de gelo pelo menos uma vez, durante o período Criogeniano, há 650 milhões de anos, que explica os depósitos sedimentares normalmente de origem glaciar a latitudes aparentemente tropicais na época.

Segundo a teoria Bola de Neve, “a Terra ficou congelada durante 50 milhões de anos. Grandes glaciares transformaram cordilheiras inteiras de montanhas em pó, libertando nutrientes, e quando a neve derreteu, durante um evento de aquecimento global extremo, torrentes de nutrientes foram para o oceano”, explica o cientista.

Neethis / Wikimedia

O degelo da Terra Bola de Neve libertou os nutrientes que provocaram a explosão das algas – e o aparecimento dos animais

Segundo Jochen Brocks, os níveis extremamente elevados de nutrientes no oceano e o arrefecimento das temperaturas globais a níveis mais hospitaleiros criaram condições perfeitas para a rápida disseminação de algas. “Foi a transição dos oceanos dominados por bactérias para um mundo habitado por uma vida mais complexa”.

“Esses organismos grandes e nutritivos na base da cadeia alimentar forneceram a explosão de energia necessária para a evolução de ecossistemas complexos, onde animais cada vez maiores e mais complexos, inclusive o Homem, poderiam prosperar na Terra”, afirma o cientista.

A investigadora em Ciências da Terra Amber Jarrett, co-autora do estudo, descobriu antigas rochas sedimentares da Austrália central que se relacionavam directamente com o período que se seguiu imediatamente após o degelo da Terra Bola de Neve.

“Nessas rochas, descobrimos sinais impressionantes de fósseis moleculares”, diz Jarrett, “Então soubemos imediatamente que tínhamos feito uma descoberta revolucionária, de que a Terra Bola de Neve esteve directamente envolvida na evolução da vida complexa”.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Portugueses criam nanomateriais feitos de algas para despoluir água

De algas abundantes no litoral de Portugal, investigadores da Universidade de Aveiro extraíram biopolímeros capazes de remover alguns poluentes da água, como antibióticos ou herbicidas. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que …

O novo Oumuamua pode ter sido captado numa fotografia a cores

Os astrónomos do Observatório Gemini no Hawai tiraram a primeira fotografia do GB00234, agora rebatizado para C/2019 Q4 Borisov, um objeto que pode ser o segundo corpo celeste interestelar a entrar no Sistema Solar. A imagem …

Volkswagen revela o novo ID.3, "o carro elétrico do povo"

https://vimeo.com/360579859 No Salão Automóvel da Frankfurt, a Volkswagen revelou o novo ID.3, o seu primeiro carro elétrico. Com um preço "abaixo dos 30 mil euros", é tido como acessível para as massas. A revolução dos automóveis elétricos …

Benfica 1-2 Leipzig | Águias sem asas para o Leipzig

O Benfica arrancou a sua participação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2019/20 da pior forma, com uma derrota caseira por 2-1. A formação “encarnada” recebeu o Leipzig e nunca conseguiu dominar o futebol …

A faca, o casaco, a secretária e outros objetos de Anthony Bourdain vão a leilão

Uma faca feita a partir de um meteorito, um casaco personalizado da marinha norte-americana e uma prensa para ossos de pato são três dos 215 objetos de Anthony Bourdain que vão ser colocados à venda …

Já vai poder dormir no castelo de "Downton Abbey" (mas com algumas condições)

O castelo de Highclere, que os fãs da série Downton Abbey conhecem como a casa da família ficional Crawley, está a receber hóspedes. O conde de Carnarvon resolveu abrir as portas a apenas dois convidados, a …

Tinder produz a sua primeira série de televisão (e é “apocalíptica”)

A aplicação de encontros Tinder já terminou as filmagens da sua primeira série de televisão no âmbito da intenção do seu proprietário, o Match Group, de aprofundar a criação de conteúdos originais. Fazer novos programas faz …

Sondagens à boca das urnas mostram empate técnico entre Netanyahu e Gantz

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu e Benny Gantz, antigo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas que lidera a coligação centrista, estão numa situação de empate técnico nas primeiras sondagens à boca das urnas. Esta terça-feira, …

Dois youtubers detidos a tentar invadir a Área 51

Quatro dias antes do evento mundial, dois youtubers adiantaram-se e foram detidos na última terça-feira por tentarem invadir a Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos. Ties Granzier e Govert Sweep, dois holandeses de …

Onda de bebés nascidos com mãos deformadas abre investigação na Alemanha

As autoridades de saúde lançaram uma investigação depois de três bebés nasceram com deformações raras das mãos nos últimos quatro meses num hospital alemão. "Entre junho de 2019 e o início de setembro de 2019, um …