Cientistas descobrem os primeiros animais canhotos: os cangurus

llee_wu / Flickr

-

Um novo estudo observou que os cangurus selvagens tendem a usar mais os membros esquerdos na realização de tarefas comuns como recolha ou alimentação.

Os investigadores afirmam tratar-se da primeira demonstração de preferência manual em grupo de uma espécie de animal não-humano, depois de observaram os animais na selva durante várias horas. Os seres humanos, na sua maioria, são destros.

Duas espécies de cangurus e uma de wallaby demonstraram uma tendência para o uso das patas esquerdas, ao contrário de outros marsupiais quadrúpedes, que não apresentaram a mesma propensão.

O estudo, publicado na revista científica Current Biology, foi realizada por cientistas da Universidade Estadual de São Petersburgo que viajaram à Austrália para fazer o trabalho de campo.

No país, eles tiveram a ajuda de Janeane Ingram, uma ecologista especializada em vida selvagem e investigadora da Universidade da Tasmânia, que afirmou à BBC que o trabalho foi alvo de desconfiança dos próprios cientistas.

“Infelizmente, até meus próprios colegas acham que o estudo do uso dos membros esquerdos em macrópodes não é um assunto sério, mas qualquer pesquisa que prove a preferência manual em outras espécies bípedes contribui para o estudo da simetria do cérebro e da evolução dos mamíferos“, explicou.

Segundo o investigador Yegor Malashichev, havia uma “noção generalizada” de que a preferência manual era unicamente um fenómeno humano, até que estudos dos últimos 10 a 20 anos mostraram que a assimetria no comportamento e a estrutura do cérebro eram, surpreendentemente, muito difundidas no mundo animal.

“Como um dos nossos especialistas destacou, a preferência manual é também óbvia na forma como os papagaios agarram a comida ou como os cães dão a pata”, disse Ingram. “Mas esses exemplos ainda não foram comprovados a nível populacional”.

“Evolução paralela”

O novo estudo identificou uma tendência consistente no uso das patas esquerdas entre os cangurus cinzas, cangurus vermelhos e wallabies de pescoço vermelho – independentemente da forma como os animais se alimentavam, pulavam ou se limpavam.

Segundo Malashichev, pela primeira vez “não estamos sozinhos no Universo, somos dois – humanos e cangurus – destros e canhotos“.

Ele e a sua equipa sugeriram que a descoberta é um exemplo de “evolução paralela”, já que a tendência em usar um lado do corpo em detrimento do outro parece ter surgido em primatas, que pertenciam ao grupo dos mamíferos placentários, assim como nos marsupiais no novo estudo, mas não em animais próximos dos dois ramos da árvore evolutiva.

Os investigadores também argumentam que a postura é um fator importante. A tendência para o uso da pata esquerda era apenas observada em espécies que ficam de pé sobre as patas traseiras, usando as patas dianteiras com mais regularidade para outras tarefas que não andar.

De modo semelhante, sugerem os investigadores, a transição para uma postura ereta talvez tenha sido a chave para que os primatas desenvolvessem a preferência manual.

Ainda não se sabe, contudo, se há aspectos específicos do cérebro dos marsupiais que permitiram o desenvolvimento da preferência manual – e se esses fatores podem explicar porque é que os cangurus, diferentemente dos humanos predominantemente destros, tendem a ser canhotos.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …