Cientistas descobrem mistério de pergaminho do Arquivo Secreto do Vaticano

G. Vendittozzi / Arquivo Secreto do Vaticano

Até agora não se sabia porque havia micróbios marinhos e manchas roxas no pergaminho

Um grupo de investigadores da Universidade Vergata, em Roma, publicou um artigo no qual afirma ter descoberto os microrganismos que danificaram um valioso pergaminho do século XIII.

O documento, actualmente mantido no Arquivo Secreto do Vaticano, conta a história de um guerreiro italiano, Lorenzo da Fanella, também conhecido como Laurentius Loricatus, que a Santa Sé pretende canonizar.

Em 1205, Lorenzo da Fanella matou acidentalmente um homem e refugiou-se numa caverna, onde permaneceu durante 34 anos para expiar seus pecados. Em 1244, a história de Lorenzo da Fanella foi registada num pergaminho, que está agora a ser estudado, onde “foram encontrados micróbios marinhos“.

A descoberta de micróbios marinhos num documento escrito há 800 anos foi “absolutamente surpreendente”, confessou ao Gizmodo Luciana Migliore, investigadora da Universidade Vergata, em Roma, e autora principal do estudo.

Ao comparar pedaços deteriorados (que apresentavam uma coloração púrpura) e não deteriorados do pergaminho, a equipa de investigadores encontrou nada menos do que 957 tipos de bactérias nos primeiros, e 407 nos segundos. Nas 1224 espécies de bactérias identificadas, apenas 140 eram partilhadas entre as duas partes.

Surpreendentemente, a bactéria mais popular encontrada nas manchas púrpura foi identificada como sendo a Gammaproteobacteria – uma bactéria marinha que vive essencialmente em águas salgadas. E isso deu uma pista acerca da sua origem, e da froma como as extremidades do pergaminho se tinham deteriorado.

Segundo explica a cientista, durante muitos séculos, para evitar a sua decomposição, era acrescentado sal marinho à pele dos animais a partir da qual eram feitos os pergaminhos.

Porém, algumas halobactérias resistiram a este processo de conservação e mantiveram-se vivas no pergaminho ao longo de séculos. Como precisam de luz para crescer, as partes mais danificadas foram “as partes mais iluminadas do documento, ou seja, a primeira e a última parte do rolo, bem como as margens”, explica Migliore.

Segundo concluíram os cientistas, foi este processo, conjugado com a alta humidade do Castelo de Sant’Angelo de Roma, onde o texto foi encontrado no século XVIII, que causaram a deterioração e as manchas de cor púrpura que o pergaminho ostenta.

G. Vendittozzi / Arquivo Secreto do Vaticano

O pergaminho, com 5m de comprimento, esteve guardado até ao século XVIII no Castelo de Sant’Angelo, em Roma

A descoberta desse processo de deterioração, que foi apresentada num artigo publicado esta quinta-feira na revista Scientific Reports, contribuirá para desenvolver melhores técnicas de restauração e permitira a conservação de outros pergaminhos antigos.

PARTILHAR

RESPONDER

Enorme impacto cósmico pode ter assolado a Terra há 12.800 anos

Uma equipa de cientistas descobriu excesso de platina em material sedimentar extraído de depósitos de turfa localizados em Wonderkrater, Limpopo, na África do Sul, revelou uma nova investigação. De acordo com um novo estudo, cujos resultados …

Astronauta capta o colossal "Olho do Sahara" a partir da EEI

A Agência Espacial Europeia publicou neste domingo uma fotografia da colossal estrutura de Richat, uma formação geológica enigmática no centro da Mauritânia, conhecida como o "Olho do Sahara". A estrutura, que tem cerca de 40 quilómetros …

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …