Cientistas descobrem a galáxia com oxigénio mais distante do Universo

NAOJ

Esta galáxia alberga muitas estrelas jovens brilhantes, que ionizam o gás existente tanto no interior da galáxia como à sua volta.

Esta galáxia alberga muitas estrelas jovens brilhantes, que ionizam o gás existente tanto no interior da galáxia como à sua volta.

Uma equipa de astrónomos conseguiu detetar oxigénio brilhante numa galáxia distante – a porção de oxigénio mais distante do Universo já encontrada até hoje.

A galáxia SXDF-NB1006-2 está localizada a 13,1 mil milhões de anos-luz do planeta Terra, uma distância tão grande que permite aos cientistas verem a galáxia como ela era apenas 700 milhões de anos após o Big Bang, com um desvio para o vermelho de 7,2.

A descoberta da SXDF-NB1006-2 foi realizada por uma equipa formada por cientistas japoneses, suecos e britânicos, com o auxílio do ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), e pode ser útil nos estudos sobre a chamada fase de reionização cósmica do Universo.

Antes de começarem a formar-se objetos no Universo, este era repleto de energia de gás neutro.

Contudo, entre 200 e 400 milhões de anos após o Big Bang, esses objetos começaram a emitir luz através de radiação, o que começou a ionizar os gases – a referida fase de reionização cósmica, visto que a ionização original aconteceu até cerca de 380 mil anos depois da grande explosão.

No entanto, pouco se sabe sobre o período de reionização, que durou até o Universo ter cerca de mil milhões de anos. A observação desta nova galáxia pode trazer algumas respostas.

“Procurar por elementos pesados no Universo jovem é uma abordagem essencial para explorar a atividade de formação de estrelas daquele período”, afirma Akio Inoue, da Universidade Osaka Sangyo, do Japão, principal autor do estudo publicado na revista científica Science.

“Estes elementos também nos dão pistas para compreender como as galáxias foram formadas e o que causou a reionização cósmica”, conclui o investigador.

A pesquisa

Os investigadores usaram o observatório Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), localizado no Chile, para realizar simulações computadorizadas a fim de descobrir se seria possível observar indícios de oxigénio ionizado.

Os cientistas observaram também algumas galáxias mais próximas da Terra e concluíram que essas emissões de oxigénio poderiam ser detetadas mesmo a distâncias muito maiores.

Foi assim que descobriram a SXDF-NB1006-2 e encontraram evidências da presença de oxigénio mesmo em fases muito jovens do Universo.

Segundo os investigadores, o gás encontrado na galáxia distante é cerca de 10 vezes menos abundante do que no Sol.

“A pequena quantidade é esperada porque o Universo ainda era jovem e tinha um breve histórico de formação de estrelas naquela altura”, afirma Naoki Yoshida, da Universidade de Tóquio. “Algo pouco comum pode ter acontecido com esta galáxia. Suspeito que quase todo aquele gás é altamente ionizado”, conclui

Como a SXDF-NB1006-2 tem pouca poeira, a sua intensa luz ultravioleta pode escapar e ionizar uma quantidade considerável de gás do lado de fora da galáxia.

Akio Inoue acredita que a recém-descoberta “poderia ser um protótipo das fontes de luz responsáveis pela reionização cósmica”.

Canal Tech

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento Europeu aprova 37,5 milhões para Portugal enfrentar pandemia

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta terça-feira, em sessão plenária, um pacote de 37,5 milhões de euros, mobilizados através do Fundo de Solidariedade Europeu (FSUE), para Portugal “fazer face à emergência sanitária de covid-19”. Os fundos …

Prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19

O prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19, visando apenas aqueles que exerceram atos diretamente relacionados com a doença no primeiro estado de emergência. A atribuição de prémios de desempenho aos profissionais …

Eleições presidenciais vão ser a 24 de janeiro

Marcelo Rebelo de Sousa marcou esta terça-feira as eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou a data das eleições presidenciais: vão realizar-se no dia 24 de …

Tubarão pré-histórico escondia os maiores dentes já alguma vez encontrados na espécie

Os primeiros tubarões viveram há cerca de 400 milhões de anos, mas tinham uma caraterística muito especial: é que eles não baixavam apenas as suas mandíbulas, mas também as giravam para fora ao abrirem a …

Governo vai contratar 2.100 profissionais de saúde por semestre

O Governo está obrigado a contratar 2.100 profissionais de saúde para o Serviço Nacional de Saúde por semestre em 2021 para chegar a 4.200 no final do ano. A calendarização para o Governo proceder à contratação …

Biden escolhe primeira mulher para Secretária do Tesouro. Casa Branca quer iniciar transição de poder

A antiga dirigente da Reserva Federal (Fed) Janet Yellen foi a escolhida pelo Presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, para Secretária do Tesouro, e vai ser a primeira mulher a desempenhar este …

Recolher obrigatório, proibição de circular e uso de máscara. O que muda a partir de hoje

Portugal entrou às 0h desta terça-feira num novo estado de emergência devido à pandemia de covid-19, passando os 278 municípios do continente a estar divididos em quatro grupos, consoante os níveis de risco de transmissão. O …

Eczema, obesidade ou hiperatividade. Crianças que tomam antibióticos muito cedo têm um maior risco de desenvolver doenças crónicas

Crianças com menos de dois anos que tomam antibióticos enfrentam um maior risco de desenvolver doenças crónicas, como é o caso da obesidade, eczema, ou hiperatividade, concluiu um novo estudo levado a cabo nos Estados …

Descoberta "galáxia fóssil" que estava enterrada nas profundezas da Via Láctea

Um grupo de astrónomos, que trabalha com dados de evolução galáctica do Observatório Apache Point do Sloan Digital Sky Surveys (APOGEE), descobriu uma "galáxia fóssil" escondida nas profundezas da Via Láctea. Esta descoberta, que foi publicada …

Júpiter e Saturno vão unir-se no céu como um "planeta duplo" pela primeira vez desde a Idade Média

Júpiter e Saturno vão "unir-se" no céu, no próximo mês de dezembro, como um "planeta duplo" pela primeira vez desde a Idade Média. Estes gigantes do Sistema Solar estão atualmente muito próximos quando vistos da Terra …