Cientistas dão enorme passo na cura da diabetes tipo 1 com células estaminais

Os esforços pela descoberta da cura para a diabetes tipo 1 deram recentemente “um tremendo passo”, afirmaram cientistas da Universidade de Harvard.

A doença ocorre quando o sistema imunológico do corpo humano destrói as células que controlam o nível de açúcar no sangue. Uma equipa da Universidade de Harvard usou células estaminais para produzir centenas de milhares dessas células em laboratório.

Testes em ratos mostraram que estas células podem tratar a doença, procedimento que os especialistas descreveram como “potencialmente um grande avanço médico“.

As células beta produzem no pâncreas insulina, usada pelo organismo para baixar os níveis de açúcar no sangue.

Mas o próprio sistema imunológico do organismo pode voltar-se contra as células beta, as destruindo e deixando a pessoa com uma doença potencialmente fatal, pois o corpo passa a não conseguir regular o nível de açúcar no sangue.

A doença tipo 1 é bastante diferente da diabetes tipo 2, que é de incidência mais comum por ser causada por um estilo de vida pouco saudável.

Cocktail perfeito

harvard.edu

O investigador Doug Melton, da Universidade de Harvard

O investigador Doug Melton, da Universidade de Harvard

A equipa de cientistas de Harvard foi liderada por Doug Melton, que começou a sua busca pela cura da doença quando o seu filho foi diagnosticado, há 23 anos.

Mais tarde, outra filha de Melton foi também diagnosticada com a doença.

Melton está a tentar substituir cerca de 150 milhões de células beta usando células estaminais.

O professor descobriu o cocktail perfeito de agentes químicos para transformar células estaminais de embriões em células beta funcionais.

Testes feitos com ratos – cujos resultados foram publicados na revista científica Cell – mostrou que as células beta produzidas em laboratório podiam produzir insulina e controlar os níveis de açúcar no sangue durante muitos meses.

“Foi gratificante saber que podemos fazer algo que sempre acreditámos ser possível”, diz Melton.

“Estamos actualmente a um passo pré-clínico de cruzar a linha de chegada“.

Os seus filhos, porém, não se mostraram nada impressionados. “Quando eram crianças,  eu disse que ia conseguir uma cura, então eles sempre acharam que eu conseguiria”.

Mudança de rumo

Sarah Johnson, da organização beneficente JDRF, que financiou o estudo, diz à BBC que esta descoberta “não é uma cura, é um grande passo nesse caminho. É um tremendo passo em frente”.

“Substituir as células que produzem insulina e desligar a resposta imunológica que causa a diabetes é um objectivo de longo prazo”.

O professor Chris Mason, um cientista especializado em células estaminais da University College London, diz que “esta tecnologia tem que mostrar que funciona tanto na clínica quando em escala de fabrico”.

“Se isso acontecer, o impacto no tratamento da diabetes será o de uma descoberta revolucionária semelhante aos antibióticos em relação às infecções bacterianas”, diz Mason.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Chega propõe até 12 anos de prisão para violadores e castração química dos reincidentes

Esta segunda-feira, André Ventura, deputado único do Chega, entregou no Parlamento um projeto de lei que altera o Código Penal e endurece as penas pelo crime de violação. O deputado único do Chega, André Ventura, entregou …

Tribunal de Contas continua a encontrar lacunas na informação sobre custo das medidas de resposta à pandemia

No seu segundo relatório sobre a execução orçamental das medidas de resposta à covid-19, que cobre o período até 30 de setembro, o Tribunal de Contas vê melhorias no reporte de informação face ao que …

Biden propõe ajuda financeira para as famílias separadas na fronteira com o México

Os EUA poderão vir a pagar transportes, cuidados de saúde, serviços jurídicos e serviços de emprego e de educação aos migrantes que foram separados ao abrigo da estratégia de “tolerância zero” nas fronteiras, disse o …

2 de março de 2020. Confinamentos, recordes, três vagas e um "milagre" depois

O primeiro caso de covid-19 em Portugal foi registado há precisamente um ano. 365 dias depois, o medo esfumou-se, mas a incerteza permanece. A 2 de março de 2020 foram confirmados em Portugal os primeiros casos …

Ex-presidente do Peru forçou esterilizações ilegais para reduzir pobreza no país

O ex-Presidente peruano Alberto Fujimori e os seus ministros da Saúde Eduard Yong, Marino Costa e Alejandro Aguinaga foram acusados esta segunda-feira em tribunal de terem utilizado e forçado a esterilização de mulheres andinas para …

Há um mistério geológico na Sibéria a intrigar os cientistas da NASA

Umas ondulações visíveis na superfície de uma região siberiana próxima ao rio Markha, na Rússia, estão a intrigar os investigadores da NASA. Cientistas da NASA publicaram recentemente um conjunto de imagens no portal Earth Observatory de …

ONU revela provas de envolvimento do Governo russo no envenenamento de Navalny

Especialistas da ONU que investigaram o envenenamento do líder da oposição russa, Alexei Navalny, disseram esta segunda-feira que as provas apontam para um "provável envolvimento" de altos funcionários do Estado russo. As duas investigadoras, que durante …

Saída de Costa e regresso de Passos Coelho "pode mudar de alto a baixo a trajetória da vida política"

Luís Marques Mendes e António Costa Pinto debateram a política nacional pós-pandemia. Convergiram na convicção de que a legislatura chegará ao fim, em 2023, mas uma saída de cena de Costa e um regresso de …

"O próximo Bruno Fernandes?". Pedro Gonçalves em destaque na BBC

"Terá o Sporting encontrado o novo Bruno Fernandes?", pergunta a BBC num artigo em que destaca o papel de Pedro Gonçalves na transformação do Sporting num candidato ao título. As exibições de Pedro Gonçalves não têm …

Tortura e prisões arbitrárias após o 25 de Abril. Marcelo retirou selo de "secreto" ao Relatório das Sevícias

A Presidência da República retirou a classificação de "secreto" ao chamado "Relatório das Sevícias" que analisou os acontecimentos entre o 25 de Abril de 1974 e o 25 de Novembro de 1975, concluindo que houve …