Cientistas dão enorme passo na cura da diabetes tipo 1 com células estaminais

Os esforços pela descoberta da cura para a diabetes tipo 1 deram recentemente “um tremendo passo”, afirmaram cientistas da Universidade de Harvard.

A doença ocorre quando o sistema imunológico do corpo humano destrói as células que controlam o nível de açúcar no sangue. Uma equipa da Universidade de Harvard usou células estaminais para produzir centenas de milhares dessas células em laboratório.

Testes em ratos mostraram que estas células podem tratar a doença, procedimento que os especialistas descreveram como “potencialmente um grande avanço médico“.

As células beta produzem no pâncreas insulina, usada pelo organismo para baixar os níveis de açúcar no sangue.

Mas o próprio sistema imunológico do organismo pode voltar-se contra as células beta, as destruindo e deixando a pessoa com uma doença potencialmente fatal, pois o corpo passa a não conseguir regular o nível de açúcar no sangue.

A doença tipo 1 é bastante diferente da diabetes tipo 2, que é de incidência mais comum por ser causada por um estilo de vida pouco saudável.

Cocktail perfeito

harvard.edu

O investigador Doug Melton, da Universidade de Harvard

O investigador Doug Melton, da Universidade de Harvard

A equipa de cientistas de Harvard foi liderada por Doug Melton, que começou a sua busca pela cura da doença quando o seu filho foi diagnosticado, há 23 anos.

Mais tarde, outra filha de Melton foi também diagnosticada com a doença.

Melton está a tentar substituir cerca de 150 milhões de células beta usando células estaminais.

O professor descobriu o cocktail perfeito de agentes químicos para transformar células estaminais de embriões em células beta funcionais.

Testes feitos com ratos – cujos resultados foram publicados na revista científica Cell – mostrou que as células beta produzidas em laboratório podiam produzir insulina e controlar os níveis de açúcar no sangue durante muitos meses.

“Foi gratificante saber que podemos fazer algo que sempre acreditámos ser possível”, diz Melton.

“Estamos actualmente a um passo pré-clínico de cruzar a linha de chegada“.

Os seus filhos, porém, não se mostraram nada impressionados. “Quando eram crianças,  eu disse que ia conseguir uma cura, então eles sempre acharam que eu conseguiria”.

Mudança de rumo

Sarah Johnson, da organização beneficente JDRF, que financiou o estudo, diz à BBC que esta descoberta “não é uma cura, é um grande passo nesse caminho. É um tremendo passo em frente”.

“Substituir as células que produzem insulina e desligar a resposta imunológica que causa a diabetes é um objectivo de longo prazo”.

O professor Chris Mason, um cientista especializado em células estaminais da University College London, diz que “esta tecnologia tem que mostrar que funciona tanto na clínica quando em escala de fabrico”.

“Se isso acontecer, o impacto no tratamento da diabetes será o de uma descoberta revolucionária semelhante aos antibióticos em relação às infecções bacterianas”, diz Mason.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

EUA oferecem recompensa de 4,7 milhões por ex-ministros venezuelanos

Os Estados Unidos anunciaram esta quarta-feira que oferecem uma recompensa de cinco milhões de dólares (4,7 milhões de euros) pelo ex-ministro da eletricidade venezuelano, Luis Alfredo Motta Domínguez, e pelo ex-ministro das Finanças, Eustiquio José …

PAN não terá candidato próprio nas presidenciais (e deverá apoiar Ana Gomes)

O Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) não vai ter candidato próprio às eleições presidenciais de 2021 e vai anunciar esta quinta-feira o candidato que irá apoiar. O semanário Expresso avança que, até agora, a única certeza é que …

Cientistas mostram que os corvos são capazes de pensar de forma consciente

Um novo estudo descobriu que os corvos não são só inteligentes, como mostram também ter uma forma de consciência, sendo capazes de estar conscientes do mundo à sua volta no presente. De acordo com o site …

"Alto risco". África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior sul-africano. Portugal consta de …

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …