Afinal, o ferro interestelar não está perdido. Está mascarado

Uma equipa de cosmoquímicos acaba de encontrar uma explicação para o estranho baixo nível de ferro no espaço interestelar, revela um novo estudo.

Os níveis de ferro são misteriosamente baixos no espaço interestelar, apesar de estes composto ser um dos elementos mais abundantes no Universo. Este é um problema antigo da Astronomia e da Química que um grupo de especialistas da Universidade Estadual do Arizona (ASU), nos Estados Unidos, diz agora ter resolvido.

De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica da especialidade Astrophysical Journal, o ferro não está perdido. Na verdade este composto apenas se esconde a olho nu.

Tal como explica a agência Europa Press, o ferro combinou-se com moléculas de carbono para formar cadeias moleculares, as chamadas pseudocarbinosas. Os espectros destas mesmas cadeias são idênticos às cadeias muito mais comuns de moléculas de carbono, conhecidas há muito tempo por serem abundantes no espaço interestelar.

“Estamos a propor uma nova classe de moléculas que, provavelmente, se difundirão no meio interestelar”, explicou Pilarasetty Tarakeshwar, professor da Escola de Ciências Moleculares da ASU e autor do estudo.

Na prática, explicaram, o ferro perdido no meio interestelar não é visível a olho nu, uma vez que se encontra mascarado com moléculas de cadeias de carbono comuns.

“Calculamos como seriam os espectros destas [novas] moléculas e descobrimos que têm assinaturas espectroscópicas quase idênticas às moléculas da cadeia de carbono sem ferro”, disse Tarakeshwar. Por esse mesmo motivo, rematou, “observações astrofísicas anteriores podem ter negligenciado estas moléculas de carbono mais o ferro”.

Os cientistas apontaram ainda que o novo trabalho pode resolver outro desafio antigo. Tal como explicaram, as correntes de carbono com mais de nove átomos são instáveis.

Contudo, observações científicas detetaram moléculas de carbono mais complexas do que estas no espaço interstelar. A forma como as moléculas de carbono complexas se constroem a partir de moléculas de carbono mais simples continua a ser um mistério que a nova investigação pode agora ajudar a esclarecer.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Marítimo "aplaude" Costa no espectáculo de Bruno Nogueira e pede adeptos nos Estádios

Com recurso a fotografias de António Costa no Campo Pequeno, a assistir ao espectáculo "Deixem o pimba em paz" de Bruno Nogueira, o Marítimo "aplaude" o gesto do primeiro-ministro e apela a que o futebol …

Sexta extinção em massa cada vez mais próxima. Mais de 500 vertebrados estão em risco

Uma sexta extinção em massa está cada vez mais perto, alertam os cientistas. Mais de 500 espécies de vertebrados estão sob ameaça de extinção devido aos seres humanos. Em 2015, o biólogo da Universidade de Stanford …

O Oumuamua pode ser um icebergue de hidrogénio (e um dos objetos mais raros do Universo)

Uma equipa de astrónomos da Universidade de Yale e da Universidade de Chicago propôs uma nova descrição para o Oumuamua, o primeiro objeto interestelar a passar pelo nosso Sistema Solar. De acordo com a nova teoria …

A Via Láctea pode ter sido esmagada por campos magnéticos quando ainda era um "bebé cósmico"

Nos primeiros dias do Universo, quando a Via Láctea ainda era apenas um bebé cósmico, campos magnéticos poderosos podem tê-la esmagado e ter tido um grande impacto no seu crescimento. Em entrevista ao NewScientist, astrofísicos da …

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …