Ciclone Marcia angustiou a Austrália mas perdeu força ao chegar a terra

aaronHwarre / Flickr

-

O poderoso ciclone Marcia que atinge o nordeste da Austrália, onde provocou danos em casas, apagões massivos e obrigou à retirada de residentes, perdeu força depois de ter tocado em terra, baixando para a categoria 3.

Milhares de pessoas encontram-se sem energia elétrica e centenas de outras foram transferidas para centros de abrigo, apesar de, até ao momento, não haver registo de mortos ou feridos graves.

O ciclone Marcia entrou em território australiano esta manhã, tocando terra na baía de Shoalwater, entre as localidades de Lawrence e Yeepoon, no estado de Queensland, no seu nível máximo (5).

A potência levou as autoridades a advertirem as pessoas para se preparem para uma experiência “angustiante e assustadora” e para uma “calamidade“.

O ciclone arrancou telhados de casas e derrubou árvores na localidade de Yeppoon, com 16 mil habitantes, onde tocou quando estava na categoria 4, segundo a chefe do Governo de Queensland, Annastacia Palaszczuk.

O Marcia, que mais tarde baixou para a categoria 3, também atingiu a cidade de Rockhampton, a sul de Yeppoon, com 70 mil habitantes.

O Departamento de Meteorologia indicou que o ciclone, ainda com ventos sustentados de 150 km/h e rajadas de até 205 km/h, está a desacelerar progressivamente à medida que se move rumo a sul.

O núcleo “destrutivo” do Marcia, que se movimenta a uma velocidade de 19 km/h, situa-se a cerca de cinco quilómetros a sudoeste de Rockhampton.

Num fenómeno raro, a Austrália está a ser afetada por dois poderosos ciclones em simultâneo, já que, além do Marcia, vê-se a braços com o Lam, que atingiu a região do Território Norte esta madrugada com categoria 4, entretanto revista em baixa para 1, causando “danos significativos”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Foi a escuridão (e não o frio) que ditou a extinção dos dinossauros

Uma nova investigação sobre o asteróide que causou a extinção dos dinossauros sugere que foi a escuridão, ainda antes do frio, que ditou o fim destes animais. De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram …

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …