China deporta turistas por verem vídeo “de instigação ao terrorismo”

A China deportou 20 turistas do Reino Unido, Índia e África do Sul que tinham sido detidos na Mongólia Interior por supostamente terem visualizado “um vídeo de instigação ao terrorismo e ao extremismo religioso”, confirmaram as autoridades.

A imprensa oficial chinesa publica hoje que os turistas foram libertados, sem acusação, depois de uma semana num centro de detenção, e devolvidos aos respetivos países de origem.

Segundo a polícia, os estrangeiros, numa viagem de 47 dias organizada por uma operadora turística chinesa, viram um documentário nos seus quartos de hotel e depois de alguns terem ido embora o resto “começou a ver vídeos de instigação ao terrorismo”.

As autoridades asseguraram que a polícia encontrou vídeos idênticos num telemóvel de um dos turistas, o sul-africano Hoosain Ismail Jacobs.

Um comunicado publicado pela família Jacobs oferece outra versão, assinalando que as detenções ocorreram “por um infeliz mal-entendido”.

Diz a nota que o grupo viu um documentário de Genghis Khan “para aumentar os seus conhecimentos sobre a região em que se encontravam – Mongólia Interior – e isso pode ser entendido de forma errónea como material de propaganda”.

“Apenas se pode perceber que foram os funcionários com pouca experiência que levaram a cabo a detenção inicial, os quais cometeram um erro devido, quiçá, ao seu desconhecimento de inglês. A família Jacobs agradece às autoridades de alto nível de Pequim a sua forma de resolver o desafortunado erro”, refere o mesmo comunicado, em que se recorda que nenhum membro do grupo tem antecedentes criminais.

As detenções foram feitas no aeroporto de Ordos, pouco antes de o grupo embarcar num avião a caminho do destino seguinte, Xian.

O grupo, composto por nove britânicos, dez sul-africanos e um indiano, de religião muçulmana, cristã e hindu, começou a viagem em Hong Kong e tinha previsto terminá-la em Xangai.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Colaborador de Macron investigado por agredir manifestante

A justiça francesa anunciou a abertura de uma investigação preliminar após a transmissão de imagens de um colaborador do Presidente Emmanuel Macron a agredir um manifestante no 1º de maio. A investigação também tem como alvo …

Mbappé vai doar todo o dinheiro que ganhou no Mundial

O jogador francês Kylian Mbappé prometeu oferecer os ganhos financeiros obtidos no Mundial 2018. E vai mesmo cumprir com a sua promessa. Kylian Mbappé prometeu e vai cumprir. O jogador da seleção francesa vai oferecer a totalidade …

MP abre inquérito sobre alegadas irregularidades na reconstrução de casas de Pedrógão

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017, disse à agência Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Confirma-se a …

Bruxelas quer passageiros portugueses a pagar taxa aeroportuária em Lisboa

A Comissão Europeia considera que ao cobrar esta taxa apenas a não residentes, Portugal está a discriminar em função da nacionalidade. A Comissão Europeia enviou, esta sexta-feira, um parecer fundamentando a Portugal reclamando que a taxa …

Justiça espanhola recusa extradição de Puigdemont apenas por peculato

O Tribunal Supremo espanhol decidiu cancelar o mandado europeu de detenção do ex-presidente do Governo catalão, recusando-se a julgar o independentista em fuga apenas pelo alegado delito de peculato e não pelo de rebelião. O juiz …

Militante envolvido na falsificação de fichas do PS nomeado para administrador de saúde

Um dos novos administradores que o Governo nomeou para o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro, António João Paredes, é um militante que esteve envolvido no processo de fichas falsas do PS de …

Francisco J. Marques constituído arguido no caso dos e-mails

Francisco J. Marques foi interrogado pela PJ a em março deste ano, na qualidade de arguido, no âmbito do chamado caso dos e-mails, relacionado com a divulgação, no Porto Canal, de correio eletrónico do Benfica. O …

Facebook vai banir notícias falsas e violência (mas não a negação do Holocausto)

O Facebook vai remover informações falsas publicadas na rede social que possam contribuir para atos de violência iminente, anunciou a empresa, que já testou a medida no Sri Lanka, recentemente abalado pelos conflitos inter-religiosos. “Estamos a …

João Benedito formaliza candidatura à presidência do Sporting

O antigo guarda-redes e ex-capitão da equipa de futsal do Sporting apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura às eleições do Sporting. João Benedito, o mais recente candidato à presidência do Sporting, apareceu juntamente com a sua …

China lança centro de investigação para clonar primatas

A China lançou um centro de investigação para clonar primatas, na cidade de Xangai, que permitirá avançar no diagnóstico e tratamento de doenças celebrais, informou esta quinta-feira a imprensa local. O centro, que faz parte de …