Cartógrafa desvenda origem dos grandes geóglifos da Montanha dos Mortos na Rússia

Cientistas conseguiram explicar a origem dos misteriosos geóglifos, que foram recentemente descobertos na Montanha dos Mortos, mais especificamente nos Urais, pelo investigador Valentin Degtyarev.

A diretora da empresa de cartografia temática Skaneks, Nina Moiseeva, disse à Sputnik que os geóglifos foram feitos com árvores derrubadas, que pode ser visto nas imagens de satélite.

“Se observarmos a área de perto, é possível ver muitos vestígios de árvores derrubadas, bem como intrusões trimestrais de infraestrutura linear e caminhos de desmatamento. Analisando esses fragmentos, é possível imaginar imagens diferentes, formas geométricas ou pessoas. No fundo, tudo depende da imaginação“, comentou Moiseeva.

A especialista também sublinhou que, se fossem reais, os geóglifos de tal envergadura já teriam sido detetados, porque a vigilância da Terra desde o espaço é realizada frequentemente e em detalhe.

A 8 de outubro, Degtyarev anunciou ter encontrado imagens de satélite mostrando geóglifos parecidos com aves e cometas, que, segundo ele, datam do período Neolítico. “O mais interessante é que este monumento incrível do período neolítico não foi encontrado por ninguém antes. está localizado a apenas 60 quilómetros da região com má fama”, disse o investigador.

A região de má refere-se a Passo Dyatlov, onde em fevereiro de 1959 um grupo de alpinistas morreu em  circunstâncias desconhecidas.

De acordo com o russo Degtyarev, o geóglifo teria cerca de 10 quilómetros de comprimento por cinco de largura. “Todos os desenhos – e há dezenas deles – estão fixados no chão. Não têm nada a ver com geologia ou corte de madeira. Parecem algo semelhante a um cometa ou um asteróide”, comentou, na altura, convencido de que o geóglifo existia.

Degtyarev acredita que a descoberta comprova que o território à volta do Passo Dyatlov era considerado sagrado pela etnia mansi, que habita esta região da Rússia.

Região “de má fama”

A costa leste da montanha Kholat Syakhl, cujo nome em mansi significa “Montanha dos Mortos”, foi “rebatizada” de Passo Dyatlov devido ao incidente de fevereiro de 1959, que permanece por explicar.

Um grupo de nove esquiadores, liderados por Igor Dyatlov, apareceu morto. A falta de testemunhas deu aso a que muitas especulações fossem feitas.

Investigadores da época determinaram que os esquiadores tinham rasgado as barracas de dentro para fora, fugindo a pé sob forte nevão. Apesar dos corpos não demonstrarem sinais de luta, duas vítimas apresentavam o crânio fraturado e duas tinham costelas partidas.

As autoridades soviéticas determinaram que uma “força desconhecida” tinha provocado as mortes. O acesso à região foi consequentemente bloqueado a esquiadores e aventureiros por três anos após o incidente.

CF, ZAP // Sputnik News

RESPONDER

Ordem esclarece: José Sócrates não é engenheiro

A Ordem dos Engenheiros emitiu um esclarecimento, esta quinta-feira, no qual revela que o ex-primeiro-ministro não é engenheiro e informa que vai alertar a Assembleia da República para que retire a referência ao título na …

“É um insulto”. Pesca da sardinha deverá ser proibida em 2018

A pesca da sardinha deverá ser proibida em 2018 em Portugal e Espanha, face à redução acentuada do 'stock' na última década, refere o parecer do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) divulgado …

Risco de incêndio: Temperaturas podem chegar aos 30 graus no domingo

As temperaturas vão subir até aos 30 graus Celsius entre domingo e quarta-feira, devendo o risco de incêndio voltar a aumentar já a partir de sábado, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera …

CGD usa donativos das vítimas de Pedrógão para equipar hospitais de Coimbra

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai disponibilizar uma fatia dos 2,6 milhões de euros angariados para apoiar as vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, para equipar hospitais da região de Coimbra que têm estado …

Cantina escolar serve frango cru a alunos

A má qualidade das refeições escolares continua na ordem do dia e, desta feita, há imagens de pais que mostram um prato com frango cru, ainda a escorrer sangue, que foi alegadamente servido a crianças …

Revista Lui publica fotografias de Sara Sampaio nua sem autorização

Sara Sampaio publicou um texto nas redes sociais no qual denuncia a "pressão agressiva" de que foi alvo por parte da revista francesa masculina "Lui" para se deixar fotografar nua. A manequim portuguesa já anunciou …

Bombeiros querem militar à frente da Proteção Civil

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais defende que deve existir uma relação direta com todas as forças armadas, forças de segurança e bombeiros. O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ABP), Fernando Curto, …

EDP pode ser responsabilizada pelo incêndio de Pedrógão Grande

A EDP pode vir a ser alvo de processos judiciais por causa das responsabilidades que terá tido no início do grande incêndio de Pedrógão Grande, que matou 64 pessoas. A eléctrica nacional pode ser alvo …

Câmara de vigilância capta silhueta no carro do suspeito de raptar Maëlys

As câmaras de videovigilância identificaram um vulto branco, a mesma cor do vestido da menina, no carro do suspeito de raptar Maelys de Araújo. As autoridades francesas seguem agora uma nova pista no caso do desaparecimento …

Paulo Gonçalves constituído arguido no caso dos emails do Benfica

O assessor jurídico do Benfica foi, esta quinta-feira, constituído arguido na sequência de buscas da Policia Judiciária ao clube, por ter estatuto de advogado, disse fonte do clube. De acordo com a mesma fonte, a constituição …