Encontrado capítulo perdido do primeiro romance do mundo. Estava no armazém de uma casa no Japão

O livro “The Tale of Genji”, um conto japonês antigo, é considerado o primeiro romance do mundo. Porém, o manuscrito original, escrito no século XI por uma mulher da nobreza chamada Murasaki Shikibu, já não existe.

O Conto de Genji foi escrito há mil anos durante o período Heian e relata a vida complicada de um príncipe japonês de 18 anos chamado Hikaru Genji. Na história, o príncipe Genji tenta navegar entre a sua vida pessoal ea  sua corte política, dando aos leitores uma rara visão sobre as vidas da realeza japonesa da época.

Os conteúdos do conto foram preservados pelo poeta Fujiwara no Teika num manuscrito de 54 capítulos publicado posteriormente, conhecido como Ao-byoshi-bon. Apenas quatro capítulos dos manuscritos Genji de Teika foram encontrados – até uma descoberta inesperada dentro do depósito de uma casa japonesa.

Segundo o The Asahi Shimbun, estudiosos japoneses confirmaram a autenticidade de um capítulo recém-descoberto do manuscrito de Teika intitulado Wakamurasaki. O capítulo detalha o primeiro encontro entre o príncipe Genji, o protagonista principal, e sua futura esposa, Murasaki-no-ue, que se torna uma personagem-chave.

O manuscrito antigo foi encontrado dentro de um baú de Motofuyu Okochi, de 72 anos. Okochi é descendente da nobreza do domínio feudal Mikawa-Yoshida, agora Toyohashi na província de Aichi. Os registos familiares mostram que o manuscrito estava na posse da família Okochi desde 1743, quando lhes foi entregue por outra família.

A pedido de Okochi, a autenticidade do texto recém-descoberto de Genji foi examinada pela fundação cultural Reizeike Shiguretei Bunko. A fundação anunciou a descoberta esta semana depois de confirmar que o manuscrito era real.

A fundação notou algumas diferenças gramaticais entre o capítulo recém-descoberto e as páginas anteriores de Teika, mas também há muitos sinais reveladores que apontam para a autenticidade do manuscrito. Por um lado, a capa do manuscrito é azul, como nos outros capítulos de Teika, e a caligrafia é idêntica.

O capítulo perdido provavelmente será registado como uma propriedade cultural oficial do Japão, assim como os outros quatro textos de Teika: Hanachirusato, Miyuki, Kashiwagi e Sawarabi.

“É muito significativo que esta descoberta do manuscrito editada por Teika esteja disponível para os investigadores”, disse Junko Yamamoto, professor da Universidade de Ciência Avançada de Kyoto, especializado em literatura japonesa do período Heian, de acordo com o All That’s Interesting.

A mais recente tradução da história para inglês, de Dennis Washburn, foi publicada em 2015 e tem mais de 1.300 páginas. Melissa McCormick, professora de arte e cultura japonesa na Universidade de Harvard, disse à BBC que o romance é uma “obra monumental da literatura”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …

Os assentos do meio da Delta Air Lines vão continuar vazios

A companhia norte-americana Delta Air Lines anunciou esta semana que continuará a manter os assentos do meio vazios, mantendo a política de distanciamento social decretada por causa da pandemia de covid-19. A bloqueio destes lugares intermediários …