“Canetas Vermelhas”: Depois dos “coletes amarelos”, ira dos professores alastra-se em França

Stylos rouges / Facebook

Depois dos “coletes amarelos”, surgem os “canetas vermelhas”: no Facebook, mais de 50 mil professores consideram-se esquecidos pelo Governo, exigindo uma reavaliação dos seus salários e da sua profissão.

O movimento nasceu no dia 12 de dezembro, dois dias após o discurso do Presidente francês Emmanuel Macron, que tentou acalmar a fúria dos “coletes amarelos” anunciando uma série de medidas sociais, incluindo um aumento de 100 euros no salário mínimo.

No início do ano, os “canetas vermelhas” contabilizavam quase 50 mil pessoas, principalmente professores, mas também psicólogos e consultores educacionais do ensino público em França.

“Inicialmente, criamos o grupo no Facebook, ‘Canetas vermelhas com raiva‘, porque tivemos a sensação de estarmos a ser esquecidos pelo Presidente”, afirmou Jennifer, uma das fundadoras, professora em Normandia, no norte da França.

“Expressamos as nossas reclamações durante vários anos. Gostaríamos que o Presidente também fizesse anúncios que favorecessem a Educação nacional, porque o Estado é o nosso empregador”, constatou.

No Twitter, os professores “irritados” pediram ao Governo francês um aumento nos salários. Mas, se no início as demandas do grupo eram essencialmente “salariais”, elas evoluíram desde então, segundo a professora. As reivindicações dos professores expressam agora      um “profundo desejo de renovar a Educação nacional” e de “ver seu trabalho revalorizado”.

Reivindicações

Mas a lista de queixas não fica por aí: os professores desejam, em particular, o fim das supressões de vagas, o fim do dia de carência, uma discussão da reforma do ensino médio com todos os envolvidos, formas e instrumentos mais humanos para ajudar os alunos com dificuldades e a criação de uma medicina do Trabalho dedicada à Educação.

Mais do que os “coletes amarelos”, os professores acreditam que foram galvanizados pelo movimento “#pasdevague” (“sem onda”): com esta hashtag, milhares de professores partilharam no Twitter a violência sofrida diariamente nas suas aulas, após um vídeo publicado nas redes sociais de um estudante que aponta uma arma fictícia ao seu professor.

“O ministro da Educação Jean-Michel Blanquer está constantemente a falar de uma ‘escola de confiança’, mas nós não sentimos essa confiança”, diz Sam, um professor em Seine-Saint-Denis, na periferia de Paris, e um dos fundadores do grupo no Facebook.

O orçamento francês para 2019 prevê a eliminação de 2.650 cargos em faculdades públicas e escolas secundárias. Quanto à reforma do ensino médio, introduz a supressão das séries (ES, S, L), que devem entrar em vigor em junho de 2021.

ZAP // RFI

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Em frança não estão bem a ver o filme… Hoje em dia, com a tecnologia existente, muitos cursos e especializações podem, perfeitamente, ser feitas online com todos os benefícios que podem trazer e uma poupança astronómica para o estado e para o bolso dos contribuintes.

    • Exacto e depois de acabarem esses cursos vão trabalhar no raio que os parta porque por essa ordem de ideias, ninguém precisa do trabalho de niguém e vai tudo para o desemprego. Ou será que esse dinheiro que o Estado poupa em professores vai ser usadopara pagar um rendimento vitalício aos ditos professores?

      Os novos não pensam e os velhos não andam… Como é que este mundo há-de ir prá frente?

  2. Isto aqui parece até haver um certo cordão de ligação com o que se está a passar por cá, ou seja, tanto Costa como Macron criaram enormes expectativas de que tudo iria mudar para melhor, em França pelo contrário as coisas têm corrido de mal a pior, só certamente em segurança o país estará a desembolsar muitos milhões para tentar no mínimo transmitir aos franceses um certo ar de tranquilidade, com toda aquela comunidade árabe no país e a maior parte deles já lá nascidos irá ser difícil manter a França como um país de raiz, segurança e cultura europeia, por cá foram as promessas de vida melhor acabando até por reduzirem o horário de trabalho a uns e não a outros, agora é ver os resultados por tudo o que é Estado e sobretudo na saúde onde o caos é dia a dia maior, com a ilusão de uns trocos a mais no bolso estamos a perder qualidade de vida e a desembolsar esses tais trocos em mais impostos ou serviços. Se os políticos não ganharem juízo a Europa irá terminar mal sobretudo por cá onde as estruturas são tão frágeis!

Covid-19. Estado de saúde de português retido em navio no Japão piorou

O estado de saúde de Adriano Maranhão, o português infetado com o novo coronavírus que está retido no navio Diamond Princess, no Japão, piorou, de acordo com a sua mulher, que ainda não obteve qualquer …

Peixe vegetariano pode ser a nova carne branca na nossa alimentação

Cientistas descobriram um peixe vegetariano e, através da análise do seu genoma, perceberam que pode ser uma nova solução alimentar à medida que a  criação de gado se torna menos sustentável. Com o agravamento do aquecimento …

A caminho da destruição. Encontrado exoplaneta que orbita a sua estrela em apenas 18 horas

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram um exoplaneta com o mais pequeno período orbital de qualquer exoplaneta conhecido. Chamado de NGTS-10b, o recordista completa uma rotação em torno da sua estrela em apenas 18 horas. O …

Como seria o Universo sem matéria escura? Os cientistas simularam-no (e ficaram surpreendidos)

Há quase meio século que os astrónomos estão convencidos de que a maior parte do Universo é formado por matéria escura, invisível para os nossos instrumentos e que só conseguimos detetar através da gravidade. Mas …

Estes pássaros evitam comida nojenta após terem visto vídeos no computador

Aves capturadas por uma equipa de investigadores finlandesa aprenderam a evitar certos alimentos após terem assistido a vídeos de outros pássaros a comer essas mesmas comidas e a reagir negativamente. Os cientistas capturaram 39 espécimes de …

Mitsubishi apresenta solução para escritórios stressantes: claraboias virtuais

Se depender da Mitsubishi, a cultura de trabalho do Japão vai ficar menos stressante e depressiva, graças à sua mais recente invenção. A divisão de equipamentos elétricos da gigante japonesa Mitsubishi lançou um sistema de claraboia …

FC Porto 1-0 Portimonense | Génio de Telles garante triunfo

O FC Porto sofreu bastante para vencer o Portimonense, 17º classificado da Liga NOS, por 1-0. Naturalmente dominadores e donos da iniciativa atacante desde os primeiros minutos, os “dragões” terminaram com uma superioridade estatística à prova …

Vulcões de gelo surgem nas margens de um lago gelado nos Estados Unidos

As estranhas e inusitadas formações de gelo surgem quando as temperaturas atingem valores muito baixos, e proporcionam um verdadeiro espetáculo nas margens do lago Michigan, nos Estados Unidos. No dia 16 de fevereiro, funcionários do Serviço …

Pela primeira vez, átomos são capturados de forma individual

Naquela que é uma estreia na física quântica, investigadores "mantiveram" átomos individuais no lugar e observaram interações atómicas complexas nunca antes vistas. Pela primeira vez na física quântica, investigadores conseguiram "segurar" átomos individuais num local fixo …

Sporting 2-0 Boavista | Plata fez xeque-mate às panteras

O Sporting venceu e convenceu. Os “leões” venceram neste domingo o Boavista por 2-0, num duelo relativo à 22ª jornada da Liga NOS. Numa espécie de jogo de xadrez, os comandados de Jorge Silas fizeram xeque-mate …