Canábis já era fumada há pelo menos 2.500 anos

Xinhua Wu

Um dos túmulos encontrado com um braseiro usado para queimar canábis, no cemitério Jirzankal, no oeste da China

Uma descoberta nos túmulos do cemitério Jirzankal, no oeste da China, mostra que os povos que viviam nessa zona montanhosa já queimavam canábis com elevados níveis de THC.

Uma equipa de arqueólogos encontrou pequenos artefactos de madeira e pedras carbonizadas, em túmulos do cemitério Jirzankal, na China, que contêm a mais antiga evidência de canábis fumada já encontrada, avança o The Guardian.

Os cientistas acreditam que as pedras eram aquecidas no fogo, antes de serem colocadas dentro dos artefactos e cobertas com esta substância, durante as cerimónias fúnebres ocorridas no cemitério, situado nas montanhas Pamir, há cerca de 2.500 anos. Com a ajuda de música, o fumo seria inalado pelos presentes numa espécie de ritual.

“A maioria dos braseiros contém biomarcadores de canábis e um deles está extremamente queimado, sugerindo que estes artefactos fossem usados durante rituais fúnebres, possivelmente para comunicar com a Natureza, espíritos ou pessoas já falecidas”, explica Yimin Yang, investigador na Universidade da Academia das Ciências da China.

De acordo com o jornal britânico, já tinham sido encontrados vestígios de canábis noutros locais arqueológicos da China central, porém, esta última descoberta aponta para o uso de uma variedade da planta com altos níveis de tetra-hidrocanabinol (THC) – a principal substância psicoativa desta droga – e para o facto de ter sido inalada em vez de ingerida.

“Há um longo debate sobre as origens do consumo de canábis e há muitas especulações da sua utilização em civilizações antigas”, afirma Robert Spengler, do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, na Alemanha. “Este estudo apresenta a mais clara prova inequívoca não só para a produção química elevada na planta mas também para o ato de a queimar como uma droga”, acrescenta.

Mais especificamente, os cientistas encontraram canabinol, substância produzida quando a THC é oxidada, e acreditam que as plantas foram selecionadas por terem elevadas concentrações deste elemento. Se foram cultivadas de forma propositada, ou se foram encontradas e colhidas num ambiente selvagem, isso continua a ser uma incerteza.

As entradas para os túmulos, alguns dos quais possuem vários corpos, são marcadas por montes cercados por círculos de pedra. Segundo os cientistas, cujo estudo foi publicado esta quarta-feira na revista científica Science Advances, os braseiros de madeira foram encontrados nos túmulos da chamada “elite”.

Não se sabe muita coisa sobre as origens de fumar esta droga, para além do que se pode ler nos registos escritos pelo antigo geógrafo e historiador grego Heródoto (século V a.C.). E, embora atualmente seja uma zona remota, a região montanhosa de Pamir pode ter estado junto a uma movimentada rota comercial da antiga Rota da Seda.

Se fumar canábis foi uma das tradições lá originadas, ou nas suas proximidades, então esta rota comercial pode ter ajudado a espalhar esta droga da China central para todo o mundo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix retira imagens de suicídio de "13 Reasons Why"

A Netflix modificou o episódio da série "13 Reasons Why" onde apareciam imagens do suicídio da protagonista Hannah Baker (Katherine Langford), passando agora essa parte da ação a ocorrer de forma totalmente oculta para os …

Belinda Sharpe é a primeira árbitra do râguebi australiano em 111 anos

Belinda Sharpe vai tornar-se na primeira árbitra de campo na história de 111 anos da liga profissional de râguebi na Austrália, quando dirigir um jogo do campeonato agendado para quinta-feira. A Liga Nacional de Râguebi (NRL) …

Os chimpanzés não têm noção de justiça e aceitam desigualdades

Os chimpanzés carecem da noção de justiça e aceitam a desigualdade na repartição de comida ou materiais, segundo a investigadora Nereida Bueno. A cientista, da Universidade Pontificia de Camillas, que participou num estudo publicado esta semana …

Descartar drogas pelo esgoto pode criar "meta-caimões" nos Estados Unidos

O Departamento da Polícia de Loretto, no estado norte-americano do Tennessee, alertou este sábado para os perigos associados à eliminação de narcóticos através das canalizações das casas de banho. Numa publicação na página oficial de Facebook, …

Descoberta nova via terapêutica para tratar o Alzheimer

Um grupo de cientistas descobriu uma nova via terapêutica para tratamento do Alzheimer, que segundo os investigadores cria “alguma esperança” para travar o desenvolvimento da doença em estágios mais iniciais. O projeto, cujas conclusões foram publicadas …

Exército de carraças está a dizimar vacas (e pode chegar aos humanos)

Uma espécie invasiva de carraças já dizimou um quinto da população de vacas na Carolina do Norte. Os cientistas temem que o próximo alvo podem ser os humanos. A espécie de carraça Haemaphysalis longicornis tem feito …

Ucrânia aprova castração química para pedófilos

Na Ucrânia, será administrada uma injeção que reduz o libido aos pedófilos. A legislação vai aplicar-se a homens com idades entre os 18 e os 65 anos que forem considerados culpados de violação ou abuso …

Em vez de desaparecer, ilhas do Pacífico poderão mudar de forma

Países insulares como Tuvalu, Toquelau e Kiribati passam o nível do mar em poucos metros. Estes são Estados considerados vulneráveis ao aquecimento climático do planeta e as populações acreditam que podem desaparecer com a subida …

Morreu o pugilista Pernell Whitaker. O campeão olímpico foi vítima de atropelamento

O pugilista norte-americano Pernell Whitaker morreu atropelado este domingo em Virginia Beach, aos 55 anos. O atleta foi atingido mortalmente quando atravessava a estrada num cruzamento, durante a noite. Num comunicado enviado ao Guardian, o Departamento …

Eis a primeira aterragem autónoma de um avião tripulado

Uma equipa de cientistas alemã criou um sistema que permite à aeronave aterrar autonomamente em qualquer pista, sem nenhum tipo de apoio humano. Enquanto a indústria automóvel tem andado léguas no que toca a inovação em …