Cama usada em hotel durante 15 anos pode ter sido o leito de núpcias do Rei Henrique VII

Uma cama de carvalho esculpido que passou 15 anos numa suite de lua de mel de um hotel em Chester, no Reino Unido, tinha uma história escondida: pode ser a cama perdida da realeza do século XV.

Foi nela que o rei Henrique VII e Isabel de York celebraram o fim das Guerras das Rosas – durante as quais morreu o rei Ricardo III – e deram à luz a famosa dinastia Tudor da Inglaterra.

A antiga identidade da cama veio à tona depois de ter sido retirada do hotel e descartada para um estacionamento. Foi resgatada por um negociante de antiguidades que a classificou como “uma cama de dossel vitoriana esculpida com escudos heráldicos”, segundo a descrição de um simpósio sobre a história da cama, realizada em 21 de janeiro no Victoria and Albert Museum, em Londres.

Quando Ian Coulson, um restaurador e comerciante de camas antigas, comprou a cama online em 2010, descobriu que a madeira era muito mais antiga do que o vendedor suspeitava. Além disso, os enfeites da cama sugeriam origens reais, de acordo com a National Geographic.

A cama restaurada tem três metros de altura e mede dois metros de comprimento por 1,7 de largura, de acordo com representantes da The Langley Collection, à qual a cama pertence.

Os quatro postes terminam com leões esculpidos, a um dos quais está a faltar uma cauda. Esculturas de timbres, trepadeiras e escudos heráldicos cobrem a moldura. A cabeceira inclui um tríptico com um painel central de Adão e Eva.

Pistas na madeira envernizada e na qualidade e conteúdo das esculturas sugeriram a Coulson que se tratava de uma cama nupcial real e que pertencia a Henrique VII. Embora a afirmação inicialmente parecesse absurda, Coulson passou os nove anos seguintes a acumular evidências das origens da cama.

Quando Coulson examinou a cama, encontrou danos no carvalho – o que seria razoavelmente esperado para uma cama construída durante a era vitoriana – e a quantidade de oxidação nas colunas da cama levaria séculos para acumular-se.

Os rostos na escultura da cabeceira de Adão e Eva lembram os primeiros retratos de Henrique VII e da rainha e as figuras são cercadas por símbolos de fertilidade – bolotas, uvas e morangos, escreveu o historiador Jonathan Foyle.

Emblemas como estrelas, escudos, leões e rosas esculpidos na estrutura da cama eram frequentemente associados à realeza de Tudor – combinavam com o estilo das camas sobreviventes dos Tudor dos séculos XV e XVI.

“A idade da madeira, os dispositivos reais com a falta de outras insígnias familiares e o design e execução requintados da escultura convenceram-me de que era uma cama real de Henrique VII”, afirmou Coulson.

Análise de ADN na madeira confirmaram que se trata de madeira da Europa central da variedade genética conhecida como haplótipo-7, encontrado no sul de França através da Bielorrússia. Amostras de tinta sob o verniz da cabeceira revelaram manchas de um pigmento medieval azul, que era mais precioso do que o ouro, e que teria sido usado para decorar camas pertencentes à realeza.

O casamento de Henrique VII e Elizabeth de York foi um ponto de viragem na história britânica. O evento uniu as casas rivais de York e Lancaster e encerrou o conflito de 30 anos conhecido como as Guerras das Rosas, começando a dinastia britânica conhecida como a casa de Tudor.

A cama foi instalada num quarto cerimonial no Palácio de Westminster para os recém-casados, depois do casamento na Abadia de Westminster, a 18 de janeiro de 1486.

A maioria dos pertences de Tudor daquele período foram perdidos, queimados em incêndios provocados por anti-monarquistas e, até agora, a única cama Tudor conhecida é um fragmento de cabeceira que pertenceu a Henrique VIII e Ana de Cleves. No entanto, acredita-se que a cama de Henrique VII tenha sobrevivido aos incêndios em Westminster porque foi enviada para Lancashire em 1495.

PARTILHAR

RESPONDER

Os portugueses dormem pouco e mal

Os portugueses estão a descansar poucas horas, dormindo em média menos de seis horas diárias, com reflexos negativos na vida ativa e social, disse esta sexta-feira o presidente da Associação Portuguesa do Sono (APS), Joaquim …

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …

Pouco se sabe sobre a morte de Khashoggi. Mas há um homem que diz ter muito para contar

Neste momento, as informações aparecem a conta-gotas. Foi a estratégia usada pelas autoridades turcas, desde o primeiro momento, para gerir a forma como revelaram informações sobre o assassinato de Jamal Khashoggi. Khashoggi morreu dentro do consulado …

Enfermeiros marcam greve nacional para 8 de março

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) vai decretar greve nacional para dia 8 de março, para permitir a participação dos profissionais numa marcha em homenagem à enfermagem que está programada para Lisboa. O anúncio foi …