Cientistas descobrem como é que os cães pré-históricos caçavam as suas presas

A análise de crânios de leões, lobos e hienas ajudou os cientistas a entender a forma como os cães pré-históricos caçavam as presas há 40 milhões de anos.

Um estudo, publicado a 11 de janeiro na revista Scientific Reports, revelou que a primeira espécie de cão – chamada Hesperocyon gregarius – atacava a sua presa da mesma forma que muitas espécies, incluindo raposas e coiotes, fazem atualmente.

As descobertas também mostram que as maiores espécies de cães – conhecidas como Epicyon haydenicaçavam de maneira semelhante. Os animais – que viveram de 16 a sete milhões de anos atrás – poderiam crescer até o tamanho de um urso pardo.

Comparações de fósseis e animais modernos ajudaram a enteder os métodos de caça usados ​​por membros pré-históricos de um grupo de mamíferos conhecidos como carnívoros. Estes incluem raposas modernas, lobos, pumas e leopardos.

Cientistas das Universidades de Edimburgo e Viena usaram os scans para criar modelos digitais das orelhas internas de 36 tipos de carnívoros, incluindo seis espécies extintas.

A equipa descobriu que o tamanho de três canais ósseos no ouvido interno – o órgão que controla o equilíbrio e a audição – mudou ao longo de milhões de anos, à medida que os animais adotaram diferentes estilos de caça.

Scan do crânio das primeiras espécies de cães – Hesperocyon gregarius – com orelha interna destacada a vermelho

Predadores mais rápidos, como os leões e os lobos, desenvolveram grandes canais auditivos que permitem manter a cabeça e a visão estáveis ​​enquanto perseguem a presa com rapidez.

As descobertas revelam que a estrutura da orelha interna indica se uma espécie descende de animais semelhantes a cães ou se pertence a uma das quatro famílias de animais que se parecem com gatos. Um ângulo distinto entre duas partes do ouvido interno é muito maior em animais parecidos com cães.

Segundo a investigadora Julia Schwab, “o ouvido interno é o órgão mais interessante do corpo, pois oferece uma visão surpreendente dos animais antigos e de como viviam”. “O primeiro cão e o maior cão são espécimes muito interessantes para estudar, já que, no mundo de hoje, não há nada como eles”, acrescentou.

ZAP // Phys

PARTILHAR

RESPONDER

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …

"We Call it Alentejo". Novo filme promocional destaca as maravilhas alentejanas

A gastronomia e vinhos, as pequenas aldeias, a sustentabilidade e a natureza são atributos do Alentejo evidenciados no mais recente filme promocional do território, lançado pela agência regional de promoção turística para chamar visitantes estrangeiros. Com …

Curandeiro convocou cerca de 100 pessoas para se abraçarem contra a "farsa" da pandemia

Josep Pàmies, um agricultor espanhol defensor das terapias alternativas, convocou cerca de 100 pessoas a abraçarem-se a beijarem-se contra a "farsa" da pandemia. No sábado, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se em Balanguer, na província …

Rússia anuncia início de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19

A Rússia vai começar os ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19 em 50 soldados que se ofereceram para participar nos testes, anunciou esta terça-feira o Ministério da Defesa. "Para verificar a segurança e eficácia …

Montenegro tem uma carta na manga para promover o turismo

Para incentivar o turismo, Montenegro tem a intenção de usar a carta da segurança sanitária para convencer os turistas estrangeiros a visitar o país. No dia 25 de maio, Montenegro declarou-se um "país livre de coronavírus" …