Caçador encontra primo do monstro do lago Ness numa montanha

uaf.edu

Ilustração da vida marinha no Cretáceo criada pelo artista James Havens, de Amchorage, que trabalha com Pat Druckenmiller para interpretar realisticamente as formas de vida antigas. Ao centro, um elasmosaurus.

Ilustração da vida marinha no Cretáceo criada pelo artista James Havens, de Amchorage, que trabalha com Pat Druckenmiller para interpretar realisticamente as formas de vida antigas. Ao centro, um elasmosauro.

Um caçador encontrou por acaso, nos montes do estado de Montana, os restos de um réptil extraordinário, que viveu há 70 milhões de anos numa região marinha onde hoje está localizada a América do Norte.

“Os representantes desta espécie de répteis são conhecidos por ter um pescoço muito longo, que chega a ter até 76 vértebras. Quando desenterrámos este esqueleto, ficamos muito surpreendidos — no seu pescoço havia cerca de 40 vértebras “, conta o paleontólogo Patrick Druckenmiller, investigador da Universidade do Alasca.

Segundo descreve Druckenmiller num artigo publicado esta quarta-feira no Journal of Vertebrate Paleontology, o animal é um parente do mítico monstro do lago Ness.

Os restos do gigantesco animal foram encontrados por acaso por um caçador, em novembro de 2010, nas montanhas do estado do Montana. David Bradt estava há horas a caçar, quando encontrou um ribeiro e desceu para beber água.

Nessa altura, conta Pat Druckenmiller, que Bradt notou algo parecido com um tronco de árvore afundado. O caçador tentou apanhar o “tronco”, que na realidade se tratava dos fósseis de um enorme réptil.

Ao estimar o tamanho da criatura, Bradt pensou que poderia ter encontrado o esqueleto de um tricertops, dinossauros habitualmente encontrados no nordeste dos EUA.

O caçador enviou uma foto da sua descoberta a paleontólogos da Universidade do Alasca – que, depois de desenterrarem os restos do animal, imediatamente concluíram que estavam perante um espécimen que não vivia na terra, mas no mar.

O animal é um representante da espécie do elasmossauro, ou seja, um réptil pré-histórico da ordem Plesiosauria, que viveu numa época muito longínqua: o período Cretáceo.

Quando este “primo” do monstro do lago Ness era vivo, o continente americano era uma região marinha, completamente diferente da actual. Na região onde viveu a criatura misteriosa, está agora localizada a América do Norte.

Duas ilhas gigantescas ocupavam a região — Laramidia e Appalachia. A linha de divisão entre elas alcançava centenas de quilómetros, onde hoje se encontram o estado do Montana, outros estados do centro dos Estados Unidos e algumas províncias canadianas.

O pequeno número de vértebras do réptil, que recebeu o nome de Nakonanectes bradti em homenagem a Bardt e aos índios locais, surpreendeu os cientistas, pois significa que no fim do período Cretáceo tanto havia répteis com pescoços longos como curtos. No entanto, esse facto contradiz a principal teoria da sua evolução.

A descoberta significa, de acordo com Druckenmiller, que os elasmossauros poderão ter existido em etapas diferentes da evolução devido às mudanças nas condições climáticas do seu ambiente.

PARTILHAR

RESPONDER

O monumento mais alto do cemitério de Nova Orleães conta uma história de vingança e mesquinhez

Com 24 metros de altura, o Monumento Moriarty é o mais alto no cemitério Metairie de Nova Orleães, nos Estados Unidos. A sua construção conta uma história de mesquinhez: o memorial foi uma desculpa para …

FBI detém membro de um dos mais perigosos e lucrativos grupos de hackers

O FBI deteve recentemente um alegado membro de um dos mais temidos grupos de piratas informáticos do mundo, conhecido como Fin7. O grupo é suspeito de ataques informáticos que levaram a uma receita ilícita estimada em …

Artista gráfico faz reconstrução facial de Henrique VII de Inglaterra

Um artista gráfico fez uma reconstrução ultrarrealista de Henrique VII, Rei de Inglaterra entre 1485 e 1509. De acordo com o site Live Science, Matt Loughrey produziu a imagem de Henrique VII a partir da sua …

Marcelo promulga diploma que permite festa do Avante! (mas deixa recados ao Governo)

O Presidente da República promulgou, esta terça-feira, o diploma do parlamento sobre proibição de festivais e espetáculos de natureza análoga até 30 de setembro devido à covid-19, mas com reparos sobre "a garantia do princípio …

Governo italiano vai contratar 60 mil pessoas para vigiar distanciamento social

O Governo italiano vai contratar "assistentes cívicos" para garantir que os cidadãos cumprem o distanciamento social. Depois de mais de dois meses confinados nas suas casas para conter a propagação do coronavírus, os italianos começaram a …

Rio volta a admitir que PSD viabilize Orçamento Suplementar do Governo

O presidente do PSD afirmou hoje que viabilizará ao Governo uma proposta de Orçamento Suplementar, "como tudo indica que é", que proceda à adaptação de medidas a tomar até ao final do ano para o …

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil a ser publicado gratuitamente online

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", vai publicar um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que será disponibilizado 'online', gratuitamente e em formato de série, a partir …

Empresa portuguesa cria cabine que faz desinfeção total em 25 segundos

A Starmodular, uma empresa com sede em Belmonte, distrito de Castelo Branco, criou um sistema destinado a espaços abertos ao público que permite a desinfeção total em 25 segundos para evitar a propagação da Covid-19, …

TAP duramente criticada por marginalização do Norte. Rio fala em "empresa regional"

Rui Rio foi apenas uma das várias vozes que criticaram o novo plano de voo da TAP, em que a maioria das ligações repostas são de Lisboa. Marcelo Rebelo de Sousa também demonstrou a sua …

Teatros e cinemas podem reabrir, mas com um lugar de intervalo

Teatros, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir com todas as filas ocupadas e um lugar de intervalo entre os espetadores, que serão obrigados a usar máscara. Teatros, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir, a …