Buscas no Porto de Setúbal por tráfico internacional de droga. Há quatro detidos

André Areias / Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) realizou, esta quinta-feira, buscas no Porto de Setúbal, no âmbito de uma investigação sobre tráfico internacional de droga, havendo já várias detenções, entre as quais de estivadores.

Fonte policial disse à agência Lusa que se trata de uma investigação ao tráfico internacional, num processo em que já tinham sido anteriormente concretizadas detenções e apreensão de droga.

De acordo com a mesma fonte, alegados elementos da rede criminosa eram responsáveis pela retirada de cocaína de contentores no Porto de Setúbal.

Segundo a TVI 24, o alvo principal da operação são estivadores, sob suspeita de conivência com redes internacionais que usam os portos, estrategicamente, como zona de desembarque de grandes quantidades de cocaína proveniente da América do Sul, transportada em porta-contentores, sendo Portugal uma das principais portas de entrada na Europa.

Numa nota enviada à agência Lusa, a Administração do Porto de Setúbal disse que as buscas decorreram no Terminal Multiusos Zona 1, concessionado à TERSADO.

De acordo com a administração aeroportuária, a PJ fez buscas aos cacifos de quatro trabalhadores da empresa de estiva SETULSET, que não pertencem aos quadros da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA.

Entretanto, em comunicado, a PJ informou que realizou 21 buscas e deteve quatro homens, “suspeitos de integrarem organização criminosa de cariz transnacional dedicada à introdução, no continente europeu, de grandes quantidades de cocaína proveniente da América Latina”.

Fonte ligada à investigação explicou à Lusa que os detidos são dois antigos estivadores e dois camionistas de empresas que operam fora do Porto de Setúbal, acrescentando que foram constituídos mais de uma dezena de arguidos, um dos quais militar da GNR, suspeito de dar “apoio logístico à organização criminosa”.

Os detidos, “todos cidadãos nacionais e com idades entre os 46 e os 49 anos”, vão ser presentes na tarde de sexta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Setúbal, para aplicação de medidas de coação, indicou a mesma fonte.

A PJ acrescenta que a “Operação Gancho”, de combate ao tráfico internacional de estupefacientes por via marítima, e que contou com o apoio de várias unidades desta polícia de investigação criminal, foi realizada no âmbito de um “inquérito tutelado pelo Ministério Público de Setúbal, no qual, em data anteriores, se efetuaram várias apreensões de cocaína, no total de mais de duas toneladas daquele tipo de estupefaciente”.

“Uma dessas apreensões ocorreu em agosto do ano passado, quando, num centro logístico a norte de Lisboa, equipas da Polícia Judiciária intercetaram um contentor marítimo proveniente de um país da América Latina que transportava uma carga de caixas de bananas, entre as quais vinham dissimulados cerca de 375 quilogramas de cocaína, tendo, nessa ocasião, sido detidos em flagrante delito quatro homens”, lê-se na nota.

No decurso das buscas hoje realizadas, os inspetores da PJ apreenderam “diversas viaturas automóveis, material informático e de telecomunicações, uma arma de fogo ilegal, dinheiro e diversa documentação com interesse para a prova dos factos em investigação”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo modelo geofísico ajuda a prever furacões com origem no Golfo do México

Ao analisar a temperatura da atmosfera, que se encontra a vários quilómetros acima da Terra, os investigadores descobriram uma forma de prever quantos furacões podem afetar o Golfo do México no verão e no outono. Os …

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …