Buracos negros podem ressuscitar mortos cósmicos (só para os matar de novo)

ESO/WFI, MPIfR/ESO/APEX/A. Weiss et al., NASA/CXC/CfA/R. Kraft et al.

Os buracos negros são incríveis fenómenos espaciais que não param de nos surpreender. Um grupo de cientistas descobriu agora que alguns buracos negros podem trazer de volta à vida estrelas “zombies” – e destruí-las.

Os buracos negros são objetos “invisíveis” que moram no Espaço, onde a gravidade é tão forte que nem a luz consegue escapar.

Todo os buracos negros até agora encontrados pelos astrónomos são supermassivos – com centenas de milhares ou milhões de vezes a massa do nosso Sol – ou então são “pequenos”, isto é, representam menos 100 vezes a massa do nosso Sol.

Há, contudo, no meio desta escala – onde estariam os buracos negros “intermédios” – uma lacuna. Os especialistas não têm conseguido encontrar estes devoradores de matéria de média dimensões – porém, importa frisar, isto não implica que estes não existam.

Uma equipa de cientistas do Lawrence Livermore National Laboratory, no estado norte-americano da Califórnia, suspeita que os buracos negros de tamanho médio possam ter o tamanho certo para fornecer força gravitacional suficiente para reacender uma estrela anã branca morta – o cadáver estelar de uma estrela com a massa do Sol que acabou por morrer por falta de combustível nuclear.

Para testar a ideia, e de acordo com o que é descrito no artigo publicado no passado mês de setembro na revista The Astrophysical Journal, a equipa conduziu uma série de simulações computorizadas, nas quais testaram dezenas de diferente cenários resultantes de encontros próximos entre as anãs brancas e os buracos negros de médio porte.

Sempre que uma destas estrelas se aproximavam de um buraco negro médio, a estrela reacendia – como se estivesse a voltar à vida.

A força gravitacional do buraco negro poderia fazer com que o material estelar se fundisse em quantidades variadas de cálcio e ferro, produzindo mais fusão e ferro à medida que a estrela se aproximava mais do buraco negro. Este processo – chamado de nucleossíntese – reacenderia a estrela.

A publicação revela ainda que o renascimento da estrela criaria ondas eletromagnéticas fortes que poderiam ser captadas por detetores na órbita próxima da Terra – ou seja, através deste reacendimento poderíamos “ver” onde ocorreu o fenómeno, encontrando assim o buraco negro médio que lhe deu a segunda vida.

“Se as estrelas se alinharem, por assim dizer, uma estrela zoombie poderá servir como farol para uma classe de buracos negros nunca antes detetada“, disse Peter Anninos, físico e autor principal do estudo, citado em comunicado.

No entanto, a estrela recuperada dos mortos cósmicos não viveria para sempre, ou seja, não ficaria a brilhar eternamente. O buraco negro trá-la-ia à vida apenas para rasgar pouco depois – não são os buracos negros fenómenos incríveis?

“À medida que [a estrela] se aproxima do buraco negro, as forças de maré começam a comprimi-la numa direção perpendicular ao plano orbital, reacendendo-a”, disse o físico Rob Hoffman, co-autor do estudo. “Mas, dentro do plano orbital, estas forças gravitacionais esticariam a estrela, fragmentando-a” e condenando-a, novamente, à morte, rematou.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Fernando Pimenta conquista medalha de prata em K1 1000

O canoísta português conquistou, esta quarta-feira, a medalha de prata na prova de K1 1000 dos II Jogos Europeus, elevando para 10 o número de pódios de Portugal em Minsk, igualando Baku 2015. Na central pista …

Cientista revela por que os mosquitos só picam algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …