Bruno de Carvalho põe continuidade nas mãos dos sócios do Sporting

António Pedro Santos / Lusa

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho

O presidente do Sporting anunciou, esta segunda-feira, a marcação de uma Assembleia-Geral (AG) para 17 de fevereiro, na qual será decidida a continuidade dos atuais órgãos sociais do clube.

Em comunicação efetuada perante os sócios leoninos, depois de uma reunião em que estiveram presentes os órgãos sociais e a administração da SAD, Bruno de Carvalho revelou que na AG do próximo dia 17 estarão em discussão três pontos: a elaboração dos novos estatutos, o regulamento disciplinar e a saída imediata ou não dos órgãos sociais.

Bruno de Carvalho recordou que, para poderem ser aprovados, os dois primeiros pontos terão de recolher 75% de votos favoráveis, e disse que se demite de imediato caso não haja aprovação do primeiro ou do segundo.

Quanto ao terceiro ponto, que só será votado se os dois primeiros forem aprovados, o líder leonino pede uma votação semelhante à das últimas eleições, na qual obteve uma maioria de 86,13%, para continuar em funções.

“Se não tivermos uma votação esmagadora, como nas últimas eleições, imediatamente iremos embora”, garantiu em declarações aos jornalistas, assegurando que não se recandidata a novas eleições em caso de demissão. “Nunca mais voltarei”, afirmou.

No sábado passado, o dirigente abandonou a Assembleia Geral do Sporting, em que não foram votadas as alterações estatutárias e ao regulamento disciplinar propostas pelo Conselho Diretivo (CD).

“Não posso admitir trabalhar 24 sobre 24 horas e chegar a uma assembleia e não me deixarem discutir os pontos. Não estamos agarrados a lugar nenhum. Temos de fazer o nosso trabalho, apresentamo-lo e vocês, sócios, dizem se querem ou não. Estou a ser difamado e humilhado por sportinguistas há sete anos. Não abandonei assembleia geral nenhuma, retirei os pontos e vim-me embora. Não posso ser ofendido na minha própria casa. Já vos disse muitas vezes: quando quiserem, vou-me embora”, afirmou hoje o presidente do Sporting.

Nos pontos 6 e 7 da ordem de trabalhos, o CD propunha alterações estatutárias que retiram competências ao Conselho Leonino – órgão consultivo que Bruno de Carvalho considera desnecessário – e a punição de grupos de associados que perturbassem o trabalho dos órgãos sociais.

PARTILHAR

RESPONDER

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …