/

Britânico arrisca pena de prisão no Dubai por tocar na anca de outro homem

4

(dr) Detained in Dubai

O britânico Jamie Harron, detido no Dubai por ter tocado na anca de outro homem

Um turista britânico arrisca-se a ser condenado a uma pena de prisão de três anos, no Dubai, por ter tocado acidentalmente na anca de outro homem.

Segundo o The Guardian, Jamie Harron, um eletricista de 27 anos, natural de Stirling, na Escócia, mas que estava a trabalhar no Afeganistão, decidiu fazer uma viagem de dois dias, em julho passado, para conhecer o Dubai quando o incidente aconteceu.

O britânico estava no Rock Bottom Bar quando, acidentalmente, tocou na anca de outro homem. Harron diz que apenas o fez “para evitar que a bebida que tinha na mão entornasse”, uma vez que o local estava cheio de pessoas.

A ‘vítima’ chamou a polícia ao local e apresentou uma queixa. Agora, as autoridades acusam o eletricista de comportamento indecente e de consumo de álcool, podendo arriscar uma pena de três anos de prisão.

Harron foi detido e esteve preso cinco dias na cadeia al-Barsha. O jovem recuperou a sua liberdade depois de pagar uma fiança mas ficou com o passaporte confiscado e as autoridades proíbem-no de sair do Dubai até que o caso seja encerrado.

Três meses depois, o turista diz que, graças a este episódio, perdeu o seu emprego e já gastou mais de 30 mil libras, cerca de 33 mil euros, em despesas legais.

O britânico faltou às últimas audiências por terem sido reagendadas sem que fosse notificado. Segundo a organização não governamental Detained in Dubai, que está a acompanhar o caso, espera-se que haja uma nova audiência nas próximas duas semanas.

O Harron está preocupado. Já está cá há três meses. Parece que o processo nunca mais acaba e começa a ficar frustrado com isso”, afirma Radha Stirling, fundadora da ONG.

  ZAP // RT

4 Comments

  1. Países civilizados uma ova! País tão rico, mas tão primitivo….Prefiro morrer pobre do que viajar para um desses países!

    • Olhe que não, olhe que não…
      Por cá, com as leis que se andam por aí a aprovar, ou a tentar aprovar, não se admire que aconteçam casos semelhantes…
      Temos que admitir, que haverá pessoas a usar essas leis muito bem, por simples maldade ou para seu próprio beneficio.

    • Também nunca ninguém disse que o Dubai é um país civilizado!
      Até porque não é um país (é um emirado – o país são os EAU (Emirados Árabes Unidos)) e nem sequer está perto de ser civilizado – começando logo pelo facto de ser é uma ditadura familiar/monarquia absolutista onde a minoria local (menos de 10% da população) faz o que lhe apetece e o os restantes 90% não tem qualquer direito!!
      E quem já lá foi (e não estava bem informado) ficou chocado com coisas tão básicas como, por exemplo, ser proibido de ir no metro com a sua esposa, já que as mulheres e crianças não andar na mesma carruagem do que os homens!!
      Quem vai fazer “turismo” para o Dubai, devia saber no que se mete e este caso até pode servir para pensarem duas vezes antes de irem gastar dinheiro no meio desta escumalha árabe mal educada e pouco civilizada.
      Aposto que a “vitima” foi árabe local (da tal minoria que tem direito a fazer tudo e para quem os outros são apenas “empregados”), porque senão, obviamente, nem sequer chamava a policia!

  2. Agora diz que foi acidente mas o maior acidente irá ser ter arriscado em ser paneleiro em terra ainda não permitida pelo menos visivelmente a maricas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.