“Bolinhas pegajosas” enviadas para matar cancro na corrente sanguínea

Lindsay France / University Photography

Michael Mitchell, Elizabeth Wayne e Michael King, professor de Engenharia Biomédica, a equipa da Universidade de Cornell que desenvolveu "bolinhas pegajosas" que podem matar o cancro na corrente sanguínea

Michael Mitchell, Elizabeth Wayne e Michael King, professor de Engenharia Biomédica, a equipa da Universidade de Cornell que desenvolveu “bolinhas pegajosas” que podem matar o cancro na corrente sanguínea

Estudos preliminares de uma equipa de investigadores da Universidade de Cornell sugerem que “bolinhas pegajosas” desenvolvidas pela equipa podem ser enviadas pela corrente sanguínea para destruir as células cancerígenas que viajem no sangue, impedindo que a doença se espalhe.

O estágio mais perigoso – e frequentemente fatal – de um tumor é a metástase, altura em que se espalha pelo corpo.

Cientistas da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, desenvolveram nanopartículas que permanecem na corrente sanguínea e matam as células do cancro ao entrar em contacto com elas.

Os resultados da pesquisa foram divulgados na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Os cientistas afirmam que o impacto do tratamento é “dramático”, mas que “há muito trabalho a ser feito”.

Um dos principais factores da esperança de vida após o diagnóstico de cancro é se o tumor se espalhou ou não.

“Cerca de 90% das mortes por cancro estão relacionadas com metástases”, explica à BBC o professor Michael King, responsável pelo estudo.

No caminho

A equipa da U.Cornell criou nanopartículas que transportam a proteína Trail (“caminho”), que tem a capacidade de matar o cancro e já era utilizada em tratamentos experimentais, além de outras proteínas “pegajosas”.

Quando estas pequenas esferas adesivas eram injectadas no sangue, agarravam-se aos leucócitos, ou glóbulos brancos.

Testes mostraram que na corrente sanguínea, os leucócitos “esbarravam” com as células cancerígenas que se desprendiam do tumor principal e viajavam pelo organismo.

Mas em contacto com a proteína Trail, agarrada aos glóbulos brancos, as células de cancro simplesmente explodem e morrem.

“Os dados mostram um efeito dramático: não é só uma pequena mudança no número de células de cancro”, diz King.

“Os resultados na verdade são extraordinários, em sangue humano e em cobaias. Após duas horas de fluxo sanguíneo, as células do tumor desintegraram-se literalmente.”

King acredita que as nanopartículas poderão ser usadas antes da cirurgia ou da radioterapia, tratamentos que podem resultar em desprendimento de células do tumor principal.

Lindsay France / University Photography

Elizabeth Wayne (e), Michael Mitchell (c) e Michael King (d)

Elizabeth Wayne (e), Michael Mitchell (c) e Michael King (d)

O tratamento também poderia ser usado em pacientes com tumores muito agressivos, para prevenir que se espalhem.

No entanto, ainda é necessário realizar diversos testes de segurança em cobaias e animais maiores para que se possa fazer um teste clínico em humanos.

“Há muito trabalho a fazer antes de que isto possa beneficiar os pacientes”, afirmou King.

Até agora, os dados indicam que o sistema não tem um “efeito dominó” no sistema imunológico e não danifica outras células sanguíneas ou o revestimento dos vasos sanguíneos.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …