Beleneses 1-3 Sporting | Reviravolta com bis de Jovane

António Cotrim / Lusa

O Sporting não vacilou na visita ao Belenenses, na Cidade do Futebol, e venceu por 3-1, regressando assim ao terceiro lugar do campeonato.

O jogo nem começou de feição para os “leões”, que permitiram um golo aos anfitriões, bem cedo no jogo, mas rapidamente reagiram e deram a volta ao marcador, fixando o resultado ainda antes do intervalo, com um bis de Jovane Cabral.

O Belenenses ainda tentou dar a volta aos acontecimentos, mas não conseguiu criar verdadeiro perigo. Com este resultado, o Sporting regressou ao terceiro lugar e já é equipa com melhor rendimento pontual desde a retoma da Liga (10 pontos em 5 jogos).

O jogo explicado em números

  • Com Cristian Borja no trio de centrais, do lado esquerdo, Nuno Mendes na ala esquerda, Gonzalo Plata de início e Stefan Ristovski na direita, o Sporting tentou desde logo assumir o comando da partida, mas esta começou confusa e com muitos passes falhados, com o Belenenses a criar muitos problemas. E, numa transição rápida, os “azuis” marcaram.
  • Do lado canhoto, Nilton ganhou a bola e assistiu de pronto Licá, que desviou perante um desamparado Luís Maximiano, logo aos nove minutos. Com três remates, um enquadrado, os anfitriões colocaram-se cedo na frente. Os “leões” pareciam algo desencontrados com o seu jogo.
  • No primeiro quarto-de-hora, exceptuando um lance em que Andraz Sporar se isolou, mas permitiu o corte de um defesa, os homens de Alvalade pouco ou nenhum perigo criaram. Tiveram mais bola (60%) e iniciativa, mas somente um remate, desenquadrado, e apenas duas acções com bola na área contrária.
  • O Sporting teve de recorrer às bolas paradas para chegar ao empate. Aos 21 minutos, Wendel bateu um canto da direita e Sebastián Coates saltou mais alto que todos, incluindo o guarda-redes Koffi, para o 1-1. Segundo remate leonino, primeiro enquadrado e as redes balançaram. Fica a ideia que Koffi poderia ter feito melhor.
  • Contudo, o Sporting continuou sem conseguir ligar o seu jogo. O passe curto era muitas vezes interceptado pelo meio-campo dos “azuis” e a opção era o passe longo, sem grandes resultados, permitindo aos da “casa” criar lances em que apanhavam a defesa leonina em contra-pé. Contudo, o golo surgiria mesmo para os forasteiros.
  • Aos 36 minutos, Ristovski cruzou da direita e Jovane Cabral, na área, e com um pontapé acrobático, atirou para o 2-1, ao quarto remate sportinguista, segundo com boa direcção. O Belenenses tinha mais remates nesta fase (7), mas a eficácia estava toda do lado contrário.
  • Até ao intervalo referência para novo golo de Licá, mas anulado por fora-de-jogo. E para o 3-1 para o Sporting. Rúben Lima fez falta sobre Sporar à entrada da área, o árbitro assinalou grande penalidade e Jovane Cabral, à segunda (na primeira conversão, Koffi defendeu, mas o lance foi repetido, por o guarda-redes se ter adiantado antes do pontapé), fez o 3-1.

Primeira parte com muito que contar, na Cidade do Futebol. O Belenenses marcou primeiro, por Licá, aproveitando um dos muitos lances em que interceptou passes curtos do Sporting e cortou a construção leonina. Contudo, os “azuis” mostraram-se muito permeáveis na retaguarda e a equipa de Rúben Amorim aproveitou para marcar três golos, o primeiro de canto, por Sebastián Coates, os outros dois por Jovane Cabral, um num remate acrobático, outro de penálti. Não espanta que Jovane fosse, ao intervalo, o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.5, fruto do bis e de dois remates enquadrados em três disparos. Contudo, o extremo já não voltou para a segunda parte, devido a problemas físicos.

  • O Belenenses teve mais bola (52%) no primeiro quarto-de-hora do segundo tempo, obrigado a correr atrás do prejuízo. Contudo, os “leões” surgiram com um pouco mais de critério e segurança no passe (84% de eficácia nesta fase), muito por culpa da entrada de Francisco Geraldes para o meio-campo. O “leão” registava três remates, um enquadrado, quando chegou a hora de jogo, mais um disparo que os homens da casa.
  • O encontro manteve-se longe de bem jogado, com equilíbrio nas operações, apesar da tentativa “azul” de chegar ao golo. O Sporting continuava, ainda assim, mais perigoso, com cinco remates, dois deles enquadrados, no segundo tempo (3-1 para os da casa). A equipa de Petit, apesar de mais ofensiva do que no primeiro tempo, somava apenas uma acção com bola na área leonina nesta fase do jogo, pouco para quem queria discutir o resultado.
  • Sporar, autor de três golos neste reatamento, estava algo discreto na partida, sem grandes hipóteses de surgir em zonas de finalização. Contudo estava a fazer um excelente trabalho como referência ofensiva, com nove duelos aéreos ofensivos disputados, quatro deles ganhos, bem como cinco faltas sofridas, incluindo a da grande penalidade. Uma tarefa de sacrifício.
  • O jogo arrastou-se até final, com o Belenenses a não mostrar capacidade para sequer fazer perigar a baliza leonina, terminando com parcas duas acções com bola na área contrária. O “leão”, por seu turno, tirou o pé do acelerador, pelo que o golo nunca mais esteve perto de acontecer.

O melhor em campo GoalPoint

A atacar e a defender. Sebastián Coates foi o “patrão” da reacção e da consistência leonina na vitória do Sporting sobre o Belenenses. O uruguaio subiu no terreno para cabecear com êxito para o 1-1, golo que contribuiu decisivamente para a sua eleição de MVP, com um GoalPoint Rating de 7.6.

Para além do tento, o central enquadrou os seus dois remates (ambos de cabeça), fez três desarmes e cinco alívios. E não perdeu qualquer duelo aéreo.

Jogadores em foco

  • Jovane Cabral 7.1 – O jovem extremo jogou apenas 45 minutos, pois saiu ao intervalo com queixas físicas. Mas foi tempo suficiente para registar o segundo melhor rating (primeiro durante muito tempo, mesmo após sair), com dois golos em dois remates, um drible completo em três tentativas e uma movimentação que os “azuis” não conseguiram travar.
  • Francisco Geraldes 6.5 – Quem entrou para o lugar de Jovane foi Geraldes, numa altura em que o Sporting mostrava necessitar de alguém para fazer parceria com Wendel no “miolo”. O médio fez três remates, todos enquadrados, e completou 21 de 25 passes.
  • Andraz Sporar 6.2 – O ponta-de-lança não marcou, mas o seu trabalho foi fundamental. Ganhou quatro de nove duelos aéreos ofensivos, sofreu seis faltas (máximo do jogo), uma delas que deu a grande penalidade do 3-1. Faltou-lhe o golo.
  • Nilton Varela 5.8 – O jogador com melhor rating entre os “azuis”. Nilton fez todo o corredor esquerdo, tendo saído dos seus pés a assistência para o golo de Licá. E ainda fez cinco cruzamentos (um eficaz) e quatro desarmes.
  • Licá 5.8 – O tento do Belenenses foi da sua autoria, e ainda marcou outro, anulado por fora-de-jogo. O experiente jogador foi um dos mais perigosos, mercê da sua movimentação, tendo ainda completado as duas tentativas de drible.
  • Nuno Mendes 5.8 – Jogo positivo do jovem no flanco esquerdo dos “leões”. Nuno Mendes somou oito acções defensivas e sete recuperações de posse, e teve ainda sucesso em três de cinco tentativas de drible, somando um passe de ruptura.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Comandos. MP pede condenação de cinco arguidos a penas entre dois e 10 anos de prisão

O Ministério Público (MP) pediu hoje a condenação de cinco dos 19 arguidos no processo relativo à morte de dois recrutas dos Comandos, em 2016, a penas de prisão entre dois e 10 anos. Nas alegações …

Juventus quer Zidane para o lugar de Pirlo

O insucesso desportivo da Juventus esta temporada deve fazer com que Pirlo saia do clube. Zidane, que também estará de saída do Real Madrid, é o favorito da vecchia signora. Zinédine Zidane estará a pensar seriamente …

“Incompetência e arrogância”. Cabrita está (novamente) debaixo de fogo. Partidos pedem a sua demissão

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, está mais uma vez no centro da polémica. Depois de ter avançado com uma requisição civil para que mais de 20 imigrantes fossem transportados para o Zmar, durante a …

Fernando José é o candidato do PS a Setúbal. Ana Catarina Mendes concorre à Assembleia Municipal

O deputado e vereador socialista Fernando José é o cabeça de lista do PS às próximas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal e Ana Catarina Mendes à Assembleia Municipal, revelou fonte oficial do Partido …

Portugal na zona de queda dos restos do foguetão chinês

O foguete de Longa Marcha chinês que foi lançado a 29 de abril, e agora está a preocupar o mundo. As previsões é que a reentrada na atmosfera se dê até ao próximo dia 9 …

CIP propõe "almofada" pública de 8.000 milhões para resolver moratórias

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) propôs ao Governo criar uma "almofada" de garantias públicas no valor de oito mil milhões de euros para dar poder às empresas e levar a banca a renegociar os …

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …

Petição para cancelar Jogos Olímpicos conta já com 200 mil assinaturas

Uma petição 'online' a pedir o cancelamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia da covid-19 ultrapassou esta sexta-feira as 200 mil assinaturas, avançou a agência Lusa. A campanha, lançada na quarta-feira pelo advogado e ativista …

“Não queremos estragar a nossa joia da coroa“. Governo pode limitar acesso da Peneda-Gerês

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza concorda com os autarcas, sobre o impacto positivo do turismo para as populações, mas nota que o sucesso do PNPG não pode pôr em causa os valores …

Fome e seca levam milhares de angolanos a fugirem para a Namíbia

A fome provocada pela seca extrema na província de Cunene, no sul de Angola, está a levar milhares de pessoas a fugir para a Namíbia. "A estiagem provocou a rutura de 'stocks' alimentares das comunidades e …