Bebés nascidos por cesariana desenvolvem-se mais lentamente no primeiro ano

Bebés nascidos por cesariana desenvolvem-se mais lentamente no primeiro ano de vida em comparação com bebés nascidos por parto natural, sugere um novo estudo.

O número de cesarianas realizadas em todo o mundo a cada ano está a aumentar. Mas embora as cesarianas possam salvar vidas tanto para a mãe como para o bebé, um número crescente delas não está a ser realizada por motivos médicos.

O medo da dor e a ideia errada de que a cesariana é segura para o bebé e mais conveniente são apenas alguns dos motivos pelos quais as mulheres podem optar por fazê-lo. Mas é claro que existem riscos em fazer uma.

Um estudo publicado recentemente na revista BMC Pregnancy and Childbirth descobriu que as cesarianas planeadas parecem ter um impacto negativo no desenvolvimento do bebé entre os quatro e os 12 meses de idade em comparação com os bebés nascidos naturalmente.

Os cientistas observaram 66 bebés nascidos por cesariana planeada e compararam com 352 bebés nascidos por parto normal. Para entender o impacto que o método de parto tem no desenvolvimento do bebé, os investigadores pediram aos pais que respondessem a um questionário.

Este questionário contém 30 perguntas que pontuam o desenvolvimento infantil em cinco áreas: comunicação, destreza, habilidades motoras, resolução de problemas e habilidade social. Por exemplo, aos quatro meses de idade, o questionário perguntou aos pais se o bebé agarra ou arranha as suas roupas, ou se o bebé olha para o brinquedo quando ele é colocado nas suas mãos.

Este questionário mostrou ter boa correlação com testes de desenvolvimento realizados por profissionais médicos e é comummente usado por investigadores e centros de saúde infantil.

Os cientistas descobriram que bebés nascidos por cesariana planeada tiveram pontuações mais baixas em todas as cinco áreas de desenvolvimento aos quatro meses de idade. As maiores diferenças foram observadas na destreza, enquanto as menores diferenças foram relatadas na comunicação em comparação com bebés nascidos de parto normal. No entanto, aos 12 meses de idade, essas diferenças diminuíram para todas as habilidades motoras.

As descobertas estão de acordo com estudos anteriores no Reino Unido, Estados Unidos, Suécia e Austrália, que mostraram que crianças nascidas por cesariana planeada têm um pequeno risco maior de desenvolvimento e/ou desempenho insatisfatório em idade escolar. Outros estudos descobriram que bebés nascidos por cesariana planeada têm um risco maior de problemas respiratórios após o nascimento e um risco maior de obesidade infantil, asma e diabetes.

Desenvolvimento do cérebro

Uma explicação para as diferenças encontradas pode ser por causa de como as cesarianas mudam a maneira como o bebé adapta a sua circulação sanguínea e respiração para viver fora do útero da mãe. Os bebés nascidos por cesariana não são submetidos à pressão ou stress do parto vaginal. Esse stress ajuda o bebé a adaptar a sua circulação e respiração fora do útero.

O parto vaginal também parece programar os genes do bebé através do processo de metilação do ADN. A metilação do ADN faz parte do sistema que direciona quais genes são “ligados” no corpo e quais são “desligados”. Os investigadores ainda não sabem por que esse processo não ocorre da mesma forma durante uma cesariana.

O bebé também não contrai a flora bacteriana natural da mãe durante uma cesariana. Nos últimos anos, foi demonstrado que as bactérias intestinais afetam o desenvolvimento, bem como o comportamento através do chamado “eixo intestino-cérebro”.

Embora o novo estudo mostre que o método de nascimento pode afetar o desenvolvimento inicial do cérebro, outros fatores como genética, nutrição e experiências da criança também têm um impacto. Até mesmo o momento para as cesarianas planeadas é crucial. Essas operações geralmente são agendadas de dez a 14 dias antes da data prevista para o bebé nascer para que as mulheres não entrem em trabalho de parto espontaneamente.

Neste estudo, os bebés nascidos por cesariana nasceram em média 8,4 dias antes do que os bebés nascidos naturalmente. Portanto, a diferença nas pontuações do questionário pode ser devido ao parto antecipado. Esperar mais alguns dias antes de realizar uma cesariana planeada pode melhorar os resultados.

Atualmente, não há consenso entre os obstetras sobre o momento ideal para cesarianas. No entanto, um estudo com 153.730 bebés descobriu que o desenvolvimento foi afetado em todas as crianças nascidas antes da 39.ª semana, com o efeito mais pronunciado em bebés nascidos por cesariana.

Estes resultados contribuem para o crescente corpo de evidências destacando os potenciais efeitos negativos de cesarianas planeadas. E embora o estudo tenha sido pequeno, as descobertas mostram diferenças de desenvolvimento evidentes. Mais pesquisas serão necessárias para confirmar se estas descobertas também se verificam numa escala maior e se alguma diferença de desenvolvimento persiste após 12 meses.

PARTILHAR

RESPONDER

Costa convoca Conselho de Ministros extraordinário. Café ao postigo em risco (e ATL até 12 anos podem reabrir)

O Governo convocou um Conselho de Ministros extraordinário para decidir novas medidas de confinamento. Em cima da mesa estará a hipótese de acabar com o café ao postigo e a possível abertura dos ATL até …

Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson testam positivo e vão falhar clássico

Os três jogadores azuis e brancos testaram positivo à covid-19, este domingo, e falham assim o jogo frente ao Sporting na meia-final da Taça da Liga. De acordo com o jornal A Bola, os jogadores do …

Papagaios, lémures, golfinhos e cães. Há vários animais que se auto-medicam

Há vários animais que, à semelhança do Homem, procuram determinadas substâncias na natureza para tratar a dor, prevenir o sofrimento ou simplesmente para se sentirem melhor - é uma espécie de auto-medicação do mundo animal.  Este …

Morreu Phil Spector, o produtor de “Let it Be” dos The Beatles

O produtor Phil Spector, um dos mais conhecidos da indústria discográfica desde a década de 1960, criador da designada "parede de som", morreu no sábado aos 81 anos, informaram este domingo os serviços prisionais …

Quão escuro é o Universo? Mais do que pensávamos, apurou a New Horizons

Novas medições levadas a cabo pela sonda espacial não tripulada da NASA New Horizons mostram que o Universo não é tão escuro como pensávamos. A escuridão do Universo é um fenómeno conhecido e estudado, sendo …

Listrada ou com manchas? Encontrados ventos e correntes na anã castanha mais próxima

Uma equipa de investigadores liderada pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, encontrou bandas e listras na anã castanha mais próxima da Terra. A descoberta sugere a existência de processos que agitam a atmosfera da …

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …