Barcelona: Umtiti renovou por causa de Ferrán, baixou o salário e nem vai jogar

(dr) FC Barcelona

Samuel Umtiti num treino do FC Barcelona.

Anúncio da renovação de contrato do defesa francês terá surpreendido a maioria dos adeptos catalães. Clube agradece esta decisão.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Samuel Umtiti no Barcelona não é sinónimo de ver Samuel Umtiti a jogar muito pelo Barcelona. Desde 2018, não.

O internacional francês chegou a Camp Nou em 2016, proveniente do Lyon. Nas duas primeiras temporadas foi titular habitual – e foi também titular no Mundial 2018, onde foi campeão ao serviço da França.

Mas foi no pré-Mundial desse ano que o seu percurso começou a mudar: poderia ter optado por uma operação ao joelho, preferiu afastar a cirurgia, mas ficou afastado dos relvados muitas vezes, ao longo da época seguinte. Só jogou 15 vezes em 2018/19, apenas 18 vezes na temporada seguinte e só 16 na época passada.

Na presente temporada só jogou uma vez e, obviamente, a saída era o cenário mais provável. Ainda em Julho foi dado como reforço do Marselha, em Agosto era provável a sua mudança para o Benfica, pouco depois apareceu o cenário de despedimento e, já no final do ano, surgiu novamente na lista de jogadores que iriam sair.

Nunca saiu e, nesta segunda-feira…renovou. O Barcelona informou que o contrato de Samuel Umtiti, que terminaria no próximo ano, foi prolongado até 2026.

No comunicado, a direcção do Barcelona informa que o futebolista aceitou reduzir o seu salário, nesta renovação.

E porquê? Porque, assim, o clube passou a ter margem para contratar Ferrán Torres que já foi anunciado como reforço para Xavi – mas só podia ser inscrito depois de haver “espaço” nas contas.

O jornal Sport salienta a surpresa que este comunicado terá causado aos adeptos mas centra-se nas explicações: esta foi a forma que a direcção encontrou para inscrever Torres, o salário desceu 10 por cento e a renovação não quer dizer que Umtiti passe a jogar frequentemente.

Ou seja, a prioridade do clube era mesmo vender o passe do defesa. Mas como ainda não chegou a acordo com outro emblema, apresentar um novo contrato com diminuição de salário foi a alternativa imediata.

Na semana passada foi também confirmada a saída de Philippe Coutinho, que rumou ao Aston Villa, por empréstimo.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.