Barcelona confirma Lewandowski. “Com que dinheiro?”, pergunta treinador do Bayern

(dr) FC Barcelona

Robert Lewandowski apresentado no Barcelona

Catalães contratam um dos melhores futebolistas do mundo. Avançado polaco deixou o Bayern Munique após uma ligação de oito anos.

Robert Lewandowski foi anunciado oficialmente como jogador do Barcelona.

Aos 33 anos, o avançado polaco assinou contrato válido por quatro temporadas e ficou com uma cláusula de rescisão de 500 milhões de euros.

Lewandowski estava no Bayern Munique desde 2014, quando deixou o rival Borussia Dortmund. Antes jogou no seu país natal, pelo Lech Poznan e pelo Znicz Pruszków.

O futebolista é uma “máquina” de golos: 344 golos em 375 jogos pelo Bayern. Em oito temporadas na Baviera, marcou pelo menos 40 em sete delas. Apontou 55 golos só em 2019/20 e na época passada chegou aos 50 golos.

Robert Lewandowski chega a Barcelona com 11 campeonatos nacionais no currículo, uma Liga dos Campeões, um Mundial de clubes, dois prémios de melhor futebolista do mundo e duas Botas de Ouro.

A contratação do avançado não foi uma surpresa, já era uma certeza há algum tempo – mas estava-se à espera da confirmação dos valores.

O Barcelona paga ao Bayern Munique 45 milhões de euros, mais possíveis 5 milhões, dependendo de objectivos.

50 milhões de euros gastos por um clube que atravessa uma crise financeira (mas que começa a ter ajudas externas).

50 milhões de euros por Robert Lewandowski, 58 milhões de euros por Raphinha: 108 milhões de euros em dois reforços anunciados em poucos dias.

De onde vem o dinheiro? A pergunta, mesmo que indirecta, foi lançada pelo treinador do Bayern Munique.

“Para ser sincero, não sei como fazem. É o único clube do mundo que pode contratar jogadores sem ter dinheiro. É um pouco estranho, é uma loucura”, analisou Julian Nagelsmann, em conferência de imprensa.

Agora sem Lewandowski no plantel (e com Sadio Mané), o Bayern vai alterar o seu estilo de jogo, admitiu o técnico: “É preciso jogar mais pelos lados. Será um novo Bayern, será um desafio e gosto de desafios. É bom para todos, teremos de achar novos caminhos e ser criativos”.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.