Macron mudou o azul da bandeira francesa (e quase ninguém reparou)

1

O azul da bandeira francesa foi alterado há mais de um ano, mas ninguém parece ter reparado na ligeira mudança.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Em julho do ano passado, o Governo de Emmanuel Macron decidiu modificar a bandeira francesa, com o objetivo de ficar mais parecida com o que era após a Revolução Francesa, em 1793. Para tal, o azul da bandeira tricolor escureceu ligeiramente, ficando uma espécie de azul marinho, escreve o Le Parisien.

De acordo com o The Guardian, assessores presidenciais disseram que a mudança já tem mais de um ano, mas ninguém parece ter notado até agora.

O azul da bandeira francesa era azul marinho, mas na década de 1970, o Estado francês introduziu um tom mais claro de azul nas suas bandeiras.

A decisão de modificar a bandeira partiu do diretor de operações de Macron, Arnaud Jolens, e o conselheiro Bruno Roger-Petit. Segundo a rádio Europe 1, o azul marinho foi considerado “mais elegante”, mas também parecia “reconectar-se com um símbolo da Revolução Francesa”.

Outros sugerem que a mudança pode ter tido outro objetivo: diferenciar-se do azul usado pela União Europeia, sinalizando uma cisão entre França e o bloco europeu. Assessores presidenciais negaram esta teoria. “Não existe uma ‘guerra azul’, é um absurdo”, explicaram.

O correspondente político da Europe 1, Louis de Raguenel, salientou que o Palácio do Eliseu está dividido quanto à mudança. “Nenhuma comunicação foi feita sobre esta mudança de cor, nenhuma instrução foi dada para mudar ou não todas as bandeiras oficiais”, escreveu De Raguenel.

“A comitiva de Emmanuel Macron não deseja dar a imagem de um presidente que toca os símbolos mais profundos do país, mesmo que no fundo, como pode imaginar, haja um significado por trás de tudo”, acrescentou.

  Daniel Costa, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.