Avião da DHL com problema hidráulico partiu-se em dois na Costa Rica

Um avião da transportadora DHL, um Boeing 757-27Am sofreu um acidente num voo entre San Jose, na Costa Rica, e a cidade da Guatemala, na Guatemala, na quinta-feira.

Cerca de dez minutos após a descolagem do aeroporto de San Jose, na Costa Rica, os pilotos decidiram voltar ao ponto de partida, tendo permanecido às voltas durante 25 minutos a tentar solucionar a falha.

Segundo o Interesting Engineering, o avião fez uma curva apertada ao aterrar, desviando as asas do alinhamento com a pista, tendo todo o controlo do veículo sido perdido.

O sucedido levou a que a aeronave se movesse para fora da pista e a sua gigantesca fuselagem acabou por se partir em duas.

As comunicações entre os pilotos e a torre de controlo revelaram a decisão de regressar ao ponto de partida. A aeronave terá sofrido um defeito no sistema hidráulico, o que levou o piloto a solicitar um pouso de emergência no aeroporto logo após a descolagem.

“As unidades foram mobilizadas para remover o piloto e o copiloto”, disse Hector Chavez, diretor do Corpo de Bombeiros da Costa Rica, citado pela Reuters.

A operadora do aeroporto, Iris, disse que o acidente afetou 57 voos comerciais e de carga de e para os EUA, América Central, México, Canadá e Europa, e 8.500 passageiros.

O DHL Aero Expreso Boeing 757-27A, com número de registo HP-2010DAE estava a ligar as duas cidades do continente americano quando tudo aconteceu.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.