Atrasos na Segurança Social deixam emigrantes portugueses na pobreza

Mário Cruz / Lusa

A Associação Raras denunciou que centenas de emigrantes portugueses no Luxemburgo vivem em carência económica e pobreza quase extrema por atrasos da Segurança Social portuguesa.

Diariamente, a Associação Raras, que faz o acompanhamento administrativo a emigrantes portugueses no Luxemburgo, é confrontada com situações de atraso que os serviços em Portugal reconhecem ter um atraso de oito meses, mas que, na realidade, ultrapassa os dois anos, relatou Isabel Ferreira, a presidente da organização luxemburguesa.

“A Associação Raras tem noção destes atrasos há oito anos, podendo afirmar que a situação se agravou muito de há dois anos a esta parte. Está-se a criar pobreza no Luxemburgo, porque as pessoas não recebem o que têm direito e estão numa situação muito complicada”, frisou.

No Luxemburgo, os processos chegam à Associação Raras provenientes de Caixa Nacional Seguro de Pensão (CNAP) e Agência para o Desenvolvimento para o Emprego (ADEM), entidades luxemburguesas, que enviam, em média, “20 dossiês por mês” para aquela organização não-governamental de apoio ao emigrante português no Grã-Ducado.

“Os serviços luxemburgueses recorrem à Associação Raras para acelerar os processos na Segurança Social portuguesa. Temos situações que são as assistentes sociais que nos remetem os emigrantes portugueses porque nem sequer têm direito ao rendimento mínimo garantido, porque existe ainda dependência do desemprego“, explicou Isabel Ferreira.

Desde o início desta década, a Associação Raras monitorizou os dossiês que recebeu e determinou as médias de atraso, com os processos relacionados com a pensão por invalidez em curso durante três anos e alguns dias (1.118 dias).

Os processos de pensão antecipada demoram, em média, 611 dias, enquanto a resolução de dossiês de pensão por velhice realiza-se em 523 dias.

A Associação Raras atribui “a culpa desta problemática à Segurança Social portuguesa, mais precisamente o setor da Caixa Nacional de Pensões, porque tem um programa informático muito desatualizado”.

Isabel Ferreira revelou que “a informatização das carreiras contributivas só existe a partir de 1985” – os registos anteriores estão em arquivos em papel – e esclareceu que a “espera de pedidos feitos por emigrantes portugueses é de dois ou três anos em situação normal”.

Mas se o “processo tiver uma pequena alteração com direitos que existem no Luxemburgo, imediatamente a falta de direitos provocada pelo sistema informático em Portugal, cria-se um muro e o processo não volta mais a ser analisado, não se consegue”.

“Se um emigrante português não tiver carreira contributiva em Portugal, a situação fica resolvida pelas entidades no Luxemburgo em dois meses, no máximo“, exemplificou a responsável da Associação Raras.

“Ainda temos documentos preenchidos de forma manual, documentos que são informatizados e que passam pelas entidades. O programa recusa as alterações processuais”, salientou. Isabel Ferreira notou que “é tudo muito inseguro para quem precisa de beneficiar dos seus direitos” e sublinhou que até “os próprios funcionários se queixam que o programa não ajuda”.

Os funcionários apontam outros problemas dos serviços, pois “levam mais tempo a receber reclamações e a responder a esses pedidos de alterações do que a resolverem processos.

“Temos reclamações que vão quatro ou cinco vezes a um mesmo sítio sem ficarem solucionadas”, disse Isabel Ferreira, acrescentando também o facto de CNAP e ADEM “não conseguirem contactar diretamente as entidades” de Portugal.

“Existem casos em que a ADEM tem 24 emails enviados para a Segurança Social portuguesa. Isto demonstra bem o desespero do gestionário do dossiê. E não há respostas. Comunicar com Portugal é completamente impossível, não vale a pena, não se consegue”, sustentou. Os prejudicados “são os emigrantes portugueses no Luxemburgo, que chegam à Associação Raras num estado de desespero”.

A Associação Raras “contactou já as entidades portuguesas para o atraso” dos pedidos de emigrantes portugueses no Luxemburgo, cerca de 110 mil no total, num país que tem 540 mil habitantes.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ah mas em portugal e tudo lento ate os consulados …a unica coisa que foi modernizada foi autoridade aduaneira e finanças so porque precisam de roubar dinheiro …. O resto e lento isto é um Estado, um sistema contra o povo e o contribuinte ! O resto sao politicas que nao levam a lado algum apenas na colocaçao de tachos…

RESPONDER

Greve na limpeza vai parar Hospital de São João no Porto

Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João, no Porto, entraram em greve este sábado. As desinfeções em ambulatório ou a limpeza de consultórios e da urgência não estão a ser feitas. Na …

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …

Abandonado em bebé no aeroporto de Gatwick, Steve encontrou a família 33 anos depois

Um bebé foi abandonado no chão de uma casa de banho do aeroporto de Gatwick a 10 de abril de 1986. Foi quando Beryl Wright encontrou o recém-nascido que começou o mistério que só se …

Monges encontram receita perdida e voltam a fabricar cerveja medieval belga após 224 anos

Os monges da abadia de Grimbergen, na província de Brabante Flamengo, na Bélgica, encontraram a receita original de uma cerveja que era produzida artesanalmente no local há 224 anos e voltarão a fabricá-la. Monges da Abadia …

Nova app permite transmitir consentimento ao par num encontro

Vem aí uma nova app para encontros que nos permite sinalizar quando é que o nosso par tem o nosso consentimento para avançar para o próximo passo. A aplicação permite também ganhar pontos conforme se …