Astrónomos perto de encontrar planeta rico em água como a Terra

NASA Ames / JPL-Caltech

Exoplaneta Kepler-62f com a estrela 62e

Exoplaneta Kepler-62f com a estrela 62e

Os astrónomos estão mais perto de encontrar um planeta rico em água, como a Terra, depois de testarem uma nova tecnologia que detecta breves mudanças na luz das estrelas, revelou o Science World Report.

Com recurso a um espetrógrafo ultrassensível, investigadores financiados pela União Europeia (UE) conseguiram pela primeira vez identificar um planeta rochoso, rico em ferro, a milhares de milhões de quilómetros de distância, um passo considerado crítico na busca de uma terra distante.

O novo aparelho, chamado HARPS-N, tem uma precisão de nano escala e funciona em vácuo, a temperaturas estáveis a um milésimo de grau.

Os investigadores do projeto ETAEARTH, coordenado por Alessandro Sozzetti, do Instituto Nacional de Astrofísica de Itália (INAF), treinaram-no com a Kepler-78, uma estrela a 400 anos-luz de distância, na constelação Cygnus, para capturarem as pequenas flutuações de luz causadas pelo planeta Kepler-78b.

O Kepler-78b foi detetado pela primeira vez em 2013 pela sonda Kepler, que examina o céu noturno em busca de movimentos planetários que periodicamente reduzem a luminosidade de estrelas distantes. As hipóteses de um planeta atravessar a sua linha de visão são de 200 para um, mas o Kepler conseguiu aumentar as probabilidades ao vigiar cerca de 150 mil estrelas.

O Kepler-78b, um planeta que é apenas 20% maior do que a Terra, orbita à enorme velocidade de três rotações por dia. Foi graças a esta órbita apertada que os investigadores da ETAEARTH conseguiram identificar a sua massa e a sua densidade, propriedades difíceis de medir em planetas extrassolares do tamanho da Terra, mas fundamentais para se perceber a sua composição.

Os astrónomos determinam a massa dos planetas distantes, investigando como a sua força gravitacional faz a sua estrela oscilar.

David A. Aguilar / cfa.harvard.

Kepler78b: exoplaneta semelhante à terra

Kepler78b: exoplaneta semelhante à terra

“Quando uma estrela oscila na direção oposta à da Terra, a sua cor torna-se ligeiramente mais vermelha. Quando oscila na nossa direção, muda para o azulado”, disse Lars Buchhave, astrónomo no Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian em Massachusetts, EUA, que ajudou a calcular a massa do Kepler-78b.

Este fenómeno, chamado efeito Doppler, é usado para medir coisas como a velocidade de um objeto com radar e é uma ferramenta na imagiologia médica.

O espetrógrafo HARPS-N foi montado no telescópio TNG e apontado à Kepler-78 durante 80 noites.

“Foi um grande desafio alcançar esta elevada exatidão, mas no final conseguimos. Sabemos hoje que o Kepler-78b tem apenas 60% mais massa do que a Terra”, acrescentou.

A oscilação Doppler da estrela do Kepler-78b revela que a densidade do planeta é semelhante à da Terra, o que sugere que também ele é composto de rocha e ferro.

Para os cientistas, o simples facto de o Kepler-78b existir significa que a Terra não é única. No entanto, isto não quer dizer que o Kepler-78b seja um planeta que os humanos queiram visitar.

A proximidade do Kepler-78b em relação à sua estrela significa temperaturas tão altas que derretem a rocha na superfície e removem qualquer atmosfera.

Para um planeta poder ter vida, os cientistas acreditam que ele deve situar-se na chamada zona habitável – uma distância precisa relativamente a uma estrela onde a temperatura é a necessária para que a água exista em estado líquido.

Isso significa que a oscilação Doppler da estrela terá de ser muito mais fraca do que a que é provocada pela órbita apertada do Kepler-78b.

O maior problema para os ‘caçadores de planetas’ na busca dessa oscilação é eliminar os efeitos da atividade na superfície da estrela.

“Se conseguirmos resolver esse problema, estaremos numa posição muito melhor para detetar planetas com a massa da Terra a orbitar zonas habitáveis de estrelas do tipo do Sol”, disse Andrew Cameron, que dirige a Escola de Física e Astronomia da Universidade de Saint Andrews no Reino Unido.

Os cientistas estimam que a melhor hipótese de encontrar um planeta parecido com a Terra é focarem-se em estrelas mais pequenas, chamadas estrelas-anãs, em que a zona habitável é mais próxima da estrela, aumentando o efeito Doppler.

“Poderá levar outros dez anos a encontrar um planeta com condições como a Terra e talvez séculos a alcançá-lo”, disse Molinari. “Mas mesmo que só vejamos os primeiros passos desta grande viagem, alguém tem de começá-la”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As árvores não existem. Quem o diz são os terraplanistas

Uma teoria da conspiração sobre árvores está agora a intrigar o mundo. Um terraplanista explica que as árvores não existem e que não passam de arbustos. A teoria surgiu num vídeo publicado em 2016 no YouTube, …

CGTP convoca “grande manifestação” para 10 de julho

A CGTP-IN convocou uma “grande manifestação” em Lisboa, para dia 10 de julho, data em que se discute o Estado da Nação, como forma de luta à proposta de revisão do Código Laboral. Numa conferência de …

A Liberdade Iluminando o Mundo chegou a Nova Iorque há 134 anos. Vinha em 214 caixas

https://vimeo.com/342845039 A 17 de junho de 1885, a fragata Isere aportava em Nova Iorque levando a bordo 350 peças, que seguiam em 214 caixas. Depois de montado, este gigante puzzle daria forma a um dos monumentos …

INE chumba pergunta sobre origem étnico-racial no censos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar …

Já morreram 100 crianças na Índia devido a um vírus cerebral associado à lichia

Já morreram 100 crianças devido a um surto de encefalite aguda no estado de Bihar, na Índia. Destas, 20 morreram em apenas um dia, a 16 de junho, escreve a imprensa local esta segunda-feira. As primeiras …

Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida

A Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida para dar lugar a um pavilhão multiusos. O presidente da Câmara, Aires Pereira, aproveitou o Dia da Cidade, no domingo, para apresentar o novo …

Autoridade dos Transportes defende sanções quando há falhas no metro

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes defende a "definição de requisitos mínimos de qualidade e de sanções em caso de incumprimento" por parte das operadoras do metro junto dos utentes. Após uma avaliação dos metros …

Oliveirense sagra-se bicampeã nacional de basquetebol

A Oliveirense sagrou-se pela segunda vez consecutiva campeã portuguesa de basquetebol, ao vencer em casa do Benfica, por 97-72, no quarto jogo da final. A Oliveirense, que chegou ao intervalo com uma vantagem de 53-41, conquistou …

Ivo Vieira é o novo treinador do Vitória de Guimarães

Ivo Vieira vai orientar o Vitória de Guimarães, depois de ter assinado um contrato válido para 2019/2020, anunciou o emblema vimaranense no site oficial. "A Vitória SAD informa que chegou a acordo com o treinador Ivo …

Dono da Altice compra leiloeira Sotheby's

O dono da Altice comprou a leiloeira Sotheby's, numa operação no valor de 3,7 mil milhões de dólares, cerca de 3,3 mil milhões de euros. O acordo definitivo foi assinado entre a Sotheby's e a BidFair …