Astrónomos perto de encontrar planeta rico em água como a Terra

NASA Ames / JPL-Caltech

Exoplaneta Kepler-62f com a estrela 62e

Exoplaneta Kepler-62f com a estrela 62e

Os astrónomos estão mais perto de encontrar um planeta rico em água, como a Terra, depois de testarem uma nova tecnologia que detecta breves mudanças na luz das estrelas, revelou o Science World Report.

Com recurso a um espetrógrafo ultrassensível, investigadores financiados pela União Europeia (UE) conseguiram pela primeira vez identificar um planeta rochoso, rico em ferro, a milhares de milhões de quilómetros de distância, um passo considerado crítico na busca de uma terra distante.

O novo aparelho, chamado HARPS-N, tem uma precisão de nano escala e funciona em vácuo, a temperaturas estáveis a um milésimo de grau.

Os investigadores do projeto ETAEARTH, coordenado por Alessandro Sozzetti, do Instituto Nacional de Astrofísica de Itália (INAF), treinaram-no com a Kepler-78, uma estrela a 400 anos-luz de distância, na constelação Cygnus, para capturarem as pequenas flutuações de luz causadas pelo planeta Kepler-78b.

O Kepler-78b foi detetado pela primeira vez em 2013 pela sonda Kepler, que examina o céu noturno em busca de movimentos planetários que periodicamente reduzem a luminosidade de estrelas distantes. As hipóteses de um planeta atravessar a sua linha de visão são de 200 para um, mas o Kepler conseguiu aumentar as probabilidades ao vigiar cerca de 150 mil estrelas.

O Kepler-78b, um planeta que é apenas 20% maior do que a Terra, orbita à enorme velocidade de três rotações por dia. Foi graças a esta órbita apertada que os investigadores da ETAEARTH conseguiram identificar a sua massa e a sua densidade, propriedades difíceis de medir em planetas extrassolares do tamanho da Terra, mas fundamentais para se perceber a sua composição.

Os astrónomos determinam a massa dos planetas distantes, investigando como a sua força gravitacional faz a sua estrela oscilar.

David A. Aguilar / cfa.harvard.

Kepler78b: exoplaneta semelhante à terra

Kepler78b: exoplaneta semelhante à terra

“Quando uma estrela oscila na direção oposta à da Terra, a sua cor torna-se ligeiramente mais vermelha. Quando oscila na nossa direção, muda para o azulado”, disse Lars Buchhave, astrónomo no Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian em Massachusetts, EUA, que ajudou a calcular a massa do Kepler-78b.

Este fenómeno, chamado efeito Doppler, é usado para medir coisas como a velocidade de um objeto com radar e é uma ferramenta na imagiologia médica.

O espetrógrafo HARPS-N foi montado no telescópio TNG e apontado à Kepler-78 durante 80 noites.

“Foi um grande desafio alcançar esta elevada exatidão, mas no final conseguimos. Sabemos hoje que o Kepler-78b tem apenas 60% mais massa do que a Terra”, acrescentou.

A oscilação Doppler da estrela do Kepler-78b revela que a densidade do planeta é semelhante à da Terra, o que sugere que também ele é composto de rocha e ferro.

Para os cientistas, o simples facto de o Kepler-78b existir significa que a Terra não é única. No entanto, isto não quer dizer que o Kepler-78b seja um planeta que os humanos queiram visitar.

A proximidade do Kepler-78b em relação à sua estrela significa temperaturas tão altas que derretem a rocha na superfície e removem qualquer atmosfera.

Para um planeta poder ter vida, os cientistas acreditam que ele deve situar-se na chamada zona habitável – uma distância precisa relativamente a uma estrela onde a temperatura é a necessária para que a água exista em estado líquido.

Isso significa que a oscilação Doppler da estrela terá de ser muito mais fraca do que a que é provocada pela órbita apertada do Kepler-78b.

O maior problema para os ‘caçadores de planetas’ na busca dessa oscilação é eliminar os efeitos da atividade na superfície da estrela.

“Se conseguirmos resolver esse problema, estaremos numa posição muito melhor para detetar planetas com a massa da Terra a orbitar zonas habitáveis de estrelas do tipo do Sol”, disse Andrew Cameron, que dirige a Escola de Física e Astronomia da Universidade de Saint Andrews no Reino Unido.

Os cientistas estimam que a melhor hipótese de encontrar um planeta parecido com a Terra é focarem-se em estrelas mais pequenas, chamadas estrelas-anãs, em que a zona habitável é mais próxima da estrela, aumentando o efeito Doppler.

“Poderá levar outros dez anos a encontrar um planeta com condições como a Terra e talvez séculos a alcançá-lo”, disse Molinari. “Mas mesmo que só vejamos os primeiros passos desta grande viagem, alguém tem de começá-la”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Para alívio do Governo, Salvini saiu derrotado das eleições em Emília-Romanha

Nas eleições regionais na Emília-Romanha, no norte de Itália, o partido do antigo vice-primeiro-ministro saiu derrotado com quase oito pontos de diferença. O Partido Democrático (PD) manteve o poder no bastião da esquerda da Emília-Romanha, na sequência …

PJ intercepta veleiro com 1820 quilos de cocaína. Dois estrangeiros detidos na operação

A Polícia Judiciária (PJ) interceptou um veleiro com 1820 quilos de cocaína, no âmbito de uma "complexa operação de combate ao tráfico transcontinental de estupefacientes por via marítima", anunciou a Polícia, chamada Operação Glória. Esta operação …

A "pior gata do mundo" está para adoção. "Pensávamos que estava doente, mas é só mesmo parva"

Responsáveis do abrigo de animais do condado de Mitchell, na Carolina do Norte, colocaram um anúncio no Facebook para a adoção da "pior gata do mundo". "Conheçam Perdita, a gata que não é para os fracos …

Offshore de Isabel dos Santos na Ilha de Man foi montado em Portugal

Um offshore de Isabel dos Santos na Ilha de Man foi criado com o apoio de uma sociedade de advogados portuguesa. A informação foi encontrada nos documentos revelados pelo Luanda Leaks. Em 2014, a Andco Corporate …

Gage Skidmore

Livro de John Bolton revela como Trump fez depender ajuda à Ucrânia de investigação a Biden

O rascunho de um livro do antigo conselheiro de segurança nacional John Bolton revela como o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lhe falou da sua determinação em reter a ajuda militar à Ucrânia até …

Billie Eilish foi a grande vencedora dos Grammy em noite de homenagem a Kobe

A cantora norte-americana venceu as quatro categorias principais dos Prémios Grammy: Álbum do Ano, Gravação do Ano, Canção do Ano e Artista Revelação. Aquela que deveria ser uma noite de festa, no Staples Center, em Los Angeles, …

Kobe Bryant. Revelado o áudio entre o helicóptero e a torre de controlo

Ainda antes da queda do helicóptero em que viajava Kobe Bryant, ouve-se o controlador aéreo avisar que a aeronave viajava a uma altitude abaixo do recomendado para aquela zona. Kobe Bryant, um dos maiores basquetebolistas de …

Arménio Carlos: Governo frustrou trabalhadores e foi penalizado

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, acusou o Governo socialista de ter frustrado as expectativas dos trabalhadores, não resolvendo os seus principais problemas, e, em resposta, foi penalizado nas últimas eleições legislativas, não alcançando a …

Coronavírus: Centro europeu apela a "medidas rigorosas" na UE após casos detetados em França

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças pediu hoje aos Estados-membros da União Europeia (UE) que adotem "medidas rigorosas e oportunas" para controlo do novo coronavírus chinês na região, após a confirmação de …

Auschwitz: É preciso "recordar este período negro da História da Humanidade e assegurar que não se repete"

O Governo português recorda esta segunda-feira em comunicado as vítimas do Holocausto no dia que se assinala a libertação pelas tropas aliadas do campo de concentração nazi de Auschwitz-Birkenau, localizado na Polónia, durante a II …