Astrónomos descobrem estrelas “invisíveis” (e haverá muitas mais)

Maciej Rębisz

Em julho e agosto de 2016, astrónomos notaram algo estranho nos dados do observatório espacial Gaia. Uma estrela distante brilhou de forma estranha, depois escureceu. Algumas semanas depois, voltou a brilhar e a escurecer novamente.

O comportamento estranho não terá sido por causa da estrela em si, mas sim por causa da gravidade de um objeto invisível entre a Terra e o corpo brilhante que estava a distorcer o tecido do espaço-tempo, ampliando a luz da estrela à medida que passava.

Agora, os astrónomos descobriram o que é esse objeto misterioso: uma estrela binária a 2.544 anos-luz de distância que é tão fraca que não conseguimos vê-la. No entanto, com base na forma como a gravidade da estrela amplia a luz, os astrónomos conseguiram calcular a sua massa, distância e órbita do sistema.

De acordo com um comunicado, a grande pista sobre a natureza do sistema foi o repetido brilho e escurecimento do objeto fonte. O evento foi nomeado Gaia16aye. “Se tivermos uma única lente, causada por um único objeto, haverá apenas um aumento pequeno e constante do brilho e haverá um declínio suave à medida que a lente passa na frente da fonte distante e depois se afasta”, disse Łukasz Wyrzykowski, astrónomo da Universidade de Varsóvia.

Porém, “neste caso, não só o brilho da estrela diminuiu acentuadamente, mas depois de algumas semanas, voltou a brilhar, o que é muito incomum”, explicou o cientista. “Durante os 500 dias de observação, vimos o brilho e o declínio cinco vezes”.

Estes eventos sugeriram que um objeto binário estava a produzir o que é conhecido como micro-lente gravitacional – um efeito previsto por Albert Einstein, que ocorre quando a gravidade de um objeto em primeiro plano faz com que o espaço-tempo se dobre, ampliando algo por trás dele.

No caso de Gaia16aye, as micro-lentes eram uma rede complexa de regiões de alta ampliação. As fontes de segundo plano passadas por essas regiões brilharão rapidamente e imediatamente escurecerão novamente à medida que a região seguir em frente.

O estudo, cujos resultados foram publicados em janeiro na revista científica Astronomy & Astrophysics, revelou um sistema binário de estrelas chamado 2MASS19400112 + 3007533, duas estrelas anãs vermelhas com 57% e 36% da massa do Sol, que orbitam um centro de gravidade mútuo a cada 2,88 anos terrestres.

“Não vemos o sistema binário, mas ao ver os efeitos que criou ao atuar como uma lente numa estrela de fundo, conseguimos contar tudo sobre ele”, disse Przemek Mróz, astrónomo no Instituto de Tecnologia da Califórnia.

“O nosso método permite-nos ver o invisível”, disse Łukasz Wyrzykowski, em declarações à Science in Poland. “Acho que este ano teremos os primeiros buracos negros. Estou otimista”.

As técnicas desta investigação poderão ajudar a localizar objetos massivos escondidos na Via Láctea. A equipa quer que as técnicas ajudem a encontrar buracos negros de massa estelar solitários.

Atualmente, já conhecemos algumas dezenas de buracos negros. No entanto, os buracos negros solitários adormecidos permanecem indescritíveis. Mas, se conseguimos encontrar estrelas anãs vermelhas invisíveis que, combinadas, são mais pequenas do que a massa do Sol, as técnicas podem revelar buracos negros de massa estelar, que terão como limite inferior cerca de cinco vezes a massa do Sol.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …