Astrónomos descobrem o planeta mais quente do Universo

JPL-Caltech / UCLA / NASA

Uma equipa internacional de astrónomos detetou um planeta fora do Sistema Solar mais quente do que a maioria das estrelas – embora mais frio do que o nosso Sol. Segundo um estudo publicado na revista Nature, é o planeta mais quente conhecido no Universo.

O exoplaneta gigante gasoso KELT-9b é quase três vezes maior do que Júpiter, mas menos denso do que o maior planeta do Sistema Solar, e orbita a estrela maciça KELT-9, localizada a 650 anos-luz da Terra, na constelação do Cisne.

KELT-9b tem uma temperatura diurna que pode chegar aos 4.323,85ºC, sendo por isso mais quente do que a maioria das estrelas. Em relação ao Sol, é mais frio em 926,8ºC, destaca em comunicado a Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos.

Segundo o estudo publicado esta segunda-feira na revista “Nature”, e em cuja lista de contributos se inclui a do astrónomo amador português João Gregório, a radiação ultravioleta emitida pela KELT-9 é tanta, que o planeta pode estar a evaporar-se, a tal ponto que o planeta tem uma cauda de gás brilhante, como a de um cometa.

É um planeta, segundo as definições típicas baseadas em massa, mas a sua atmosfera é diferente da de qualquer outro planeta que já vimos até agora, devido à sua temperatura durante o dia”, explicou Scott Gaudi, professor de astronomia da The Ohio State University e co-autor do estudo.

JPL-Caltech/R. Hurt (IPAC) / NASA

Conceito de artista do sistema KELT-9, com a sua estrela oblíqua super-quente (esq.) e Kelt-9b, o planeta mais quente conhecido no Universo (dir.)

Conceito de artista do sistema KELT-9, com a sua estrela oblíqua super-quente (esq.) e KELT-9b, o planeta mais quente conhecido no Universo (dir.)

O facto de o KELT-9b ser extremamente quente, no lado que está iluminado, e de estar a ser continuamente bombardeado pela radiação estelar, não permite a formação de moléculas de água, dióxido de carbono e metano, elementos associados à vida.

A razão de o planeta ter uma temperatura tão elevada é o facto de a sua estrela, KELT-9, ter mais do dobro do tamanho do Sol e ser quase tão quente como o Sol. Dada a proximidade entre a órbita do planeta e a estrela, o KELT-9b poderá vir a ser ‘engolido’ pela estrela se esta se expandir.

O KELT-9b foi descoberto pelo método de trânsito, que deteta uma variação da luz causada por um planeta quando transita diante da sua estrela hospedeira, com o auxílio do telescópio KELT-Norte, do Observatório Winer, no Arizona, nos Estados Unidos.

Devido ao seu período extremamente curto, à sua órbita quase polar e ao facto de a sua estrela ser oblíqua em vez de esférica, os especialistas calculam que o planeta ficará fora de visão em cerca de 150 anos – e não voltará a estar visível até daqui a 3500 anos.

ZAP // Lusa / EFE

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. «Astrónomos descobrem o planeta mais quente do Universo»
    Já o compararam com todos os outros que existem para poder fazer semelhante afirmação? Que falta de sentido crítico…

    • Caro Rui,
      Obrigado pelo seu reparo. No entanto, talvez o excesso de sentido crítico seja tão danoso como a sua falta.
      Sem prejuízo de que clarificamos no texto que foi descoberto “o planeta mais quente conhecido no Universo”, a simplificação informal usada no título é perfeitamente aceitável, compreensível e pacífica.
      “O Homem mais alto do Mundo” é “O Homem mais alto do Mundo”, até se descobrir outro mais alto, e ganha esse título sem que tenha que se comparar a sua altura com a de todos os outros homens do mundo.

  2. Apesar de tudo, não é bem a mesma coisa. No mundo actual, onde já praticamente não existem comunidades completamente isoladas, é perfeitamente plausível que se saiba quem é o homem mais alto do mundo. Já o universo é imenso, com partes que nos são (e serão sempre) inacessíveis.
    É louvável que publiquem artigos de divulgação científica, que necessariamente têm de ter uma linguagem simplificada, mas convém manter algum rigor científico para ajudar as pessoas a perceber a diferença entre a ciência e a fantasia. Quando essa distinção se esbate, aparecem leitores com “pérolas” a misturar mecânica quântica com “consciência cósmica”.

    • Caro Rui,
      Compreendemos perfeitamente o seu ponto de vista. Mas o mais rigoroso dos nossos artigos sobre mecânica quântica não está a salvo da consciência cósmica.
      Orgulhamo-nos de fazer divulgação científica, tentamos fazê-lo da forma mais rigorosa possível, sem deixar de a dirigir também aos mais leigos que nela estejam interessados.
      E se os nossos títulos por vezes são simplistas, para mais facilmente fazer chegar esse esforço aos leitores nele interessados, não deixam por isso os textos em si de ser rigorosos – tanto quanto sabemos fazê-los.

  3. É incrível uma notícia destas destinada a leitores portuguses ignorar que um dos descobridores é português, o astrónomo amador João Gregório que é co-autor do artigo!! Será que em Portugal só valem os 3 “F”, Futebol, Fátima e fado?

    • Caro Januário Bettencourt,
      Obrigado pelo se reparo. Efectivamente, da lista de autores indicada no artigo não consta o João Gregório, cujo contributo é listado no entanto na lista de contribuições – informação que acrescentámos à nossa notícia.

  4. “(…) os especialistas calculam que o planeta ficará fora de visão em cerca de 150 anos – não voltará a estar visível até daqui a 3500 anos” – Alguém consegue explicar estes cálculos? Eu não consegui!

    • Acho que o problema é a nível do Português. Quando dizem “o planeta ficará fora de visão em cerca de 150 anos” eu inicialmente percebi que o planeta iria ficar invisível durante 150 anos. Por isso o prazo seguinte (3500 anos) entrava em contradição grosseira com o primeiro valor. No entanto, o que pretendiam dizer seria – “daqui a 150 anos o planeta ficará invisível durante 3500 anos”.

  5. “KELT-9b tem uma temperatura diurna que pode chegar aos 4.323,85ºC”, gostei dos 0,85ºC, esses astrónomos têm de virar os telescópios espaciais para a Terra para ver se passam a acertar melhor nas previsões meteorológicas para o nosso planeta.

  6. Ainda gostava de saber quem foi o «cientista» que foi lá medir a temperatura….. para ter um valor «tão» exato…. com aqueles 0,85ºC……. quem for a ver foi com um termómetro digital feito pelos chineses… LOL

RESPONDER

Composição dos planetas gasosos não é igual à das suas estrelas (e os cientistas não percebem porquê)

Os planetas e as estrelas formam-se a partir da mesma nuvem de gás e poeira.  Uma análise da composição dos exoplanetas gigantes gasosos e das suas estrelas hospedeiras mostra que não há uma forte correlação …

Nova espécie de titanossauro descoberta no Equador

Uma universidade equatoriana anunciou na sexta-feira a descoberta de uma espécie de dinossauro, que, segundo a instituição, não tinha sido ainda descrito, denominando-o de 'Yamanasaurus lojaensis'. O nome foi escolhido em referência a duas localidades: Yamana, …

As alterações climáticas estão a "asfixiar" os oceanos

Os efeitos da diminuição de oxigénio serão "dramáticos" para os habitats e as economias costeiras que dependem dos oceanos. O oxigénio dos oceanos diminuiu 2% entre 1960 e 2010, prevendo-se que no ano de 2100 essa …

Associação suspende adoções para evitar que animais sejam tratados como presentes de Natal

"Um animal quer-se no dia 24 de março, abril ou junho e não só a 24 de dezembro", disse uma responsável da Sociedade Protetora dos Animais do Porto. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto anunciou, …

Já podemos ver o mundo pelos olhos dos animais

https://vimeo.com/378301135 Os humanos estão um passo mais próximos de ver o mundo como o veem os animais, graças a uma nova tecnologia desenvolvida por investigadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Universidade de Exeter, …

Embaixador mexicano na Argentina apanhado a roubar um livro numa livraria

O diplomata será investigado por um comité de ética e, se ficar provado o roubo do livro, será demitido. "Haverá tolerância zero para a desonestidade." O embaixador mexicano na Argentina, Óscar Ricaro Valerio, recebeu ordem …

Presépio nos Estados Unidos colocou Jesus separado dos pais e preso numa jaula

Uma igreja da Califórnia, nos Estados Unidos, colocou em exibição um presépio de protesto no qual retrata a Família Sagrada como refugiados. Uma igreja na Califórnia, nos Estados Unidos, está a exibir um presépio com Jesus, …

Sul-africana de 26 anos é a Miss Universo 2019

Zozibini Tunzi, da África do Sul, venceu, este domingo, a competição Miss Universo 2019, tornando-se a primeira mulher negra a vencer desde 2011, quando Leila Lopes, de Angola, arrecadou o título. Zozibini Tunzi, de 26 anos, …

No Japão, há um café onde os empregados de mesa são robôs

Os robôs da Softbank, chamados de Pepper, estão agora a chegar a um novo mercado: os cafés. No Japão, hotéis, lojas de aeroporto, entre outros comércios, já contam com funcionários robóticos, que foram criados em …

João Oliveira "tem a certeza quase absoluta" de que não se coloca a questão de liderar o PCP

Há menos de dois meses, em entrevista ao Público e à Rádio Renascença, João Oliveira foi questionado sobre se se via no futuro como líder do PCP e respondeu que não. Esta segunda-feira, voltou a …