/

Astrónomos captam sinais de rádio inéditos com origem extraterrestre

9

-

As misteriosas ondas de rádio registadas nos últimos anos têm intrigado os cientistas desde o primeiro surgimento. Agora, um grupo de cientistas australianos detetou três novos sinais misteriosos – e garantem que são extraterrestres.

Os cientistas da Universidade Nacional da Austrália e Universidade de Tecnologia de Swinburne detetaram os sinais através do Telescópio Molonglo, em Camberra, Austrália.

O radiotelescópio tem uma área de análise de cerca de 18 mil metros quadrados. Segundo os especialistas, este telescópio é ideal para recolher sinais de rádio, tecnicamente chamados de FRBs (Fast Radio Bursts).

Mas, em 2013, os astrónomos também perceberam que, devido à sua arquitetura, o telescópio gigante não deteta sinais provenientes da nossa atmosfera.

As curtas emissões de rádio são difíceis de estudar por aparecerem e desaparecerem muito rapidamente, por isso os cientistas não têm muita informação sobre a sua origem. No entanto, os novos dados indicam que podem ser provenientes de uma nave estelar cósmica ou de uma galáxia distante.

“Os radiotelescópios convencionais com antena têm dificuldades em captar transmissões com origem para além da atmosfera da Terra”, disse um dos autores do estudo, Chris Flynn da Universidade de Tecnologia de Swinburne, na Austrália.

Mas, por enquanto, as fontes dos três sinais de rádio detetados permanecem relativamente misteriosas, exceto pelo fato de, claramente, não serem deste planeta. Os astrónomos australianos sugerem que os FRBs são provenientes das constelações Puppis e Hydra.

Anteriormente, os astrónomos achavam que os sinais de rádio estavam a ser emitidos devido a alguma interferência local. No entanto, esta teoria foi desmentida porque surgiram descobertas que apontam para o espaço.

“Os sinais de rádio são claramente percetíveis dada a sua curta duração e origem a grande distância. Não identificamos qualquer origem natural plausível. A origem artificial deve ser considerada e verificada”, destacou Avi Loeb, da Universidade de Harvard.

Avi Loeb acredita que estes sinais podem ter sido enviados por transmissores gigantescos, utilizados para garantir o funcionamento de naves extraterrestres.

  ZAP // Sputnik News

9 Comments

  1. O que dizem apenas comprova o deficiente conhecimento da matéria!
    As antenas captam sempre os sinais que chegam com intensidade suficiente ao seu sensor independente da distância.
    Para despistar interferências indesejadas costuma – se aguardar pela confirmação de outros observatórios!

  2. A última vez que surgiu uma noticia destas, chegaram à conclusão que era uma empregada do observatório a utilizar um micro ondas…

  3. Vou contar-vos um história
    que não me sai da memória,
    foi pra mim uma vitória
    nesta era espacial.
    Noutro dia estremeci
    quando abri a porta e vi
    um grandessíssimo OVNI
    pousado no meu quintal.
    Fui logo bater a porta,
    veio uma figura torta,
    eu disse: “Se não se importa
    poderia ir-se embora.
    Tenho esta roupa a secar
    e ainda se vai sujar
    se essa coisa aí ficar
    a deitar fumo pra fora.”

    E o senhor extraterrestre
    viu-se um pouco atrapalhado.
    Quis falar mas disse “pi”,
    estava mal sintonizado.
    Mexeu lá no botãozinho
    e pôde contar-me, então,
    que tinha sido multado
    por o terem apanhado
    sem carta de condução.

    – Senhor Extraterrestre – Amália Rodrigues – Compositor: Carlos Paião

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.