Astrónomos descobrem as anãs castanhas mais bizarras de sempre

William Pendrill / NASA

Com a ajuda de cientistas cidadãos, os astrónomos descobriram duas anãs castanhas altamente incomuns, bolas de gás que não são suficientemente maciças para se alimentar como as estrelas.

Os participantes do projeto Backyard Worlds: Planet 9, financiado pela NASA, ajudaram a levar os cientistas a estes objetos bizarros, usando dados do satélite NEOWISE (Explorador de Infravermelho para Campo Largo de Objetos na Terra) da NASA, juntamente com observações em todo o céu colhidas entre 2009 e 2011 sob seu apelido anterior, WISE.

Os cientistas chamaram a estes objetos recém-descobertos “primeiras subanãs extremas do tipo T”. Pesam cerca de 75 vezes a massa de Júpiter e tem cerca de 10 mil milhões de anos.

As duas anãs castanhas têm composições altamente incomuns. Quando vistas em comprimentos de onda específicos da luz infravermelha, assemelham-se a outras anãs castanhas, mas noutros não se parecem com nenhuma outra estrela ou planeta observado até agora.

Os cientistas ficaram surpreendidos ao ver que têm muito pouco ferro, o que significa que, como estrelas antigas, não incorporaram ferro de nascimentos e mortes nos seus ambientes.

Uma anã castanha típica teria até 30 vezes mais ferro e outros metais do que os objetos recém-descobertos. Uma dessas anãs castanhas parece ter apenas cerca de 3% de ferro do que o nosso Sol.

Estes dois objetos são as anãs castanhas mais parecidas com um planeta já vistas entre a população mais antiga de estrelas da Via Láctea. Os cientistas esperam que exoplanetas muito antigos também tenham um baixo teor de metal.

“Uma questão central é quanto a formação do planeta depende da presença de metais como ferro e outros elementos formados durante várias gerações anteriores de estrelas”, disse Marc Kuchner, investigador principal do Backyard Worlds: Planet 9 e o Citizen Science Officer da Science Mission Directorate da NASA, em comunicado. “O facto de que estas anãs castanhas se parecem ter formado com tão pouca abundância de metais sugere que talvez devêssemos procurar mais exoplanetas antigos com pouco metal ou exoplanetas que orbitam estrelas antigas com pouco metal”.

Os astrónomos querem usar estas anãs castanhas para aprender mais sobre exoplanetas. Os mesmos processos físicos podem formar planetas e anãs castanhas. “Estas surpreendentes e estranhas anãs castanhas lembram exoplanetas suficientemente antigos para nos ajudar a entender a física dos exoplanetas”, disse Kuchner.

Este estudo foi aceite este mês para publicação pela revista científica The Astrophysical Journal.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …

Marcelo satisfeito com reabertura “sensata”. Alívio das restrições arranca hoje

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arranca este domingo com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 2h00 para restauração …

Restos mortais de morcego-vampiro podem desvendar mistérios sobre a espécie extinta

A descoberta da mandíbula de um morcego que viveu há 100 mil anos pode ajudar a responder a algumas incógnitas sobre a espécie extinta. Os restos mortais foram encontrados numa caverna na Argentina. De acordo com …