Astronautas comem pela primeira vez alface cultivada no espaço

Scott Kelly / Twitter

Astronauta Scott Kelly na Estação Espacial Internacional com a alface roxa cultivada em órbita.

Os astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (EEI) vão nesta segunda-feira comer alface roxa. E porque é que falamos disso? Porque é a primeira vez que se vai comer um vegetal inteiramente cultivado no Espaço.

Desde há alguns anos que os astronautas vêm cultivando vegetais a bordo da Estação Espacial, mas, até agora, os espécimes obtidos tinham sempre sido enviados para a Terra para análise científica.

O mesmo não vai acontecer com um pé de alface roxa que cresceu, durante 33 dias, na EEI, no âmbito de um projecto de estudo em curso sobre de uma tecnologia de cultivo de plantas denominada Veggie.

A Veggie foi desenvolvida pela empresa norte-americana Orbital Technologies Corp. e é usada na EEI desde Abril de 2014.

Trata-se de uma espécie de estufa munida com LEDs vermelhos, azuis e verdes que permite o crescimento das plantas e a sua monitorização por parte da tripulação.

A tecnologia possibilita ainda a garantia de que as plantas recebem a quantidade de nutrientes necessários para se desenvolverem.

NASA

Tecnologia de cultivo de plantas no espaço denominada Veggie

Os 44 elementos da expedição, entre os quais o astronauta Scott Kelly que estará um ano em órbita, vão poder agora testar o sabor desta famosa alface roxa.

Antes de serem consumidas, as folhas de alface serão limpas com um ácido cítrico e com toalhitas sanitárias adequadas para comida, conforme explica a NASA.

Os elementos da EEI vão comer metade da colheita de alface, enquanto a outra metade será armazenada e congelada para ser devolvida à Terra para análise.

Este projecto da Veggie é visto como essencial na expectativa de serem levadas a cabo missões espaciais mais prolongadas no tempo e no espaço.

“Quanto mais longe da Terra e por mais tempo os humanos forem, mais precisaremos de ser capazes de cultivar plantas para comer, para reciclar a atmosfera e para benefícios psicológicos”, explica a investigadora Giola Massa, que integra a equipa da Veggie, citada pelo Digital Trends.

“Os sistemas de plantas vão tornar-se componentes importantes de qualquer cenário de exploração de longa duração”, acrescenta.

No futuro, os astronautas poderão assim, não apenas comer vegetais cultivados no espaço, mas também jardinar em plena órbita.

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Porque raio é que é necessário utilizar leds para fazer crescer as alfaces. A estação espacial não apanha sol 24 horas por dia? Qual é a lógica de estar a criar uma planta que é constituída por mais de 95 % de água, com a finalidade de ser consumida pelos astronautas? Só descortino algum interesse psicológico em consumir algo “fresco”, para suavizar a pasmaceira das refeições tipo “ração de combate”!!

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …