Astronautas comem pela primeira vez alface cultivada no espaço

Scott Kelly / Twitter

Astronauta Scott Kelly na Estação Espacial Internacional com a alface roxa cultivada em órbita.

Os astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (EEI) vão nesta segunda-feira comer alface roxa. E porque é que falamos disso? Porque é a primeira vez que se vai comer um vegetal inteiramente cultivado no Espaço.

Desde há alguns anos que os astronautas vêm cultivando vegetais a bordo da Estação Espacial, mas, até agora, os espécimes obtidos tinham sempre sido enviados para a Terra para análise científica.

O mesmo não vai acontecer com um pé de alface roxa que cresceu, durante 33 dias, na EEI, no âmbito de um projecto de estudo em curso sobre de uma tecnologia de cultivo de plantas denominada Veggie.

A Veggie foi desenvolvida pela empresa norte-americana Orbital Technologies Corp. e é usada na EEI desde Abril de 2014.

Trata-se de uma espécie de estufa munida com LEDs vermelhos, azuis e verdes que permite o crescimento das plantas e a sua monitorização por parte da tripulação.

A tecnologia possibilita ainda a garantia de que as plantas recebem a quantidade de nutrientes necessários para se desenvolverem.

NASA

Tecnologia de cultivo de plantas no espaço denominada Veggie

Os 44 elementos da expedição, entre os quais o astronauta Scott Kelly que estará um ano em órbita, vão poder agora testar o sabor desta famosa alface roxa.

Antes de serem consumidas, as folhas de alface serão limpas com um ácido cítrico e com toalhitas sanitárias adequadas para comida, conforme explica a NASA.

Os elementos da EEI vão comer metade da colheita de alface, enquanto a outra metade será armazenada e congelada para ser devolvida à Terra para análise.

Este projecto da Veggie é visto como essencial na expectativa de serem levadas a cabo missões espaciais mais prolongadas no tempo e no espaço.

“Quanto mais longe da Terra e por mais tempo os humanos forem, mais precisaremos de ser capazes de cultivar plantas para comer, para reciclar a atmosfera e para benefícios psicológicos”, explica a investigadora Giola Massa, que integra a equipa da Veggie, citada pelo Digital Trends.

“Os sistemas de plantas vão tornar-se componentes importantes de qualquer cenário de exploração de longa duração”, acrescenta.

No futuro, os astronautas poderão assim, não apenas comer vegetais cultivados no espaço, mas também jardinar em plena órbita.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Porque raio é que é necessário utilizar leds para fazer crescer as alfaces. A estação espacial não apanha sol 24 horas por dia? Qual é a lógica de estar a criar uma planta que é constituída por mais de 95 % de água, com a finalidade de ser consumida pelos astronautas? Só descortino algum interesse psicológico em consumir algo “fresco”, para suavizar a pasmaceira das refeições tipo “ração de combate”!!

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …