Asteróide perdido passa hoje muito “perto” da Terra

Um asteróide de grandes dimensões vai aproximar-se da Terra, esta terça-feira à noite, passando a uma distância de 203.453 km do nosso planeta. Com um diâmetro entre 60 a 130 metros, o corpo rochoso é maior do que um campo de futebol.

Conhecido por 2010 WC9, este asteróide foi avistado, pela primeira vez, em 2010, graças ao programa de investigação Catalina Sky Survey, que se dedica à procura por objectos próximos da Terra.

Os investigadores daquele organismo conseguiram acompanhar a sua trajectória até Dezembro de 2017, altura em que lhe perderam o rasto. Mas, na semana passada, após oito anos de “desaparecimento”, voltaram a encontrá-lo, prevendo-se que passe próximo da Terra esta terça-feira à noite.

De acordo com os cálculos do Centro da NASA Para os Estudos de Objectos Próximos da Terra (CNEOs), o asteróide deve passar pelo nosso planeta a cerca de metade da distância até à Lua, na maior aproximação da Terra da sua trajectória.

Trata-se, assim, de uma das mais próximas passagens pela Terra de um asteróide de tamanha dimensão, refere à Newsweek o astrónomo Guy Wells, do Observatório Northolt Branch, em Londres.

“Há muitas aproximações de asteróides, a maioria são muito pequenos. Muito poucos objectos daquele tamanho já foram vistos a chegarem mais perto do que a Lua”, sublinha.

Apesar disso, o 2010 WC9 não deve colocar qualquer risco para a Terra, embora seja “muito maior do que o meteorito de Chelyabinsk que entrou nos céus, sob a Rússia, em 2013″, frisa a mesma publicação. Esse meteorito levou várias pessoas ao hospital, partindo janelas em seis cidades russas diferentes.

Mas a trajectória do asteróide 2010 WC9 não deverá ser tão próxima da Terra a ponto de entrar na atmosfera do nosso planeta. Assim, não será possível observar a sua passagem à vista desarmada.

Mas o Observatório Northolt Branch vai transmitir em directo, através do Facebook, a passagem do asteróide, graças a imagens recolhidas pelo seu telescópio – e desde que o tempo ajude. Mas terá que ficar bem atento porque a sua passagem vai ocorrer a uma velocidade de cerca de 46,116 km/hora.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. “Os investigadores daquele organismo conseguiram acompanhar a sua trajectória até Dezembro de 2017, altura em que lhe perderam o rasto. Mas, na semana passada, após oito anos de “desaparecimento”, voltaram a encontrá-lo, prevendo-se que passe próximo da Terra esta terça-feira à noite.”

    Portanto…
    Eu sei que o tempo voa, mas 8 anos desde Dezembro de 2017, bolas!

  2. A uma velocidade de 46,113 km/hora hein?!
    Iss0 viaja em câmara lenta?
    Isso de matemática não é convosco, definitivamente.
    Não será antes 46.113km/h ? A presença ou não da virgula é irrelevante; verdade?

  3. “muito maior do que o meteorito de Chelyabinsk que entrou nos céus, sob a Rússia, em 2013″. Sob a Rússia? Fantástico. Há uns países que têm o céu por cima, a Rússia tem o céu por baixo!

RESPONDER

Líderes da UE alertam Londres para respeitar acordo do Brexit

Os líderes da União Europeia (UE) alertaram o Governo britânico, este sábado, que os dois lados devem implementar o acordo do Brexit, numa reunião com o primeiro-ministro britânico à margem da cimeira do G7. A presidente …

Variante Delta está a crescer em Portugal. Lisboa e Vale do Tejo é a região mais afetada

As autoridades de saúde confirmam que já foi detetada, em Portugal, a transmissão comunitária da variante Delta do novo coronavírus. Esse cenário estará a ser mais evidente na região de Lisboa e Vale do Tejo. "Até …

Vírgula permite aos deputados receberem abono de exclusividade mesmo mantendo cargos em empresas

Um parecer da Comissão de Transparência permite aos deputados acumularem funções em empresas enquanto recebem o subsídio de exclusividade na Assembleia da República. Tudo por culpa de uma vírgula que desperta interpretações diversas. A situação é …

Grupo Espírito Santo só tem verbas para pagar 2,6% das dívidas

Os credores reclamam 11,5 mil milhões de euros em dívida, mas o império Espírito Santo só tem cerca de 300 milhões de euros. De acordo com o semanário Expresso, aquilo que resta do império Espírito Santo …

CTT reclamam dívidas de 67 milhões ao Estado

Os CTT iniciaram um processo de arbitragem contra o Estado, reclamando um total de 67 milhões de euros em compensações pelo impacto da pandemia de covid-19 e pela extensão unilateral do contrato de concessão. "Os CTT …

O candidato de Costa ao Porto só durou 24 horas (e a "asneira" pode sair-lhe cara)

Está lançada a confusão no PS Porto com a escolha do candidato do partido às próximas eleições autárquicas. O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, não resistiu às reacções negativas à sua escolha para …

Mourinho Félix ao ataque. BdP "subjugou-se" à ex-ministra das Finanças

O antigo secretário de Estado Adjunto e das Finanças criticou, esta sexta-feira, a "falha grave" do Banco de Portugal (BdP) ao se ter subjugado à antiga ministra das Finanças quanto à capitalização inicial do Novo …

Castillo obtém a maioria dos votos nas Presidenciais peruanas

Pedro Castillo obteve a maioria dos votos nas eleições presidenciais de domingo no Peru, com 50,168% dos votos, restando apenas 0,328% para contar, uma distância que a sua rival, Keiko Fujimori, não será capaz de …

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) terá cometido quatro violações à lei da Proteção de Dados, puníveis cada uma com uma coima até aos 20 milhões de euros. Em declarações ao jornal Público, Elsa Veloso, advogada …

Joanetes e ossos partidos. A moda dos sapatos pontiagudos teve um alto custo na Inglaterra medieval

A moda dos sapatos pontiagudos na Inglaterra medieval desencadeou uma onda de joanetes, que, por sua vez, levaram a que as pessoas caíssem e partissem ossos. O século XIV assistiu à chegada de uma abundância de …