Ver compulsivamente a sua série favorita está a prejudicar o ambiente

Os serviços de streaming de vídeo como Netflix, Apple TV+ e Disney+ estão em ascensão. Mas as suas emissões de carbono também.

As noites de cinema que o obrigavam a dirigir-se a um blockbuster chegaram ao fim. Agora, há vários serviços de streaming a oferecer inúmeras opções, à distância de um clique. No entanto, há um custo ambiental elevado a pagar.

Ver a uma série de meia hora resulta em emissões de 1,6 kg do equivalente ao dióxido de carbono, adiantou Maxime Efoui-Hess, do French think tank the Shift Project. Este valor é o equivalente a conduzir 6,28 quilómetros.

No ano passado, o streaming de vídeo online produziu emissões equivalentes às emissões produzidas pela Espanha, um valor que pode duplicar nos próximos seis anos, segundo o Shift Project.

A maior parte do tráfego online (34%) está relacionada a vídeos – na Netflix, Amazon Prime e Hulu, por exemplo – e o segundo maior setor é a pornografia online. “Os vídeos digitais vêm em tamanhos muito grandes e estão a ficar maiores a cada nova geração de vídeos em alta definição”, disse Gary Cook, do Greenpeace, citado pelo Phys.org.

“Uma maior quantidade de dados equivale a mais energia necessária para manter um sistema pronto para transmitir o vídeo no seu dispositivo a qualquer momento”, acrescentou Cook.

Grande parte da energia necessária para os serviços de streaming é consumida pelo data center, que entrega os dados ao seu computador ou dispositivo. Estes data centers contribuem com cerca de 0,3% de todas as emissões de carbono, de acordo com um artigo científico publicado na Nature.

“Para que o consumo de energia permaneça estável nos próximos cinco a 10 anos, é necessário melhorar significativamente o desempenho energético dos equipamentos de TI e do data center ou diminuir o nosso próprio apetite”, disse Dale Sartor, do Centro de Especialização em Data Centers, vinculado ao Departamento de Energia dos EUA.

Anders Andrae, da Huawei Technologies, disse à AFP que estimou que os equipamentos podem consumir até 4,1% da eletricidade global até 2030. Além disso, o tráfego de vídeo deve aumentar quatro vezes de 2017 a 2022 e responder por 80% de todo o tráfego da Internet até 2022, de acordo com a Rede CISCO.

A Netflix, por exemplo, continua a expandir-se globalmente – a empresa registou um aumento de 53% na receita internacional de assinaturas de streaming entre 2017 e 2018. Já a Disney e a Apple lançaram os seus próprios serviços de streaming este ano.

Para aumentar o problema, os equipamentos usados estão a ficar cada vez maiores – o tamanho médio da tela passou de 22 polegadas (55 centímetros) em 1997 para 50 polegadas em 2021, segundo a Consumer Technology Association.

Os especialistas sugerem que os espectadores desativem a reprodução automática e vejam as suas séries favoritas com Wi-Fi e em formatos de baixa definição. O pior cenário, informa o Phys-org, é ver com uma conexão 3G num dispositivo móvel.

“O exercício da responsabilidade coletiva, com indivíduos a exigir que os gigantes da Internet façam a transição rápida dos seus data centers para energia renovável, tem sido o maior impulsionador até agora”, remata Cook.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Lavar as mãos". Vídeo da DGS é o mais popular do ano no YouTube

2020 foi um ano atípico em vários aspetos do quotidiano, obrigando à introdução de novas rotinas e ao reforço de outras por muitos já descuradas. Reflexo dessa disrupção é o ranking anual do YouTube, divulgado esta …

Drenthe falido: "Não é muito importante"

Antigo futebolista do Real Madrid não está preocupado com a declaração feita por um tribunal dos Países Baixos. Drenthe joga numa equipa da terceira divisão nacional. Royston Ricky Drenthe foi, enquanto adolescente, considerado um dos melhores …

Sonda espacial chinesa conclui recolha de amostras da superfície lunar

A sonda chinesa Chang'e 5 concluiu a recolha e armazenamento de rochas e detritos da superfície lunar, e prepara-se para voltar à Terra, informou esta quinta-feira a Administração Espacial Nacional da China. "Às 22 horas de …

Seca obriga Namíbia a por à venda 170 elefantes

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte devido ao crescente conflito entre humanos e animais desta espécie ameaçada …

Benfica 4 - 0 Lech Poznań | “Saco cheio” rumo ao apuramento

Um, dois, três e quatro. Foram estes os golos – apontados por Vertonghen, Darwin Núñez, Pizzi e Weigl – que o Benfica marcou na goleada que aplicou na noite desta quinta-feira ao Lech Poznań, num …

Cientistas encontram evidências de uso de drogas psicadélicas numa caverna com arte rupestre

Uma flor vermelha redemoinhada rabiscada numa parede de uma caverna há cerca de 400 anos é a primeira evidência definitiva de que os nativos norte-americanos consumiam drogas psicadélicas em locais de arte rupestre. Descoberta na caverna …

Musk queria batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas o México disse que não

O multimilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, quis batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas as autoridades mexicanas impediram a utilização do nome, invocando os direitos do uso da palavra e …

Namíbia acaba de eleger um deputado chamado Adolf Hitler. É ativista e "anti-apartheid"

A Namíbia acaba de eleger nas eleições regionais um deputado chamado Adolf Hitler, um conhecido ativista e "anti-apartheid" em Uunona, a sua cidade natal, localizada no norte do país africano. "Adolf Hitler teve uma vitória …

Empresário de media pró-democracia preso por acusação de fraude em Hong Kong

O dono do jornal antigoverno Apple Daily, Jimmy Lai, conhecido pela luta pela democracia em Hong Kong, foi detido sem fiança, acusado de irregularidades no contrato de 'leasing' do edifício onde está o órgão de …

Novos drones de resgate usam Inteligência Artificial para encontrar pessoas perdidas na floresta

Em situações em que as pessoas se perdem na floresta, o tempo é essencial para resgatá-las, pois quanto mais tempo ficam perdidas mais perigosa a situação se torna. Mas será que existem todas as ferramentas …