As Maldivas já estão condenadas, seguem-se Veneza e São Petersburgo

sackerman519 / Flickr

-

As Ilhas Maldivas já não podem ser salvas da subida do nível das águas do mar

O nível global do mar sobe a um ritmo recorde, e está a subir mais rápido do que o esperado. As Maldivas já não podem ser salvas, seguem-se Veneza e São Petersburgo.

Segundo uma investigação recente de cientistas da Universidade de Harvard, nos EUA, durante os últimos 25 anos, o mar ganhou 250% mais espaço à terra firme do que nos anteriores 90 anos do século passado.

Em 2100, a água poderá elevar-se, a nível planetário, em dezenas de centímetros, o que significa que muitas ilhas e zonas costeiras serão em breve completamente inundadas.

O fenómeno é causado pela expansão térmica da água e fusão intensiva do gelo na Gronelândia e na Antártida Ocidental.

Estes processos têm origem na influência humana sobre o clima, afirma o climatologista Alexei Kokorin, coordenador do programa “O Clima e a Energia” do Fundo Mundial para a Natureza, World Wildlife Fund.

“Este é um facto sustentado também por investigadores russos, em particular pelos cientistas do Instituto de Oceanologia da Academia das Ciências da Rússia. O nível de água sobe, efectivamente, a uma velocidade maior. E o processo vai continuar e intensificar-se”, diz Korokin à RVR.

“Como resultado, no final deste século o nível global do mar vai subir cerca de 1 metro“, acrescenta o cientista.

A previsão para o próximo século é de que a agua suba mais um metro, se o impacto humano sobre o clima for minimizado, a três metros.

“Quanto a uma perspectiva a mais longo prazo, não se pode excluir uma subida de cinco a dez metros. Particularmente, se a humanidade continuar a ter este impacto sobre o sistema climático e reforçando o efeito estufa”, avisa Alexei Kokorin.

Carlos Ortega / Flickr

-

Veneza e São Petersburgo enfrentam desafios muito sérios

Helsínquia desce, Oslo sobe

As consequências dessas mudanças serão dramáticas. Algumas áreas ficarão submersas, mas outras, pelo contrário, vão elevar-se acima do nível do mar.

A fusão do gelo polar fará com que a pressão do gelo sobre a placa tectónica diminua, e esta comece a movimentar-se. Hoje já é bem perceptível que por exemplo a cidade de Oslo, na Noruega, está a subir, enquanto Helsínquia, na Finlândia, está a descer, explica o climatologista.

“O oceano mundial irá subir de forma desigual. Nos trópicos, o processo será mais pronunciado do que nas latitudes norte, o que representa muito perigo para as pequenas ilhas tropicais e áreas baixas como o Bangladesh ou Shanghai“, diz Kokorin.

No entanto, a longo prazo, o desafio será muito grave para cidades como São Petersburgo e Veneza.

“Quando se trata do oceano, é preciso entender que todos os processos são muito lentos lá, há uma inércia. Os processos em curso actualmente vão prosseguir no oceano ao longo de uns 30 anos, isto é,  a camada superior do oceano vai continuar a aquecer por inércia, tornando-se cada vez mais quente e quente”, avisa Kokorin.

“Portanto, tudo o vai acontecer até aos meados do século XXI, já é inevitável. Por exemplo, infelizmente, as Maldivas já estão condenadas, estas ilhas já não poderão ser salvas. O destino de outras áreas dependerá das atitudes dos seres humanos”, conclui o climatologista.

Em 2015, todos os Estados deverão anunciar as obrigações que estão dispostos a assumir, num projecto para um novo tratado internacional que substituirá o Protocolo de Kyoto.

Mas todas as conferências internacionais anteriores sobre o clima terminaram, infelizmente, sem resultados.

ZAP / RVR

PARTILHAR

RESPONDER

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …