Arqueólogos descobrem uma “Pompeia egípcia”. Estava escondida debaixo do deserto

(h) Zahi Hawass Center For Egyptology / EPA

Uma equipa de arqueólogos anunciou esta quinta-feira a descoberta de uma grande cidade faraónica antiga que permaneceu “invisível” durante séculos perto de alguns dos monumentos mais conhecidos do Egito.

A cidade foi construída há mais de 3.400 anos durante o reinado opulento de Amenhotep III, um dos faraós mais poderosos do Egito, de acordo com o arqueólogo egípcio que supervisionou as escavações, Zahi Hawass.

Segundo o The New York Times, a equipa começou a procurar um templo mortuário perto de Luxor em setembro e, em poucas semanas, encontrou formações de tijolos de lama em todas as direções.

Os arqueólogos desenterraram a cidade bem preservada que tinha paredes quase completas e quartos cheios de ferramentas da vida diária, juntamente com anéis, escaravelhos, vasos de cerâmica colorida e tijolos de barro com os selos do cartucho de Amenhotep.

“As ruas da cidade são ladeadas por casas e algumas das suas paredes têm até três metros de altura”, disse Hawass.

Após sete meses de escavações, várias áreas ou bairros foram descobertos. Na parte sul, a missão encontrou uma padaria, uma área para cozinhar e preparar alimentos, com fornos e guarda-louças. Devido ao seu tamanho, a cozinha atendia um grande número de trabalhadores e funcionários.

A segunda área ainda parcialmente descoberta é o distrito administrativo e residencial, com unidades maiores e bem ordenadas.

Esta área é cercada por uma parede em ziguezague, com um único ponto de acesso que leva a corredores internos e áreas residenciais. A entrada única sugere que se tratava de uma espécie de segurança, com possibilidade de controlar a entrada e saída em zonas fechadas.

A terceira área é uma oficina. Por um lado, é a área de produção dos tijolos de barro usados ​​para construir templos e anexos. Por outro, inclui um grande número de moldes de fundição para a elaboração de amuletos e elementos decorativos. Esta é mais uma prova da extensa atividade na cidade para produzir decorações para templos e túmulos.

As escavações localizam-se na margem oeste de Luxor, perto dos Colossos de Memnon, Medinet Habu e do Ramesseum, ou templo mortuário do rei Ramsés II, não muito longe do Vale dos Reis.

“Esta é uma descoberta muito importante”, disse Peter Lacovara, diretor do Ancient Egyptian Heritage and Archaeology Funds.

O estado de preservação e o volume dos objetivos do quotidiano lembram outra escavação famosa. “É uma espécie de Pompeia egípcia antiga e mostra a necessidade crítica de preservar esta área como um parque arqueológico”, disse Lacovara, que trabalhou na área do palácio Malqata durante mais de 20 anos, mas não esteve envolvido nas escavações.

O local contém um grande número de fornos para fazer vidro e faiança, juntamente com os destroços de milhares de estátuas, disse Betsy Bryan, especialista no reinado de Amenhotep III.

“Só localizar os centros de manufatura já abre os detalhes sobre a forma como os egípcios sob um grande e rico governante como Amenhotep III fizeram o que fizeram”, disse Bryan. “A descoberta desta cidade perdida é a segunda descoberta arqueológica mais importante desde o túmulo de Tutankhamon”.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Tirando os vestígios dispersos de PI-Ramsés e também o aldeamento do artífices de túmulos, eu creio que esta é a 1ª cidade egípcia (antiga) alguma vez descoberta!
    Nunca antes tinham sido encontrados objectos de uso diário, casas bem delineadas, armazéns e oficinas provavelmente com os seus instrumentos e equipamento de produção!

    Esta é verdadeiramente uma descoberta extraordinária!

    Seria interessante a autora da transcrição (Maria Campos) incluir ligações para onde se pudesse ler mais! Fica a sugestão.
    Com habitualmente faço as correcções devidas: objetivos-> objectivos; direções-> direcções; atualidade-> actualidade.
    Ainda bem que escreveu “egípcios” mas se essa palavra vem da aberração “egito”, queira explicar-me como raio aparece um “p” do nada em “egípcios”!

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …