“Aquele que causa medo”. Nova espécie de dinossauro descoberta na Patagónia

(dr) Jorge Blanco / Journal of Vertebrate Paleontology

Impressão artística do Llukalkan aliocranianus

O novo dinossauro, do tamanho de um elefante e com garras enormes e dentes afiados, dominava o hemisfério sul há 80 milhões de anos.

“Aquele que causa medo”. Foi assim que uma equipa de investigadores argentinos batizou o Llukalkan aliocranianus, um novo dinossauro cujos restos mortais foram recentemente descobertos na Patagónia, conta o jornal ABC.

Há 80 milhões de anos, este predador terá certamente causado terror por onde passava, graças ao incrível tamanho (podia atingir cinco metros de comprimento), aos dentes afiados e às garras enormes.



Segundo o diário espanhol, enquanto os tiranossauros dominaram o hemisfério norte, os abelisaurídeos fizeram o mesmo no hemisfério sul. Esta família de terópodes, composta por cerca de dez espécies conhecidas até hoje, andava principalmente pela Patagónia e por outras áreas do antigo supercontinente Gonduana.

De acordo com os autores do novo estudo, publicado a 30 de março na revista científica Journal of Vertebrate Paleontology, o L. aliocranianus pode ter sido um dos membros desta família que mais se destacava.

Entre os fósseis encontrados estava um estranho crânio, muito bem preservado, cuja forma e ossos rugosos revelam que a cabeça deste dinossauro tinha saliências e proeminências tal como alguns répteis atuais.

Porém, a característica mais diferente desta nova espécie é um pequeno seio posterior cheio de ar na área do ouvido médio, que nunca tinha sido visto em nenhum outro abelisaurídeo.

Esta descoberta indica que a sua audição era diferente da de outros abelisaurídeos, isto é, seria provavelmente melhor e semelhante à dos crocodilos modernos.

Apesar de ter sido uma importante descoberta, ainda há muito por explorar. “Esta descoberta sugere que provavelmente existem mais abelisaurídeos por ali que ainda não encontrámos, por isso, vamos procurar por outras novas espécies”, disse Federico Gianechini, paleontólogo da Universidade Nacional de San Luis e um dos autores do estudo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Restos mortais de morcego-vampiro podem desvendar mistérios sobre a espécie extinta

A descoberta da mandíbula de um morcego que viveu há 100 mil anos pode ajudar a responder a algumas incógnitas sobre a espécie extinta. Os restos mortais foram encontrados numa caverna na Argentina. De acordo com …

Vacinação de crianças saudáveis está aberta à "livre escolha dos pais"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou este sábado que as autoridades de saúde não proibiram a vacinação contra a covid-19 para crianças saudáveis, considerando que “esse espaço continua aberto à livre escolha …

Tal como nos humanos, a cafeína ajuda as abelhas a aumentar o foco e a eficácia

Um novo estudo indica que, tal como em muitos humanos, uma injeção de cafeína ajuda as abelhas a manterem-se mais concentradas e a realizarem o trabalho com mais eficiência. Uma equipa da Universidade de Greenwich percebeu …

Astrónomos detetam, claramente e pela primeira vez, um disco a formar satélites em torno de exoplaneta

Com o auxílio do ALMA, do qual o ESO é um parceiro, os astrónomos detetaram pela primeira vez de forma clara a presença de um disco em torno de um planeta fora do nosso Sistema …

E se a Terra parasse subitamente de girar?

O nosso planeta demora 23 horas e 56 minutos a completar uma volta em torno do seu eixo, movendo-se a cerca de 1.770 quilómetros por hora. Aprendemos estes pormenores sobre o planeta azul na escola, …

Sporting 2 - 1 Braga | Leão entra em 2021/22 a rugir

O Sporting parece querer manter a senda de sucesso da época passada e entrou em 2021/22 com o pé direito. Os “leões” bateram o Sporting de Braga por 2-1, num jogo que valeu, sobretudo, pela primeira …

Ensinar crianças a dizer palavrões? Uma cientista acha que é boa ideia

A auto-intitulada "cientista dos palavrões" acredita que ensinar as crianças a usá-los de forma eficiente ajuda os mais novos a perceber como este palavreado afecta outras pessoas. Já se sabia que dizer palavrões é um sinal …

Fósseis misteriosos podem ser uma das provas mais antigas de vida animal na Terra

Elizabeth Turner, cientista numa universidade do Canadá, poderá ter encontrado a prova mais antiga de vida animal na Terra. Uma cientista encontrou possíveis sinais de vida animal multicelular em restos de recifes microbianos de há 890 …

E se o mundo entrasse em colapso? Cientistas descobrem qual o país onde há maior probabilidade de sobreviver

Caso a civilização entre em colapso - uma possível consequência das alterações climáticas - os cientistas já descobriram qual o lugar do mundo onde há maior probabilidade de sobreviver: é na Nova Zelândia. Numa pesquisa, dois …

"Dança quem está na roda", responde Marcelo sobre ausência de Bolsonaro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que "dança quem está na roda" quando questionado pelos jornalistas sobre a ausência do homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, da cerimónia de reinauguração do Museu …