Aquecimento global leva a neve das montanhas a derreter mais devagar

Uma equipa de investigadores descobriu que o aquecimento global vai fazer com que a neve das montanhas derreta mais cedo, mas também mais devagar.

Os cientistas do Centro Nacional de Investigação Atmosférica (NCAR) dos EUA consideram que as conclusões deste estudo publicado na revista Nature podem ter graves implicações para o abastecimento de água, a saúde do ecossistema e os riscos de cheias.

“Quando a neve começar a derreter mais cedo no ano, já não estará a derreter sob os ângulos solares do final da Primavera e início do Verão”, disse o principal autor do estudo, o investigador Keith Musselman.

Ou seja, “o Sol simplesmente não consegue fornecer energia suficiente nessa altura do ano para alimentar altas taxas de neve derretida”, destacou.

As conclusões podem explicar outras descobertas recentes, que sugerem que o caudal médio de cursos de água com origem em montanhas com neve diminui à medida que o clima aquece. Isto porque a taxa de neve derretida afeta diretamente o caudal dos cursos de água.

Quando a neve das montanhas derrete mais devagar, a água resultante permanece mais tempo no solo, dando mais possibilidade às plantas de absorver a humidade. E a água absorvida pelas plantas é água que não chega aos cursos de água, o que potencialmente reduz os caudais.

Musselman ficou interessado no ritmo de derretimento da neve quando estava a conduzir uma investigação na Sierra Nevada. O especialista notou que a neve menos funda e a uma altitude mais baixa derrete mais cedo e mais lentamente que a neve densa e a alta altitude.

A neve em elevações mais altas, mais frias, tinha a tendência para aguentar até ao início do Verão – quando o Sol estava mais alto no céu e os dias são mais longos – mas quando finalmente começava a derreter, derretia muito rapidamente.

O investigador confirmou a sua observação analisando uma década de dados de 979 estações de observação de neve nas montanhas dos EUA e do Canadá.

“Descobrimos um aumento na quantidade de água produzida a baixas taxas de neve derretida, mas observamos uma redução na quantidade de água produzida a altas taxas de neve derretida”, explicou.

Assim, disse o investigador, uma redução nas taxas altas de derretimento pode significar menos cheias na Primavera, ou seja menos riscos para as infraestruturas, mas mais estragos para os ecossistemas.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera

Um novo estudo mostra que as enormes emissões de gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera. Tal como explica o jornal The Guardian, os investigadores descobriram que a espessura desta camada atmosférica …

Morreu Luís Nunes da Ponte, fundador do PS

Luís Nunes da Ponte morreu aos 75 anos. O PS manifestou “profundo pesar” e agradeceu o seu trabalho “em prol da luta pela liberdade e pela democracia”. Luís Nunes da Ponte, um dos fundadores do PS, …

Caçador de planetas. NASA espera que o telescópio Roman encontre 100 mil novos mundos

A missão do telescópio espacial Roman da NASA - que será lançado em meados da década de 2020 - deve encontrar pelo menos 100 mil novos exoplanetas, dizem astrónomos. Desde a década de 1990, foram descobertos …

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …