Aquecimento global é “inequívoco”, diz relatório do governo dos EUA

mobilestreetlife / Flickr

Família sem abrigo. Precisamos de ajuda. Bem hajam!

Um documento elaborado por agências federais norte-americanas aponta para a “influência humana” nas mudanças climáticas. Estas conclusões contrastam com a orientação política do presidente Trump, que têm tomado medidas contrárias à protecção do ambiente.

O governo norte-americano divulgou esta sexta-feira um extenso relatório elaborado por 13 agências federais, segundo o qual o aquecimento global é “inequívoco” e “muito provavelmente” causado pela “influência humana”.

O tom alarmista do documento contrasta com acções do presidente Donald Trump – entre as quais o incentivo ao consumo de combustíveis fósseis e a recentemente anunciada saída do país do Acordo de Paris.

Não há nenhuma explicação alternativa convincente para o aquecimento global do último século que seja baseada na mesma quantidade de provas”, diz o estudo, entre cujos autores se incluem cientistas de entidades como a Agência de Protecção Ambiental e a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera, NOAA.

Mesmo com este tom, o documento passou pelo crivo da Casa Branca antes de receber autorização para publicação. Ao todo, mais de 50 cientistas participaram no estudo, que aponta ainda que a média global do nível dos oceanos deve aumentar “pelo menos vários centímetros nos próximos 15 anos devido ao aquecimento global”.

O relatório aponta que “o clima global deve continuar a mudar ao longo deste século” e que “a magnitude destas mudanças climáticas além das próximas décadas irá depender principalmente da quantidade de gases de efeito estufa emitidas globalmente”.

O documento também realça que a Terra tem registado picos de temperatura nos últimos três anos, e que 6 dos últimos 17 anos foram os mais quentes já registados no planeta.

Por fim, o relatório aponta que as catástrofes naturais, como furacões e enchentes, custaram 1,1 biliões de dólares à economia dos EUA desde 1980 e que a tendência é que esses fenómenos se tornem cada mais comuns.

Contraste com posições de Trump

Segundo o jornal Washington Post, a existência e a divulgação do relatório mostram que “establishment científico do governo continua a actuar, apesar da acção de vários membros do governo no sentido de minimizar e depreciar” este tipo de estudos.

Membros do governo Trump como o Secretário de Energia, Rick Perry, e o chefe da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt, questionam regularmente o real impacto da “influência humana” nas mudanças climáticas. O próprio Trump já chegou a classificar no passado o aquecimento global como uma “boataria” inventada pelos chineses.

“Este é um relatório do governo federal cujo conteúdo passa completamente por cima das políticas de Trump, e também passa completamente por cima das declarações de altos membros da administração”, realça Phil Duffy, director do Woods Hole Research Center.

Já o jornal New York Times salienta que, segundo os autores do estudo, as conclusões do seu relatório criaram uma situação incomum em que “as políticas do governo caminham na direcção oposta à ciência que produz“.

Ainda segundo o jornal, o relatório já provocou críticas de cépticos do aquecimento global, segundo os quais as conclusões são o produto “de restos do governo Obama“.

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo. O que os portugueses querem (e o que não querem)

Num discurso de vitória após as eleições presidenciais deste domingo, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu uma postura de estado e começou por recordar as vítimas da pandemia de Covid-19 no seu pior dia de sempre …

Entre o "contributo singular" de João Ferreira e a "onda liberal" de Mayan, Marisa Matias assume derrota

Marisa Matias foi uma das grandes derrotadas da noite de eleições presidenciais, ficando-se pelo quinto lugar, atrás de João Ferreira, o candidato do PCP. Já Tiago Mayan Gonçalves ficou no sexto lugar, à frente de …

Ana Gomes aponta o dedo a Costa e à esquerda e diz que travou Ventura sozinha

Ana Gomes considera que a sua candidatura conseguiu travar "a progressão da extrema direita" quando os partidos de esquerda se preocuparam apenas com as suas "agendas políticas". No rescaldo da reeleição de Marcelo Rebelo de …

De diferentes cidades, mas com o mesmo nome. Quatro estranhos chamados Paul O'Sullivan formaram uma banda

A banda Paul O'Sullivan apresenta Paul O'Sullivan no baixo, guitarra, bateria e voz. Porém, não é uma banda de um homem só. Cada membro é um músico diferente com o mesmo nome: Paul O'Sullivan. "Uma noite, …

Ventura celebrou "noite histórica", demitiu-se do Chega e avisou o PSD

André Ventura começou por assinalar a "noite histórica" face aos resultados que obteve nas eleições presidenciais 2021. Mas como ficou em 3º lugar, atrás de Ana Gomes, anunciou a demissão do Chega. "Fiquei aquém dos 15% …

Região italiana da Lombardia esteve confinada durante uma semana por engano

A Lombardia, coração económico do norte de Itália, foi confinada e classificada como zona vermelha por engano durante uma semana, devido a estatísticas erradas sobre covid-19, e só ontem um decreto governamental retificou a situação. Devido …

Rio destaca "esmagamento da esquerda" e pede a Marcelo para ser "um bocadinho mais exigente"

"A marca mais forte" destas eleições presidenciais é "a derrota do PS". A análise é de Rui Rio, presidente do PSD, que fala do "esmagamento da esquerda" e da "vitória do candidato do centro", apelando …

Há uma nova explicação para o facto de bebés amamentados terem sistemas imunitários mais saudáveis

Um novo estudo realizado por investigadores da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, descobriu que o leite materno promove o crescimento de importantes células imunitárias que ajudam a controlar eventuais inflamações. De acordo com o site …

PS diz que Marcelo deve vitória aos socialistas (e cobra-lhe apoio em tempos difíceis)

"A democracia venceu na primeira volta e o extremismo de direita foi derrotado". É desta forma que o presidente do PS, Carlos César, comenta os resultados das eleições presidenciais ganhas por Marcelo Rebelo de Sousa, …

"Liberdade para a Dinamarca". Novos incidentes em manifestação contra restrições

Uma manifestação contra as restrições impostas para conter a pandemia, organizada por um grupo radical, em Copenhaga, originou novos incidentes na noite de sábado e resultou em cinco detenções, relataram a polícia e os meios …