Apple Watch vai ser lançado mais tarde do que o esperado

A Apple não está a planear lançar o Apple Watch antes de fevereiro de 2015, segundo um novo relatório divulgado esta sexta-feira.

Fonte próxima da empresa revelou que, com um pouco de sorte, talvez consigam lançar o novo produto antes do “Dia dos Namorados”.

O relatório alega que a Apple tinha planeado começar a vender o relógio por volta do Natal deste ano, mas terão surgido dificuldades no desenvolvimento do software do dispositivo.

Alguns analistas especulam que este atraso poderá penalizar as vendas de Natal dos principais concorrentes da Apple no mercado de wearable technologies.

Segundo os analistas, parte dos consumidores que estão a pensar comprar um relógio inteligente no Natal, escolhendo entre o Apple Watch e um concorrente, poderão optar esperar pela saída do relógio da Apple.

O Apple Watch vai sair em três versões: um em aço inoxidável e polido a preto, outro em cinza ou prata de alumínio anodizado e uma edição de luxo, rosa ou amarelo, em ouro 18 quilates, desenvolvido para ser duas vezes tão duro com o ouro.

Cada modelo estará disponível em dois tamanhos, 38 mm e 42 mm, e deverá ser vendido nos EUA a partir de 349 dólares.

Apple

-

B!T

PARTILHAR

RESPONDER

Amazon lança carrinhos de compras inteligentes para acabar com as filas

A gigante Amazon vai lançar carrinhos de compras inteligentes para evitar filas em lojas e supermercados, avança a emissora CNBC. Segundo a estação televisiva, os primeiros carrinhos inteligentes vão ser testados numa mercearia em Woodland Hills, …

Lesados do BES vão avançar com centenas de ações a exigir indemnizações a Salgado

Mais de mil lesados do BES/GES vão colocar centenas de ações cíveis na justiça a exigir indemnizações por danos morais às pessoas e entidades acusadas no caso BES, sobretudo a Ricardo Salgado. O Ministério Público acusou, …

Não haverá repatriamento. Governo faz alerta contra férias em destinos longínquos

O Governo avisou, esta quarta-feira, os portugueses que planeiem férias em "destinos exóticos ou com ligações fracas a Portugal" que não devem contar com operações de repatriamento como as realizadas no início da pandemia. "Estamos a …

Tribunal Geral da UE anula multa de 13 mil milhões de Bruxelas à Apple

O Tribunal Geral da União Europeia (UE) decidiu, esta quarta-feira, anular a multa de 13 mil milhões de euros imposta pela Comissão Europeia à Apple por alegados benefícios fiscais ilegais na Irlanda. "O Tribunal Geral anula …

Autoridade belga multa Google em 600 mil euros por falha no "direito a ser esquecido"

A autoridade belga de proteção de dados anunciou na terça-feira que impôs uma multa de 600 mil euros à empresa Google Belgium por falta de conformidade no direito a ser esquecido, pedido por um cidadão. Numa …

Costa avisa: País não aguenta novo confinamento. Inverno tem de ser preparado já

O primeiro-ministro considerou, esta quarta-feira, que o país não aguenta um novo período de confinamento por causa da covid-19 e avisou que o tempo é "curtíssimo" para a sociedade se preparar para o próximo inverno. Esta …

Parlamento aprova relatório da audição de Centeno para governador do BdP

O relatório da audição de Mário Centeno no âmbito da proposta de designação para governador do Banco de Portugal foi aprovado, esta quarta-feira, pelos deputados com voto favorável do PS e a abstenção do PSD …

Nova campanha da Casa Branca pede a milhões de desempregados que encontrem outro emprego

A pandemia de covid-19 foi um verdadeiro balde de água fria para muitos norte-americanos que acabaram no desemprego. Agora, uma nova campanha publicitária apoiada pela Casa Branca visa incentivar as pessoas desempregadas a "encontrar algo …

"Mais vale tarde do que nunca", diz Presidente sobre acusação no caso BES

O Presidente da República considerou, esta quarta-feira, que a justiça portuguesa "está a viver um bom período" e a dedução da acusação no caso BES "é uma boa notícia", observando que "mais vale tarde do …

Durante a pandemia, as pessoas movimentaram (e guardaram) mais notas e moedas

A pandemia de covid-19, que em dezembro do ano passado surgiu na China, fez com que as pessoas movimentassem (e guardassem) mais dinheiro físico, apesar de as opções digitais serem consideradas mais seguras. A conclusão …