Apenas 10% dos voos que saiem do Porto são da TAP

Aero Icarus / Flickr

Aeronave Airbus A321-211 da TAP Air Portugal

A TAP continua a ser a líder no aeroporto de Lisboa, mas já desde 2018 que é a companhia irlandesa Ryanair quem mais opera no Sá Carneiro. A easyJet também já ultrapassou a companhia portuguesa no Porto.

Segundo avança o JN, o desequilíbrio entre os voos oferecidos pela TAP no Porto e em Lisboa tem aumentado ultimamente. O jornal noticia que, dos 385 aviões que levantaram voo anteontem em Lisboa, 146 eram da TAP, enquanto que apenas 16 de 142 no Porto e eram da companhia portuguesa.

A TAP justifica a assimetria com a pandemia e o sistema “hub and spoke” – quando passageiros partem de aeroportos mais pequenos para outros maiores – e lembra que 60% dos seus passageiros apenas fazem escala em Lisboa. A companhia reforça que continua a ser a que oferece mais voos intercontinentais no Porto.

No entanto, mesmo antes da pandemia, esta diferença já era evidente, já que desde Dezembro de 2018 que a empresa não lidera no aeroporto Sá Carneiro. A líder é desde essa altura a Ryanair. Actualmente, a TAP está em terceiro lugar, ficando também atrás da easyJet. A Transavia e a Luthansa

No aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, a companhia portuguesa continua a liderar, com 50% dos movimentos e 44% dos passageiros.

“Qualquer análise que se procure fazer ao tráfego de passageiros em período de pandemia e de fortes limitações à mobilidade e livre circulação de pessoas assenta em bases que nada têm a ver com o regular funcionamento do mercado”, justifica a TAP, que não permite a libertação de “slots” (faixas horárias), como exige a Ryanair.

A companhia nacional argumenta que a quota de passageiros duplicou entre Junho e Setembro. “Essa quota foi de 10% no terceiro trimestre, quando no anterior era de 5%. Esta duplicação mostra um crescimento que se espera que continue”, refere.

No entanto, o JN explica que no penúltimo relatório trimestral da Associação Nacional de Aviação Civil (ANAC), referente aos meses entre Abril e Junho, a quota de mercado da TAP era de 14%, não de 5%.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.