Arqueólogos encontram antigos locais aborígenes debaixo de água na Austrália

(dr) Flinders University

Arquipélago Dampier, na Austrália

Muitos assentamentos, construídos em solo seco no final da Era do Gelo, foram inundados pelo mar. Na costa australiana, é provável que muitos locais antigos estejam debaixo de água.

Uma equipa internacional de arqueólogos encontrou, pela primeira vez, artefactos aborígenes no fundo do mar na Austrália, abrindo a porta para a descoberta de assentamentos antigos inundados desde a última era glacial.

As descobertas foram realizadas depois de vários levantamentos arqueológicos e geofísicos no arquipélago de Dampier. O trabalho integra o projeto Deep History of Sea Country (DHSC), financiado pelo Discovery Project Scheme do Conselho de Pesquisa da Austrália (ARC).

Centenas de ferramentas de pedra feitas pelos povos indígenas da Austrália, há pelo menos 7.000 anos, foram descobertas a dois metros de profundidade na remota costa ocidental da Austrália. Os artefactos descobertos representam o caso de arqueologia subaquática mais antigo da Austrália.

A equipa de arqueólogos da Universidade Flinders, da Universidade da Austrália Ocidental, da Universidade James Cook, da ARA – Airborne Research Australia e da Universidade de York (Reino Unido) fizeram parceria com a Murujuga Aboriginal Corporation para localizar e investigar artefactos antigos em dois locais subaquáticos.

Os antigos locais subaquáticos, em Cape Bruguieres e Flying Foam Passage, fornecem novas evidências dos modos de vida aborígenes, numa altura em que o fundo do mar era terra seca, avança o RawStory.

As paisagens culturais submersas representam o que é atualmente conhecido como “País do Mar” para muitos aborígenes australianos, que têm uma profunda conexão cultural, espiritual e histórica com estes ambientes subaquáticos.

“Anunciamos a descoberta de dois sítios arqueológicos subaquáticos que já estiveram em terra seca. Este é um passo emocionante para a arqueologia australiana ao integrarmos a arqueologia marítima e indígena e estabelecer conexões entre a terra e o mar”, disse Jonathan Benjamin, da Universidade Flinders.

De acordo com o artigo científico, publicado na PLOS One, mais de 30% da massa terrestre da Austrália foi submersa pelo aumento do nível do mar após a última era glacial, o que significa que uma grande quantidade de evidências arqueológicas que documentam a vida dos aborígenes está agora debaixo da água.

“Agora, temos a primeira prova de que algumas dessas evidências arqueológicas sobreviveram ao processo de subida do nível do mar. A arqueologia costeira antiga não está perdida para sempre, simplesmente não a encontramos. Estas novas descobertas são o primeiro passo para explorar a verdadeira última fronteira da arqueologia australiana”, disse o cientista.

A equipa encontrou 269 artefactos em Cape Bruguieres, a profundidades de até 2,4 metros abaixo do nível da água do mar. A datação por radiocarbono e a análise das mudanças no nível do mar mostram que o local tem, pelo menos, 7 mil anos.

O segundo sítio arqueológico, na Flying Foam Passage, inclui uma nascente de água doce subaquática, a cerca de 14 metros abaixo do nível do mar. Estima-se que este sítio tenha, pelo menos, 8.500 anos.

Ambos os locais podem ser muito mais antigos, uma vez que as datas representam apenas idades mínimas.

Estes territórios, agora subaquáticos, “abrigavam ambientes favoráveis ​​para assentamentos indígenas, incluindo água doce, diversidade ecológica e oportunidades para explorar recursos marinhos que teriam dado suporte a densidades populacionais relativamente altas”, disse Michael O’Leary, geomorfólogo marinho da Universidade da Austrália Ocidental.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro-ministro da Bélgica considera desnecessário certificado sanitário no país

O primeiro-ministro da Bélgica, Alexander De Croo, considera desnecessária a exigência de um certificado sanitário no país para ter acesso à maioria dos estabelecimentos públicos, semelhante ao que é exigido em França. “A solução nunca pode …

Filha mais velha de Boris fala sobre aceitação do corpo na nova edição da Tatler

A filha mais velha de Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido, abordou na revista Tatler a aceitação do corpo e a utilização de shapewear. Lara Johnson-Wheeler escreveu um artigo na mais recente edição da Tatler …

Mural de azulejos "Quem és, Porto" terá de ser removido por falta de consenso

A Câmara do Porto afirmou esta sexta-feira que o mural de azulejos “Quem és, Porto?”, situado na Rua da Madeira, “não poderá permanecer naquele local”, por se tratar de propriedade privada e por não existir …

Portugal com 17 mortes, 2.590 casos e redução nos internados nas últimas 24 horas

Portugal regista este sábado 17 mortes atribuídas à covid-19, a maioria em Lisboa, 2.590 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e nova descida nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, segundo os dados oficiais. De …

Portugal proíbe caça à rola de forma temporária

A caça à rola está proibida de forma temporária na época de 2021/22 em Portugal, depois de se revelar um "decréscimo significativo" das populações daquela espécie protegida, divulgou esta sexta-feira o Instituto da Conservação da …

Johnson & Johnson acusada de vender pó de talco com propriedades cancerígenas a mulheres negras

A gigante farmacêutica Johnson & Johnson continuou a comercializar pó de talco para mulheres negras, apesar de existirem provas de que esses produtos causam cancro. A queixa contra a Johnson & Johnson, apresentada pelo Conselho Nacional …

Termina hoje prazo para receber reembolso do IRS

O prazo para a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) liquidar as declarações de IRS termina este sábado, depois de uma campanha que contou com mais quase seis milhões de entregas. De acordo com o portal da …

UE condena "instrumentalização" de refugiados pela Bielorrússia

A União Europeia (UE) condenou esta sexta-feira "a instrumentalização de migrantes e refugiados pelo regime bielorrusso", alegando que é "totalmente inaceitável" usar pessoas para "promover objetivos políticos" e prometeu avaliar hipótese de punição de contrabandistas. O …

André Ventura - Chega

Autárquicas serão "início do fim do reinado" de Costa. Em Moura, Ventura é apelidado de "fascista"

Esta sexta-feira à noite, em Moura, um grupo de pessoas juntou-se perto do comício de André Ventura, em protesto, apelidando o líder do Chega de "fascista". O líder do Chega, André Ventura, apresentava esta sexta-feira os …

Incêndios na Turquia chegam a zonas turísticas. Há suspeitas de mão criminosa

Os devastadores incêndios que se estão a fazer sentir na zona sul da costa da Turquia já fizeram pelo menos quatro mortes. Depois das ondas de calor mortais nas Américas, inundações na Europa e China e …